terça-feira, 4 de agosto de 2009

Pura obscenidade

O Sporting de Braga divulgou, através do seu site oficial, um comunicado no qual refere que foi instaurado um processo disciplinar a César Peixoto, jogador do clube minhoto que, segundo a imprensa, é pretendido pelo Benfica. Em causa está a recusa do jogador bracarense em participar num jogo particular realizado no sábado passado. Conforme se lê no mesmo comunicado, “o passado recente demonstra que poderemos estar novamente perante uma estratégia de pressão sobre o Sporting de Braga SAD e o seu atleta”, uma alusão indirecta à contratação do ex-treinador bracarense, Jorge Jesus, pelo Benfica.
De facto, já a ida do Jorge Jesus para a Luz ficou ensombrada pelos processos pouco ortodoxos usados pelo presidente do SLB que procurou, à revelia do Sporting de Braga, convencer o treinador a mudar-se para Lisboa. Agora é a transferência do César Peixoto a gerar polémica pelos mesmos motivos, o que vem demonstrar que estes processos obscuros utilizados pelo dirigente do SLB não são meros casos isolados ditados pelo distanciamento existente entre as Direcções dos dois clubes, mas sim uma estratégia concreta adoptada com o objectivo de contratar treinadores e jogadores de outros clubes em condições vantajosas, passando por cima dos interesses desses mesmos clubes detentores dos direitos desportivos. E, consequentemente, passando por cima também dos mais básicos valores da ética e da moralidade.
Todas estas polémicas em que o Benfica se vê envolvido constantemente graças ao comportamento do seu presidente, bem como os litígios que o mesmo provoca com os demais clubes portugueses, são muito pouco abonatórias para a imagem de um clube que se diz defensor da verdade e da transparência. Infelizmente, o recente processo eleitoral, também ele envolto em suspeição graças a uma série de condicionalismos impostos pelo mesmo dirigente (em conjunto com o surgimento inesperado de um candidato-fantoche que mais não foi do que uma estratégia fraudulenta para reunir os adeptos em torno de uma causa fictícia) induziu os sócios do SLB a apoiarem e reelegerem a mesma Direcção, dando assim continuidade a estas e outras situações deploráveis pelo menos por mais quatro anos. Isto, obviamente, enquanto as autoridades não ganharem coragem e decência para acabar definitivamente com esta obscenidade.

2 comentários:

  1. eu já te avisei fala do teu clube... eu sei que é dificil mas não fales tanto do benfica... às x para quem está de fora pode parecer que isso é tudo dor de cotovelo... qt ao candidato fantoche, era importante referires que foi uma manobra do teu presidente para se apoderar do maior clube português... mas como ficou à vista de todos, nós, os sócios do MAIOR CLUBE PORTUGUÊS, O GRANDE SLB, nao somos parvos e nao deixamos que isso acontecesse... limita-te a falar do teu clube, e do corrupto do teu presidente... SAUDAÇOES BENFIQUISTAS

    ResponderEliminar
  2. É claro que os sócios do SLB não são parvos. A vocês ninguém engana. Por isso é que reconduziram o Filipe Vieira à presidência do clube e este conseguiu, em cerca de um mês, desbaratar de uma assentada só os lucros de publicidade referentes à próxima década. Não admira que estejam tão desesperados por ganhar o campeonato, esse objectivo tornou-se uma questão de vida ou morte para o clube.

    ResponderEliminar