sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Quem vai à guerra, dá e leva!

A Comissão Disciplinar da Liga de Clubes anunciou esta tarde os castigos de Hulk e Sapunaru sobre os incidentes ocorridos no túnel da Luz, após o jogo frente ao Benfica. O avançado brasileiro foi suspenso por quatro meses (ou seja, estará mais dois meses afastado dos relvados) e multado em 2250 euros. Já o romeno foi punido com seis meses de suspensão e uma multa de 4750 euros.
Se, no caso de Sapunaru, os seis meses de suspensão estão dentro do previsto em função das penas impostas pelos regulamentos (ou, mais correctamente falando, pela forma como a CD interpreta os regulamentos), já o castigo de Hulk surpreendeu por se encontrar abaixo do que se esperava. O presidente da CD, Ricardo Costa, fez questão de esclarecer em conferência de imprensa que a pena foi abaixo do limite mínimo porque "a CD entendeu levar a cabo uma atenuação especial de pena para os dois jogadores uma vez que houve um quadro geral de provocação no final do jogo. Este quadro resulta de uma conjugação de actos, que não assentou nem em insultos nem em agressões por parte dos assistentes de recinto desportivo, mas numa discussão verbal.".
Com certeza ninguém acredita que o "quadro geral de provocação" a que Ricardo Costa se refere aconteceu por iniciativa da Prosegur, empresa de segurança a que pertencem os agentes envolvidos nos incidentes. Também ninguém poderá acreditar que os mesmos agentes agiram de sua livre e espontânea vontade quando assumiram uma conduta "negligente, excessiva e inadequada". É óbvio que tudo isto teve origem num esquema premeditado e montado pelo clube da Luz com o objectivo específico de criar no túnel toda uma atmosfera hostil de confrontação verbal e física com os elementos do FC Porto, passível de originar incidentes graves que culminassem em castigos para a equipa visitante. Por outras palavras, tratou-se de uma armadilha bem montada.
Por muito que o Benfica pretenda agora desviar as atenções fingindo que não passa de um mero observador neste processo, a multa aplicada ao clube da Luz e a forma frontal com que o acórdão da CD se refere ao "quadro geral de provocação" fez cair a sua máscara de seriedade. O SLB criou uma guerra de túneis da qual saiu vencedor na primeira batalha, mas está aberto um precedente perigoso que, com toda a certeza, terá novos desenvolvimentos brevemente e fará ainda mais vítimas. Não nos esqueçamos que a equipa lisboeta ainda terá de visitar o Dragão esta época e já se prevê que o FC Porto se irá preparar para oferecer aos visitantes um pouco do seu próprio veneno. Com toda a legitimidade, digam lá o que quiserem! Veremos o que dirão nessa altura todos aqueles que, hipocritamente, se divertem agora com os castigos aplicados aos jogadores portistas e, principalmente, as autoridades que assobiam para o ar fingindo que não vêem a gravidade do que se passa no futebol português.
Sempre se ouviu dizer que quem vai à guerra, dá e leva. Depois não digam que não estavam avisados.

11 comentários:

  1. Ora aí está a "justiça" do FCP! Criticam a liga mas já se estão a preparar para a visita do Benfica! Belo exemplo!
    Aliás nada que não se tivesse já visto com o Braga (Porto B) e o Olhanense (Porto C) e a simpatia com o Nacional (Porto Z), culminando com o Porto com o seu esplendor de desacato e desobediência.
    Agora já ninguém nega que os jogadores em questão se portaram ... à FCP. O argumento agora é que os seguranças não são intervenientes, e como tal o que se passou que se branqueie!
    Afinal quem é o FCP para falar de esquemas premeditados? CORRUPTOS, DESORDEIROS, para vocês vale tudo desde que ganhem!

    ResponderEliminar
  2. "Criticam a liga mas já se estão a preparar para a visita do Benfica!"

    Não fomos nós que criamos esta guerra. Ninguém terá o direito de nos apontar o dedo se nós respondermos na mesma moeda aos que nos atacaram.

    "Belo exemplo!"

    Há muito tempo que deixamos de acreditar em "belos exemplos". Aquilo a que estamos a assistir presentemente é um atentado à verdade desportiva que ninguém que seja sério poderá deixar passar em claro.
    Perante a conjuntura actual em que o Benfica domina completamente os meandros do futebol português e manipula as entidades responsáveis em nome dos seus interesses, beneficiando de uma total displicência das autoridades de Lisboa que teimam em fechar os olhos fingindo que nada vêem, dar um "belo exemplo" seria sinónimo de agir passivamente perante esta pouca-vergonha. Não contem connosco para pactuar com a vossa máfia!

    "Aliás nada que não se tivesse já visto com o Braga (Porto B) e o Olhanense (Porto C) e a simpatia com o Nacional (Porto Z), culminando com o Porto com o seu esplendor de desacato e desobediência."

    Chamar Porto A, B ou C a essas equipas é uma demonstração de falta de respeito para com os clubes mais pequenos que põe a nu os verdadeiros valores do benfiquismo: hipocrisia, desonestidade e má-fé. É graças a essa atitude que o Benfica tem vindo a tornar-se um clube cada vez mais odiado por todos.

    "Agora já ninguém nega que os jogadores em questão se portaram ... à FCP."

    Nem nós admitiríamos outra coisa! Perante uma escumalha que pretende ganhar campeonatos à custa de provocações, insultos e agressões, gente sem carácter que coloca jagunços nos túneis para armar ciladas aos jogadores adversários com o objectivo de arrancar punições graças à conivência de uma Comissão Disciplinar da Liga onde os cães domesticados vão respondendo à voz do dono encarnado, a única resposta a dar é a defesa frontal e intransigente da nossa honra!

    "O argumento agora é que os seguranças não são intervenientes, e como tal o que se passou que se branqueie!"

    Não se trata de branquear mas sim de punir de acordo com a lei. Os castigos que foram agora aplicados foram completamente manipulados em nome dos interesses do Benfica que pretende assim destruir a oposição de todos aqueles que poderiam fazer-lhe frente na conquista do título. O castigo de 3 meses aplicado ao Vandinho, jogador do Braga, por uma "tentativa de agressão" é mais uma obscenidade, um atentado à verdade desportiva que só veio comprovar que estamos a lidar com gente que perdeu completamente a vergonha na cara e age em completa impunidade.

    "Afinal quem é o FCP para falar de esquemas premeditados? CORRUPTOS, DESORDEIROS, para vocês vale tudo desde que ganhem!"

    Não são apenas os portistas que se sentem revoltados com o que se está a passar. Só os benfiquistas é que, no desespero de ganhar um campeonato a todo o custo, acreditam na verdade desportiva deste campeonato. Todos os restantes portugueses, sejam adeptos do Porto, Sporting, Braga, Guimarães, etc, compreenderam que se estão a passar coisas perfeitamente inacreditáveis nos meandros do futebol português com o objectivo de levar o Benfica ao título a qualquer preço. Posto isto, a palavra de um benfiquista que nos pretende convencer que estamos todos enganados, mesmo perante os factos que comprovam que a razão está do nosso lado, não pode merecer de nós nada mais do que o total desprezo.
    O Benfica até poderá ganhar o campeonato pois tudo se conjuga para que tal aconteça, mas acredite que este será o ano em que o clube da Luz mais terá a perder.

    ResponderEliminar
  3. Aqui uma ajuda para te retirar o cabresto: EU NÃO SOU BENFIQUISTA!
    Mas não portista parvo como tu!

    ResponderEliminar
  4. "EU NÃO SOU BENFIQUISTA!"

    Se você acredita na verdade desportiva deste campeonato, então eu aceito que você não seja efectivamente benfiquista, porque nem mesmo esses acreditam em tal coisa. Você é simplesmente ingénuo!

    ResponderEliminar
  5. Claro que quando se acredita que o mal do mundo está em Lisboa e no Benfica, quem discorda é de Lisboa e do Benfica!

    ÉS ESTUPIDO! E de tal maneira que nem sabes que és!

    Tu e a tua corja não percebem que pelo que fazem conquistaram a discordância, e algo mais, em quem nada tem a ver com o Lisboa e o Benfica!
    Mas a estupidez tolda-vos a mente!

    Se calhar é que apesar de os chamares carneiros, os Benfiquistas, eles são cada vez mais, e tu e a corja, umas bestas a berrar sozinhos no mundo!

    Tenta ser ... só um pouquinho ... uma vez na vida ... inteligente!

    ResponderEliminar
  6. "ÉS ESTUPIDO! E de tal maneira que nem sabes que és!"

    Os seus insultos só vêem demonstrar que eu tenho razão. É graças a pessoas como você, ingénuas e subservientes aos interesses mesquinhos de Lisboa, que Portugal é um país extremamente atrasado. Mas atenção, eu não luto contra você nem o considero culpado de nada. Pelo contrário, considero-o uma vítima de um lobby que induz as pessoas a assumirem como certos determinados valores e ideais que não passam de uma fraude, vendida pela gigantesca máquina propagandista em favor dos interesses mesquinhos da Capital.

    "Se calhar é que apesar de os chamares carneiros, os Benfiquistas, eles são cada vez mais, e tu e a corja, umas bestas a berrar sozinhos no mundo!"

    Está redondamente enganado! As estatísticas provam que os benfiquistas são cada vez menos. No entanto, não me admira que você pense o contrário visto que a corrupta comunicação social lisboeta tenta passar diariamente a ideia do contrário, induzindo em erro pessoas mais susceptíveis de se deixarem enganar como você.
    Abra os olhos! Leia! Informe-se! Pense pela sua cabeça!

    ResponderEliminar
  7. Só te insultava se efectivamente não demonstrasses o que és!
    Mas, já que estás tão seguro da tua verdade, palavra que em ti destoa qual lexivia em roupa de cor, apresenta lá essas informações crediveis e fidedignas como queres fazer crer.
    Quer se goste ou não a maioria é do Benfica e o FCP nem ganhe, seja lá de que forma for, não consegue atingir o numero de Benfiquistas.
    Na minha óptica é pela existência de especimens como tu que repelem toda a gente. Acho que o PC também não teve muito sucesso!
    POr isso é que eles vos atiram com 6 milhões, não sei se são é-me indiferente, mas vocês ... coitadinhos!

    ResponderEliminar
  8. A RTP realizou, há relativamente pouco tempo, uma sondagem que demonstra que o Benfica detém actualmente cerca de 3 milhões de adeptos, seguido do Sporting com cerca de 1,5 milhões e do FC Porto com cerca de 1 milhão. Essa sondagem permite concluir que, apesar do Benfica continuar a deter a maioria dos adeptos em Portugal, foi o clube que mais adeptos perdeu nas duas últimas décadas (além de que esse número é claramente inferior aos disparatados 6 milhões que a máquina propagandista lisboeta procura impingir aos portugueses na tentativa de manter uma imagem de grandeza fictícia em torno do clube da Luz).
    Além disso, um outro estudo mais recente demonstra que o FC Porto foi o clube que mais adeptos conquistou nas últimas décadas nas camadas jovens. Isto significa que a tendência para os próximos anos será para que o Porto aumente o número de adeptos.
    De qualquer forma, parece-me evidente que o Benfica tem necessidade de manter um número grande de adeptos para alimentar a sua imagem de grandiosidade, uma vez que, no campo desportivo, o clube não possui argumentos que sustentem os epítetos fantásticos de que se faz rodear. Pelo contrário, a força do FC Porto não se encontra nesse tipo de argumentos duvidosos, mas sim no facto do clube ostentar orgulhosamente a bandeira de uma cidade e de uma região. Como tal, o Porto não necessita de encher estádios por todo o país, desde que mantenha uma massa associativa fiel suficientemente grande para suportar o clube nas suas conquistas desportivas. E a prova de que esta é a chave do sucesso é que, enquanto os outros enchem jornais com parangonas sem interesse nem valor, o Porto enche as prateleiras de troféus. Duas vezes campeão europeu, duas vezes campeão do Mundo, uma vez campeão da Taça Uefa... Porque é que o Benfica, que se gaba de ser o maior do Mundo e arredores, não faz igual?

    Aquilo que impede o FC Porto de ter mais adeptos é a influência nefasta de uma máquina propagandista lisboeta que induz a população portuguesa a enveredar pelo benfiquismo ao vender o clube envolto numa falsa imagem de grandiosidade que há muito deixou de fazer sentido. Na verdade, tal como eu já afirmei aqui no blogue num texto intitulado Benfiquismo: o cancro da sociedade portuguesa, apesar do show-off que tanto gostam de alimentar os benfiquistas mais jovens nunca viram o Benfica vencer nenhuma competição internacional, nunca sentiram a emoção de festejar nas ruas da sua cidade a conquista de uma Liga dos Campeões Europeus, não conhecem o orgulho de ver o seu clube atingir o topo do futebol mundial ganhando uma Taça Intercontinental. Os feitos gloriosos do passado longínquo são-lhes transmitidos por relatos na terceira pessoa e por imagens a preto e branco. Pelo contrário, os adeptos rivais da mesma idade já festejaram, por esta altura das suas vidas, vários troféus internacionais. Este facto choca frontalmente com a sua versão de “Glorioso”, “Colosso” e “Maior do Mundo”, suscitando invejas, frustrações e ódios que, por sua vez, originam a segunda influência mais nefasta do benfiquismo na sociedade portuguesa: a desvalorização do mérito alheio e a responsabilização de terceiros pelos erros próprios em absurdas e infantis teorias de conspiração.

    ResponderEliminar
  9. Já agora aproveito para juntar este artigo publicado no jornal Expresso, que me parece interessante sobre a questão do número de adeptos do três clubes grandes.

    ResponderEliminar
  10. Afinal sempre acreditas na imprensa Lisboeta quando te convém!

    NÃO PRESTAS MESMO!

    ResponderEliminar
  11. "NÃO PRESTAS MESMO!"

    Você vem para o meu blogue armado em dono da verdade, desata a insultar-me simplesmente por não concordar com as minhas ideias, e no final, perante a minha argumentação, confrontado com os factos e os dados estatísticos que eu lhe apresentei, limita-se a dizer que eu não presto e foge??? Essa atitude revela muita imaturidade e desonestidade intelectual de sua parte.
    Este blogue é um espaço de discussão que eu quero que seja aberto a todos os que pretendam participar. No entanto, exijo que as pessoas demonstrem maturidade, responsabilidade, civismo e, principalmente, inteligência. Se acham que eu estou errado, então apresentem-me argumentos e factos que me comprovem que eu estou errado. No dia em que eu não tiver resposta para dar, então assumirei que devo repensar as minhas ideias. Mas enquanto as pessoas, na falta de outros argumentos, recorrerem simplesmente ao insulto gratuito, então eu reservar-me-ei toda a legitimidade para considerar que estou certo.

    ResponderEliminar