domingo, 3 de janeiro de 2010

Pela Verdade Desportiva

Termina hoje, dia 3 de Janeiro, o prazo para subscrição da petição "Pela Verdade Desportiva", uma iniciativa do comentador Rui Santos a favor da introdução de novas tecnologias no futebol. Segundo o seu autor, o objectivo desta petição, que conta já com mais de 6000 assinaturas, é "perceber qual a sensibilidade das forças políticas representadas na Assembleia da República sobre a matéria".
Rui Santos lançou o "Movimento Pela Verdade Desportiva" em Outubro de 2008, por "não suportar a ideia de que no final de cada jogo houvesse ruído sobre a arbitragem". Devo confessar que, na minha perspectiva, a implementação das novas tecnologias não será capaz de evitar esse problema porque, como facilmente se constata, o ruído sobre a arbitragem é, na maior parte das vezes, originado por comentadores, analistas e opinion-makers que, mesmo perante as imagens dos lances, demonstram não possuir a clarividência necessária para reconhecer as evidências e os factos, por mais indiscutíveis que estes sejam. No entanto, tal como o próprio Rui Santos admite, "as novas tecnologias não permitiriam uma verdade desportiva a 100 por cento, mas evitariam muitas situações que ocorrem actualmente e seriam um instrumento de protecção dos árbitros". Nesta perspectiva, não pude deixar de apoiar e subscrever a petição, e apelo para que todos façam o mesmo.
Mesmo perante o meu próprio cepticismo quanto à total eficácia deste sistema, acredito que as novas tecnologias podem ter um papel importante na defesa da verdade desportiva, eliminando ou reduzindo a probabilidade de acontecerem erros graves com influência nos resultados dos jogos, tal como o que aconteceu na final da Taça da Liga na época passada e que, ainda hoje, faz correr muita tinta.

Sem comentários:

Enviar um comentário