sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Para todos os portugueses sem excepção, um bom ano de 2010!

Que a nova década traga mais desenvolvimento e riqueza para Portugal e mais felicidade para as famílias portuguesas!

2 comentários:

  1. Até que enfim, algo digno de ser publicado!
    O resto,traduz-se em duas palavras: NÃO PRESTA!

    Será que os Lisboetas e Benfiquistas estão contemplados nos votos expressos?

    É que Lisboa continua a ser a Capital de Portugal, e o Porto ... é o Porto.
    E o Benfica continua à frente do FCP ... e o FCP continua em 3º.

    Será que o autor do blogue é português? Será que considera o Porto como cidade portuguesa? Será que considera o FCP é um clube português?

    Devia aproveitar o ano novo para se portar à altura do que pretende ser, porque ... enfim ... está muito longe disso!

    ResponderEliminar
  2. "Será que os Lisboetas e Benfiquistas estão contemplados nos votos expressos?"

    Estou a ver que você tem algumas dificuldades de interpretação do português escrito. Qual foi a parte da frase "Para todos os portugueses sem excepção" que o sr. não entendeu?

    "É que Lisboa continua a ser a Capital de Portugal"

    Infelizmente, essa é uma verdade inquestionável. Tão inquestionável como o facto de ser graças a isso que o país está no buraco onde se encontra.

    "E o Benfica continua à frente do FCP ... e o FCP continua em 3º."

    Sim, também é verdade. Mas a glória futebolística é efémera. A minha luta e as minhas convicções não são.

    "Será que o autor do blogue é português? Será que considera o Porto como cidade portuguesa? Será que considera o FCP é um clube português?"

    Se você coloca estas perguntas, então não percebe mesmo nada, nadinha do que eu escrevi. E sendo assim, responder-lhe é o mesmo que falar com uma batata.

    "Devia aproveitar o ano novo para se portar à altura do que pretende ser, porque ... enfim ... está muito longe disso!"

    Ser dissidente não significa ser separatista e muito menos ser traidor. Pelo contrário, ser dissidente é lutar por um país melhor, mais justo, mais homogéneo, mais rico e equilibrado, mesmo quando tal obriga a sacrifícios pessoais contra o poder instalado. Você é lisboeta? Não lhe interessa que nada mude, obviamente, não porque se preocupe com o país mas sim porque não quer perder a boa vida que tem. A sua opinião nunca será justa e equilibrada enquanto não sair da redoma em que vive e for conhecer o país real, aquele que a comunicação social lisboeta esconde aos olhos dos cidadãos para os manter unidos em torno dos valores lisboetas.

    ResponderEliminar