terça-feira, 18 de agosto de 2009

Aceitam-se apostas

David Luiz, jogador do Benfica, provocou um penalty ao cortar um lance de perigo com a mão, o que permitiu ao Marítimo adiantar-se no marcador. No entanto, o jogador defende-se afirmando que nem se lembra de ter tocado a bola com a mão. Felizmente existem imagens televisivas que comprovam, indubitavelmente, a irregularidade cometida pelo jogador benfiquista e que demonstram que o brasileiro sofre de graves problemas de falta de memória. Muito provavelmente, David Luiz também não se lembrará de ter atingido violentamente um adversário com uma cotovelada na cara, mas também aí as imagens traem-no. Ora, considerando que estes dois lances não mereceram qualquer punição disciplinar por parte do árbitro (o que, a acontecer, ditaria inevitavelmente a sua expulsão visto que o jogador já tinha visto um amarelo), é legítimo concluir que os ares da Luz andam a afectar muita gente. Nuns casos, provocando falta de memória, noutros, falta de visão.
Não é difícil constatar que as actuações de Carlos Xistra no Paços de Ferreira-FC Porto e de Artur Soares Dias no Benfica-Marítimo demonstram uma gritante discrepância de critérios disciplinares. De facto, se Carlos Xistra tivesse usado a mesma complacência que Soares Dias usou, Hulk nunca teria visto um amarelo simplesmente por protestar, ou, pelo contrário, se Soares Dias tivesse aplicado aos jogadores do SLB a mesma severidade que Xistra usou com Hulk, David Luiz tinha ido tomar banho muito mais cedo e o Cardozo fazia-lhe companhia.
Infelizmente, as coisas não aconteceram dessa forma e Hulk ficará privado de jogar nas próximas jornadas, enquanto que David Luiz estará apto para nos oferecer mais alguns lances de porrada, dos quais, convenientemente, não se recordará depois. Isto, obviamente, com a preciosa colaboração da Comissão Disciplinar da Liga, sempre diligente e célere na aplicação dos seus famosos processos sumaríssimos com base em imagens televisivas, excepto quando os jogadores implicados vestem de vermelho. Aceitam-se apostas sobre o primeiro jogador que virá a ser alvo desta inusitada ferramenta disciplinar nesta época. Palpita-me que vestirá de azul e branco e que se chamará Hulk…

2 comentários:

  1. para umas coisas a tens uma memoria enorme, pena q para outras ja nao seja assim... ve-se mesmo do clube q es... e olha que nao é do porto, és do ANTI-BENFICA... nao tentes comparar lances do grande SLBENFICA, com o fcp, pois nao tem comparaçao, ou ja te esqueceste do vosso grande capitao bruno alves? esse tem umas entradas meiguinhas nao é? que nao merecem sumarissimos nem vermelhos... agora eu pergunto se o porto é o maior como dizes, pq q raio tens que falar tanto do SLB? eu dou-te a resposta, se calahar pq o SLB é enorme... um conselho, aprende a ver futebol de forma imparcial, todos temos queixas da arbitragem, agora nao compares so os lances que te convêm... o SLB, tb tem queixas da arbitragem por isso não admito q digas que fomos beneficiados... ja agora no lance da mao do DAVID LUIZ, imagina o jogador com uma camoisola do teu clube? se calhar dizias que se via perfeitamente que a mao nao é intencional... SAUDAÇOES BENFIQUISTAS... sei que nao vais publicar o meu comentario, ou se calhar vais, so para contrariar, mas isto tb era so um recadito para ti... cada um com a sua verdade...

    ResponderEliminar
  2. 1) Bruno Alves pode não ter entradas meiguinhas, mas não partiu as pernas a ninguém. O mesmo não se pode dizer de um certo jogador do Benfica que passou completamente impune depois de afastar o Anderson dos relvados por 4 meses. De qualquer forma, imagino o que não diriam os jornais sobre o defesa portista caso tivesse protagonizado uma cotovelada na cara do adversário como David Luiz fez, um lance que o jornal A Bola tratou de escamotear completamente aos olhos do público.

    2) As referências que são feitas ao SLB são apenas no sentido de comparar e contrapor os ataques que são dirigidos ao FC Porto. Por exemplo, caso o jogo Benfica-Marítimo não tivesse tido casos disciplinares polémicos, não faria sentido fazer referência ao clube da Luz nem comparar os critérios disciplinares díspares aplicados pelos árbitros dos dois jogos.

    3) Os adeptos do Benfica deviam meditar sobre a política de provocação e confrontação que a Direcção do seu clube tem mantido nos últimos anos com outros clubes (e não apenas com o FC Porto). No caso particular dos azuis e brancos, chega a ser ridículo ouvir um benfiquista acusar os adversários de falarem demasiado no seu clube quando todos nos recordamos da atitude inqualificável que o SLB teve no início da época passada, quando pretendeu roubar o lugar do FC Porto na Liga dos Campeões à custa de estratagemas de secretaria que, mais do que prejudicar os azuis e brancos, desprestigiou Portugal aos olhos da Europa. Se o Benfica é enorme porque os rivais o criticam, então o Porto é galáctico porque os rivais o invejam.

    4) Apesar de ter uma temática predominantemente portista, este blog é democrático e todos os comentários são bem vindos, com excepção daqueles que contêm insultos ou linguagem imprópria. Visto que não existe qualquer antecedente que o comprove, é descabido afirmar que eu deixaria de publicar o seu comentário só por ser benfiquista. Portanto, apareça sempre e leia. Faz-lhe bem ler opiniões livres, não condicionadas pela imprensa lisboeta.

    ResponderEliminar