quarta-feira, 19 de agosto de 2009

A opinião de Jorge Coroado

Ainda a propósito da expulsão do Hulk, convém ler a opinião do antigo árbitro Jorge Coroado, publicada hoje no jornal O Jogo:

«Lançado em velocidade na perseguição da bola, já próximo da linha de baliza dos visitados, tendo um adversário pela frente, Hulk, em gesto comummente considerado de "tesoura", projectou-se com ambos os pés ladeando o atleta pacense e, sem neste tocar, com o esquerdo conseguiu jogar o esférico não evitando, no entanto, que o mesmo saísse do terreno pela linha de cabeceira. Sabedor que o portista já tinha sido advertido com cartão amarelo, o atleta da casa teatralizou a queda simulando ter sido atingido e derrubado pelo poço de força azul e branco, deixando-se cair no solo contorcendo-se com dores. Porque compreensivelmente atrasado relativamente à jogada, o árbitro entendeu como passível de comportamento antidesportivo a atitude do jogador portista exibindo-lhe pela segunda vez o cartão amarelo e correspondente cartão vermelho. Errou. Hulk não havia feito fosse o que fosse que justificasse intervenção do árbitro senão para assinalar pontapé de baliza.»

É claro que os donos da "verdade" que não se cansaram de escrever nos últimos dias em tudo quanto é jornal que o Hulk foi bem expulso, não perderam tempo a levantar as suspeições do costume sobre a isenção do analista e do jornal em que escreve para descredibilizar a sua opinião. Quando as pessoas não têm carácter para assumir que estão erradas e reconhecer que a sua própria visão do lance foi tolhida pela clubite aguda, qualquer argumento falacioso serve para disfarçar a sua desonestidade.

4 comentários:

  1. Finalmente alguém partilha da mesma opinião do que eu. Mesmo no momento do lance disse que o hulk fez uma entrada dura, mas como toca na bola primeiro não é falta e logo não era expulso. Apesar de para mim ter sido evidente, houve portistas a admitir o contrário e agora espero que esta opinião venha trazer a verdade tal como ela é.
    Saudações Portistas

    ResponderEliminar
  2. Antes de mais parabéns pelo blog, está com bom aspecto!
    Para que não restem dúvidas, sou sportinguista, acho o teu blog algo tendencioso, mas também é normal, o nome diz tudo:)

    Gostava era que visses o lance do Hulk com isenção e não cegueira clubistica, ele toca na bola, mas faz uma entrada por trás perigosa portanto, sempre amarelo (no mínimo) em qualquer parte do mundo

    ResponderEliminar
  3. Para comentar também é preciso conhecer as regras. As entradas por trás só dão amarelos quando não se joga a bola e há lugar à marcação de falta. O objectivo do Hulk naquela tesoura era jogar a bola, algo que fez efectivamente. O contacto com o adversário foi posterior mas era inevitável. Esse contacto é feito com a parte lateral da perna e não com as chuteiras, pelo que nem se poderia considerar um lance de jogo violento.

    O Jorge Coroado diz e bem que o jogador do Paços fez teatro.

    Assim sendo, e já que o Jorge Coroado não sofre de amores pelo Porto, parece que o comentário do "Anónimo 11:24" é que é carregado de cegueira clubística, pois não me parece que ele tenha a insensatez de comentar "erros de arbitragens" sem ler o manual das regras - ou então, teria?

    ResponderEliminar
  4. A verdade dói não é ??.... lolol

    ResponderEliminar