sábado, 23 de janeiro de 2010

A Luz ao fundo dos túneis - Parte 2

A 23 de Dezembro de 2009, eu coloquei um texto aqui no blogue, intitulado "A Luz ao fundo dos túneis", no qual afirmei o seguinte:

«No decorrer desta época futebolística, foram já várias as vezes em que ocorreram graves distúrbios nos túneis dos estádios. Ora, se por um lado é verdade que estes distúrbios ocorreram de Norte a Sul do país, não é menos verdade que todos eles tiveram um denominador comum: o SLB. É claro que, para quem acredita em coincidências, tal facto não deverá passar de um mero acaso, de um pontapé na lógica, de uma excentricidade do destino. No entanto, ninguém que tenha um par de olhos na cara poderá deixar de reconhecer que começa a ser demasiado evidente a existência de uma ligação directa ao clube da Luz.»

Rapidamente recebi muitas respostas de adeptos encarnados que procuraram, de todas as formas e recorrendo aos mais variados argumentos, contrariar a minha opinião. Pois não foi preciso esperar muito tempo para que um novo caso tenha vindo a público, desta vez com base em imagens vídeo que não deixam margem para dúvidas sobre a pouca-vergonha que se está a passar na Liga portuguesa.
Os factos ocorreram no Benfica-FC Porto da época passada, realizado a 30 de Agosto de 2008, um jogo que ficou marcado pela invasão de campo por parte de um adepto, conhecido como o Diabo de Gaia, que agrediu o juiz-de-linha. Aqui ficam as imagens do túnel da Luz agora divulgadas pela Agência Lusa:


Sobre estas imagens, há várias questões importantes que devem ser analisadas pelas entidades competentes:

1) Cerca de 1 hora antes do jogo, os seguranças do Benfica trataram de mover as câmaras de forma a deslocar o ângulo de visão para um plano acima do normal. Com que intenção e por ordem de quem o fizeram?

2) Dois agentes da Polícia assistiram às agressões e a PSP  já confirmou que enviou para a Liga Portuguesa um relatório dos incidentes. Por que motivo a Liga não abriu nenhum inquérito? E como se explica que venha agora alegar que não tinha conhecimento do caso?

3) Rui Costa assistiu a tudo o que se passou de mãos nos bolsos, não demonstrando, em momento algum, a menor intenção de controlar os elementos de segurança do Benfica. Como se explica esta atitude passiva de um dirigente encarnado perante as cenas que se desenrolaram à sua frente?

4) O segurança que agrediu o dirigente portista já possui antecedentes de violência pois é o mesmo que, há alguns anos atrás, protagonizou a cena da bofetada no aeroporto de Lisboa aquando da vinda do Moretto para Portugal. Esse caso foi filmado pelas câmaras da RTP e testemunhado por um agente da PSP. Como se explica que tenha passado impune aos olhos das autoridades e que continue a protagonizar cenas de violência como esta?

5) Há dois dias atrás, quando um tal de "Tripulha" publicou as gravações das escutas telefónicas originais conexas ao Apito Dourado, o site oficial do Benfica tratou de colocar imediatamente os links para essas escutas. Nessa altura, ninguém do SLB pareceu importar-se muito, nem com o segredo de justiça, nem com a protecção de dados. Agora, perante a divulgação destas imagens pela Agência Lusa, o clube da Luz já fez saber que irá apresentar queixa à Entidade Reguladora da Comunicação (ERC) e (pasme-se!) ao Ministro Jorge Lacão. Como se explica esta mudança radical de atitude em apenas 48 horas? O que pretende o Benfica esconder?

6) A propósito do pedido de Pinto da Costa para que se faça um Apito Encarnado, Laurentino Dias afirmou que não fazia qualquer comentário. E agora, perante mais este escândalo, será que o Secretário de Estado irá ganhar coragem para agir ou continuará a assobiar para o ar fingindo que nada vê?

2 comentários:

  1. Que os "artistas" do FCP, SLB e outros afins, e respectivas estruturas não são "meninos de coro" já nós sabemos.
    No entanto no meio das zangas, desacatos e restantes acções reprováveis, há factos que não entendo, e que até parece demonstrar que todoa reprovável "foclore" serve a ambos.

    Porque é que, tendo em conta a noticia relatando actos danosos contra o FCP, o mesmo não apresentou queixa relativamente a 2008, uma vez que até havia registo policial?

    Porque é que após o jogo de Desembro de 2009 com suspensões preventivas e noticia de que outras irão ocorrer, ambos os treinadores afirmaram nas conferências de imprensa, com um ar "angelical", não saber de qualquer ocorrência?

    É isto que não percebo! Aparentemente há interesses mutuos neste tipo de situações, e só há reacções quando algum se sente mais prejudicado ou menos beneficiado que o outro!

    ResponderEliminar
  2. "Porque é que, tendo em conta a noticia relatando actos danosos contra o FCP, o mesmo não apresentou queixa relativamente a 2008, uma vez que até havia registo policial?"

    1) O elemento do FC Porto que foi agredido no túnel por um segurança do clube lisboeta já esclareceu publicamente que não apresentou queixa porque não acredita na imparcialidade da CD da Liga.

    2) O facto de existirem imagens da agressão e relatórios da PSP que confirmam a existência de incidentes no túnel vem demonstrar que a CD age de má fé quando afirma que não instaurou nenhum processo por não ter conhecimento do caso, dando assim razão à acusação de falta de imparcialidade.

    3) Caso a Liga agisse com imparcialidade e competência como lhe é exigido, teria aberto um processo sobre os incidentes da Luz com base nas imagens vídeo e nos relatórios das autoridades, pelo que não seria necessário o FC Porto apresentar queixa. Dessa forma, evitar-se-ia que estes casos, mais do que uma procura genuína de justiça e verdade desportiva, se transformem num arma de arremesso entre os clubes, usada quando lhes convém.

    ResponderEliminar