sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Um grande jogador, um pequeno homem

Rui Costa refuta a tese de que o Benfica tem sido beneficiado pelas decisões da Comissão Disciplinar da Liga. Segundo afirmou o Director Desportivo encarnado, os benfiquistas também podem entender que (pasme-se!) «o castigo do Javi também é exagerado!»
Como é possível que um antigo jogador da Selecção Nacional, que devia demonstrar respeito e solidariedade para com os colegas de profissão, tenha o descaramento de comparar os castigos absurdos de vários meses de suspensão aplicados ao Vandinho, Hulk e Sapunaru (que resultam na impossibilidade de jogar mais de 20 jogos!) com o castigo de dois jogos aplicado ao Javi Garcia?
Rui Costa já havia ficado muito mal na fotografia quando as imagens de vídeo-vigilância, recentemente publicadas no YouTube, denunciaram que o dirigente encarnado assistiu, impavidamente e de mãos nos bolsos, às agressões e insultos dirigidos por funcionários do Benfica a elementos da comitiva portista, no final do Benfica-Porto da época passada. Perante isto, as palavras agora proferidas sobre os castigos aplicados aos jogadores do Braga e do FC Porto e a patética comparação com o caso do Javi Garcia acaba por constituir a machadada final na credibilidade deste indivíduo que tem vindo a perder, aos olhos da opinião pública, toda o respeito e admiração conquistados na sua longa carreira como jogador. Rui Costa foi de facto um grande jogador, mas demonstra que está muito longe de ser um grande homem.

33 comentários:

  1. Tu nem aos calcanhares lhe chegas!

    Aliás tu não chegas a lado nenhum!

    És uma nulidade!

    ResponderEliminar
  2. A dor de cotovelo é um problema cronico dos portugueses e dos portistas nem se fala...

    ResponderEliminar
  3. A dor de cotovelo é um problema cronico dos portugueses e dos portistas nem se fala...

    Sim, sim, é a dor de cotovelo e a inveja das fantásticas conquistas do "glorioso", "maior do Mundo", "clube dos 6 milhões", blá, blá, blá. Como vê, nós já conhecemos essa treta, pode passar à frente.

    ResponderEliminar
  4. Quando nós pensamos que dos lados da Luz já nada nos pode surpreender, eles tiram um coelho da cartóla e nós partimos o côco a rir. Topa esta, sobre as razões para o Benfica não recorrer no caso do túnel:

    «Esta Sociedade decidiu que não apresentará recurso das sanções aplicadas pela Comissão Disciplinar no âmbito do processo em causa. Porque:«b) A eventual procedência do nosso recurso poderia significar o agravamento das sanções já aplicadas aos atletas do F.C Porto.»

    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. "...impavidamente e sereno...", tem sido esta a posição da justiça desportiva, e não só, em relação aos comportamentos subterrâneos do FCP ao longo dos anos.
    E essa afirmação de "...está muito longe de ser um grande homem.", é comparativa com a grandeza de algum dirigente portista? Ou é apenas ironia, igual à que caracteriza o presidente portista?!

    ResponderEliminar
  6. Vou, a propósito, deste artigo do blogue, avivar a memória dos benfiquistas que aqui passam e regurgitam o seu ódio contra o FC Porto e principalmente contra Pinto da Costa.


    " O presidente do Benfica garantiu, esta segunda-feira, ter retirado "qualquer tipo de apoios" à claque "No Name Boys". Mas o Ministério Público, que acaba de acusar de vários crimes 38 membros da claque, põe em causa aquela versão.

    Já durante a investigação da Unidade Especial de Combate ao Crime Especialmente Violento, do DIAP de Lisboa, Luís Filipe Vieira havia assegurado que não reconhecia os arguidos como membros de uma claque legalizada. E negou que tivesse pedido ao comandante da PSP de Benfica para "aliviar" a presença policial junto dos "No Name Boys" (NN) e o controlo de artefactos pirotécnicos no Estádio da Luz. Mas aquela unidade do MP, que investigou os NN com o apoio da PSP, não deu crédito à versão de Vieira. Na acusação, emitida a semana passada, diz que "a factualidade [apurada] permite de alguma forma pôr em causa as declarações prestadas anteriormente pelo presidente do Sport Lisboa e Benfica". Ontem, o Correio da Manhã deu notícia da tese do MP, com o título "Cabecilhas dos No Name protegidos por Vieira". E o dirigente benfiquista ameaçou o jornal com uma queixa-crime. Sustentou que, após os NN optarem por não se adaptar à Lei n.º 16/2004, "retirou-lhes qualquer tipo de apoios". O MP, porém, concluiu que "a direcção do Benfica terá apoiado em concreto este grupo de adeptos" e, abstendo-se de acusar Vieira de crime, participou o caso à Comissão Disciplinar da Liga de Clubes.

    A conclusão do MP baseia-se em escutas telefónicas, nos depoimentos do ex-comandante da PSP de Benfica e do ex-chefe da segurança da Luz, nas obras feitas pelo Benfica na suposta sede dos NN e nos lugares cativos no estádio da Luz de que beneficiam alguns arguidos. A acusação justifica o apoio de Vieira aos NN pelo poder que eles possuem, enquanto sócios do Benfica, nas assembleias-gerais do clube.

    De resto, o MP descreve um quadro de violência e vandalismo em que os suspeitos actuam de forma planeada contra adeptos do F. C. Porto. Assim foi quando, a 21 de Junho de 2008, incendiaram o autocarro que levou os portistas a um jogo de hóquei na Luz. Membros do NN seguiram-nos de automóvel e, orientados à distância por outro arguido, atearam o fogo ao autocarro com gasolina, quando ele estava estacionado.

    São ainda descritas agressões em que elementos dos NN, em superioridade numérica, empregam grande violência contra adeptos do F.C. Porto. "
    in JN de 2009-05-19.


    Depois criticam os outros e esquecem-se de olhar para eles próprios. É que criticar alguém só tem lógica se não se for igual ou pior do que aquele que se critica.

    FC PORTO SEMPRE E PARA SEMPRE

    ResponderEliminar
  7. Lamentável o fogo no autocarro!

    Mas é assim, Lisboa a arder, ardeu nesse sitio... paciência! Foi feita a Vossa vontade!

    ResponderEliminar
  8. Se formos pelas conclusões do Ministério Público o Pinto da Costa praticou quantos crimes?

    «O MP, porém, concluiu que "a direcção do Benfica terá apoiado em concreto este grupo de adeptos" e, abstendo-se de acusar Vieira de crime, participou o caso à Comissão Disciplinar da Liga de Clubes».

    Esta passagem é deliciosa: - Então o Ministério Público absteve-se de acusar quem praticou crimes? Mas então qual é a função do ministério Público? Hummm... Se calhar não houve crime nenhum...

    Pois..., apoiar adeptos nunca foi crime, como vocês bem sabem, basta atentarem na vossa claque que, para além de ter elementos condenados na justiça, também é conhecida por agredir adeptos e treinadores do seu próprio clube e não deixa de ser apoiada pela direcção do Porto, aliás está até legalizada.

    É a propaganda Portista no seu melhor, e como se trata de jornalistas lambe botas, a capacidade de discernimento para o ridículo é zero. O que importava era lançar o nome do presidente do SLB.

    Mas resultou, na vossa cabeça, uma vez que já podem acusar o Ministério Público de tudo fazer para levar o Benfica ao Colo!!!

    Aguarda-se mais um manifestação!

    ResponderEliminar
  9. Já dizia a canção: «Demagogia feita à maneira é como queijo numa ratoeira»

    Rui Costa um homem pequenino? Só se for quando comparado com gigantes!

    Os benfiquistas tem de aceitar a lei sem fazer qualquer comentário, se não o fizeram os outros ficam pasmados,(mesmo que esta só se aplique, no caso de sumaríssimos, em quase exclusividade a jogadores do Benfica).

    No caso de jogadores do Porto, a lei aplicada já pode ser contestada e criada toda uma teoria de favorecimento ao Benfica, que é legítima e e tem o cunho de "grandes" homens.

    Também gostava de ver as agressões, já que ouvir os insultos sem som deve ser impossível, julgo eu!!!

    Chegar-se ao ponto de afirmar que ele compara os castigos é de uma desonestidade intelectual que nem a clubite cega justifica!

    E se estiver a perder credibilidade junto de uma opinião pública que elogia presidentes corruptos e pactua com a podridão do futebol português, será sempre algo de muito positivo e bem-vindo.

    Já agora, se o Benfica não tivesse marcado nenhum golo, em Matosinhos, tinha perdido dois pontos... assim, não foi prejudicado, pois..., porque a marcou mais 4, para além do golo limpo invalidado!!!

    E foi, e é, por marcar muitas vezes 4 golos que não precisa que ninguém o leve ao colo!!!

    ResponderEliminar
  10. A grande diferença do SLB para o FCP está nas pessoas... ao passo que nós gritamos "SLB, SLB, GLORIOSO, SLB", vocês gritam... "SLB, SLB, filhos da p***, SLB". Só muda a perspectiva, porque o que realmente interessa é commumente aceite!
    Se você fosse realmente "gente" (e não essa avestruz mesquinha), já teria condenado as escutas e pedido desculpa. Mas não, prefere continuar a disparar em todas as direcções, sem qualquer nexo.
    Se há equipa que tem um passado de trafulhices, - vigarices, joguinhos e chico-espertices é o seu! Por isso ninguém vos reconhece mérito...
    Tenha vergonha na cara. E aproveite para lavá-la... está a precisar mesmo muito!

    ResponderEliminar
  11. "Mas é assim, Lisboa a arder, ardeu nesse sitio... paciência! Foi feita a Vossa vontade!"

    Qualquer pessoa com o mínimo de inteligência percebe que essa vontade de ver Lisboa a arder é apenas no sentido figurado. Tem o mesmo significado que dizer a uma pessoa que perdeu dinheiro ao jogo que "ficou a arder", ou seja, "perdeu".
    De resto, é evidente que não interessa ao Porto nem ao resto do país que Lisboa arda no sentido literal, uma vez que, sempre que arde alguma coisa na Capital, são os portugueses que têm de pagar a reconstrução. Foi assim que aconteceu com o Chiado e com a Câmara de Lisboa, como todos se recordam, portanto, Deus nos livre que Lisboa arda.

    ResponderEliminar
  12. "Se você fosse realmente "gente" (e não essa avestruz mesquinha), já teria condenado as escutas e pedido desculpa."

    As escutas telefónicas foram usadas como meio de prova em tribunal e consideradas inconclusivas, pelo que todos os processos culminaram com o arquivamento ou a absolvição do presidente portista. Como tal, não existindo nenhuma condenação por parte da justiça portuguesa, qualquer cidadão tem direito à presunção de inocência, pelo que não existe qualquer motivo para pedir desculpa. Existe, isso sim, a obrigação da parte dos cidadãos de reconhecer as decisões dos tribunais, em vez de pretenderem fazer justiça pelas suas próprias mãos em patéticos julgamentos na praça pública à boa maneira da idade média em que as bruxas eram condenadas à fogueira, acusada por multidões em fúria.

    "Tenha vergonha na cara. E aproveite para lavá-la... está a precisar mesmo muito!"

    Um adepto de um clube com o passado que o Benfica tem de corrupção, manipulação de resultados, fraude fiscal, compadrio e promiscuidade com o poder político, assassinato e agressão, não possui autoridade absolutamente nenhuma para mandar os outros lavarem a cara. Pelo contrário, se tivessem um pingo de vergonha esconderiam a cara num saco e calar-se-iam.

    ResponderEliminar
  13. Segundo te entendo, deviam ser os espanhóis a pagar...

    No porto, as pontes, estradas, metro, casa da música, etc, foram pagas pelos portuenses...

    oh pá, como é que se admite tal coisa, vamos lá por Lisboa a arder...

    ResponderEliminar
  14. "Chegar-se ao ponto de afirmar que ele compara os castigos é de uma desonestidade intelectual que nem a clubite cega justifica!"

    Desonestidade intelectual é pretender vir para aqui fazer das pessoas parvas perante afirmações que são por demais evidentes. Confrontado com a acusação de que o Benfica estaria a ser beneficiado pelas decisões da CD, Rui Costa afirmou que não concordava com tal ideia porque, vistas as coisas por esse prisma, os benfiquistas também poderiam considerar que o castigo de 2 jogos aplicado a Javi também era exagerado. Existe aqui uma comparação implícita evidente que só não vê quem não quer ver, portanto, reservo-me todo o direito de acusar o dirigente benfiquista de desonestidade, hipocrisia e falta de carácter!

    ResponderEliminar
  15. "E foi, e é, por marcar muitas vezes 4 golos que não precisa que ninguém o leve ao colo!!!"

    O Benfica está a jogar bem e não precisava de ser levado ao colo, isso é algo que eu já reconheci aqui e que é reconhecido em termos gerais. O problema é que, independentemente do Benfica precisar ou não, está a ser escandalosamente beneficiado por decisões absurdas de uma CD corrupta e vendida aos interesses do clube da Luz que não descansará enquanto não destruir as equipas que poderiam constituir obstáculo na conquista do título de que o Benfica necessita desesperadamente. Isto é um facto que toda a gente vê.

    ResponderEliminar
  16. "Segundo te entendo, deviam ser os espanhóis a pagar..."

    Se a minha casa arder, eu quero ver se o Governo se preocupa em pagar a reconstrução...

    ResponderEliminar
  17. Quando a justiça vos dá jeito, aplaudem-na e consideram que os cidadãos têm de reconhecer as suas decisões...

    Se a justiça, no caso a desportiva, castigar jogadores do Porto, já não tem de ser reconhecida. Está ao serviço do Benfica!!!

    Meter um saco na cabeça? Frutinha e café, por hábito, tira-nos toda a vergonha na cara, não é ?!

    ResponderEliminar
  18. A grande diferença do SLB para o FCP está nas pessoas..."

    Até parece que as claques do benfica não enchem o Estádio da Luz com cachecóis com dizeres insultuosos do género "Tripeiros=Merda" e outros do género. Não, que ideia, são todos uns anjinhos imaculados que não insultam ninguém...
    Se a hipocrisia fosse flores, a Luz era um jardim!

    ResponderEliminar
  19. Além de hipócrita, é mentirosa esta avestruz! As escutas não foram inconclusivas, simplesmente não foram usadas como meio de prova! Por favor, no mínimo seja honesto! É preciso não ter mesmo nenhuma vergonha na cara (mal lavada, como eu afirmei e reafirmo) para tentar atirar areia para os olhos das pessoas com mentiras rascas.
    Outra coisa... o FCP é o ÚNICO clube em Portugal cujo presidente (e o clube) foi punido por ser corrupto! Fazendo uso das suas próprias palavras, "não existindo nenhuma condenação por parte da justiça portuguesa, qualquer cidadão tem direito à presunção de inocência, pelo que não existe qualquer motivo para pedir desculpa. Existe, isso sim, a obrigação da parte dos cidadãos de reconhecer as decisões dos tribunais, em vez de pretenderem fazer justiça pelas suas próprias mãos em patéticos julgamentos na praça pública à boa maneira da idade média em que as bruxas eram condenadas à fogueira, acusada por multidões em fúria.". Só lhe resta mesmo retractar-se, pedir desculpa e assumir que, se não houve até hoje condenações, nem sequer processos, os seus argumentos são vazios... como você.
    Já todos percebemos que espécie de "gente" você é... prefere não admitir, disparar para o lado, alinhar na chico-espertice, enfim, ser cúmplice, do que ser honesto e criticar o presidente do seu clube (clube que ele tem denegrido incomensuravelmente).
    Você critica os benfiquistas por terem os defeitos que você apresenta... não andará enganado nas pessoas que ataca? Ou não tem espelhos? Não acho que seja uma ou outra... simplesmente não tem carácter.

    ResponderEliminar
  20. Outra coisa, muito pequenina... lendo alguns comentários a este blogue, vejo que muitos lhe dizem que tem "falta de carácter"! É que não discordam apenas de si, acusam-no de desonestidade intelectual! Estará o mundo todo mal? Ou é apenas você que não se enxerga?

    ResponderEliminar
  21. Ao autor do blogue.
    Depois de ler os 2 últimos comentários e a desconstrução que fazem do que você diz, apeteceu-me explicar e desmantelar a pouca honestidade intelectual que são as afirmações e acusações lá feitas a si, porém já me apercebi que você não precisa de defesa e é suficientemente forte mentalmente para dar a importância correspondente a esse tipo de comentários. Por isso deixo-lhe apenas mais uma vez os parabéns pelo excelente blogue e pedir-lhe que continue o bom trabalho na defesa dos interesses do seu (nosso) clube e da sua (nossa) região e não se desgaste muito com estas, discussões paralelas, de acusações de falta de carácter, principalmente quando vêm de anónimos, o que só por si (escrever como anónimo) demonstra que se é de carácter fraco.

    FC PORTO SEMPRE E PARA SEMPRE

    ResponderEliminar
  22. “Além de hipócrita, é mentirosa esta avestruz!”

    Eu perdoo-lhe os seus insultos porque sei que você é apenas mais uma vítima da lavagem cerebral que a corrupta máquina propagandista lisboeta faz aos portugueses, vendendo-lhes diariamente uma informação viciada e manipulada em nome dos interesses mesquinhos de Lisboa. Não lhe posso perdoar é a ignorância e a ingenuidade com que você se deixa manipular em nome desses interesses, assumindo como seu um discurso falacioso que lhe foi claramente impingido.
    Lamento informá-lo de que foi completamente enganado. As escutas telefónicas foram efectivamente utilizadas como meio de prova em TODOS os processos que decorreram na justiça civil conexos ao Apito Dourado, tendo sido consideradas inconclusivas. O único processo em que as escutas foram retiradas por ordem do Tribunal Administrativo de Lisboa foi o Apito Final, por se tratar de um processo disciplinar aberto pela Comissão Disciplinar da Liga, mas tal facto não produziu efeito prático sobre a condenação do presidente portista porque Ricardo Costa alegou que as escutas não constituíam o principal fundamento da acusação.

    “Outra coisa... o FCP é o ÚNICO clube em Portugal cujo presidente (e o clube) foi punido por ser corrupto!”

    De todos os processos abertos contra Pinto da Costa na justiça civil, apenas um (que ficou conhecido como Caso do Envelope) foi considerado suficientemente sólido para ir a julgamento. Esse processo culminou com a absolvição do arguido por não terem sido provadas as acusações. Como tal, a única condenação do presidente portista por alegada tentativa de corrupção adveio da Comissão Disciplinar da Liga, um órgão disciplinar que não possui, de forma absolutamente nenhuma, a autoridade judicial de um tribunal civil, e que é presidida por um jurista que nem sequer possui a qualidade de juiz.

    “Só lhe resta mesmo retractar-se, pedir desculpa e assumir que, se não houve até hoje condenações, nem sequer processos, os seus argumentos são vazios... como você.”

    Tal como eu afirmei e reafirmo, não existe NENHUMA condenação por parte da justiça portuguesa. Você não percebe isto porque não sabe distinguir a legislação portuguesa do regulamento desportivo, os tribunais civis de uma comissão disciplinar, ou um colectivo de juízes de um simples jurista. Para si, que demonstra ser completamente leigo na matéria, é tudo a mesma coisa, mas está muito enganado. A Lei está acima de qualquer regulamento desportivo e um tribunal está acima de qualquer comissão disciplinar.

    “…prefere não admitir, disparar para o lado, alinhar na chico-espertice, enfim, ser cúmplice, do que ser honesto e criticar o presidente do seu clube (clube que ele tem denegrido incomensuravelmente).”

    No dia em que o Pinto da Costa for condenado pela justiça por ter cometido algum acto ilícito em nome do meu clube, eu serei o primeiro a condená-lo. Enquanto isso não acontecer, não me venha exigir que participe em julgamentos na praça pública, estilo caça às bruxas à moda da Idade Média. A justiça é feita pelos juízes nos tribunais e não por multidões histéricas.

    “Lendo alguns comentários a este blogue, vejo que muitos lhe dizem que tem "falta de carácter"!

    Já antes eu disse aqui: se acham que eu estou errado, então apresentem-me argumentos e factos que me comprovem que eu estou errado. No dia em que eu não tiver resposta para dar, então assumirei que devo repensar as minhas ideias. Mas enquanto as pessoas, na falta de outros argumentos, recorrerem simplesmente ao insulto gratuito sem sequer se preocuparem em fundamentar as suas acusações, então eu reservar-me-ei toda a legitimidade para considerar que estou certo.

    ResponderEliminar
  23. Pobre anónimo...
    Porquê escrever tamanha verborreia do que não se sabe e correr o risco de estar a demonstrar tamanha ignorância...
    As escutas foram utilizadas nos processos da justiça civil, SIM, É VERDADE! (se o negar está apenas a demonstrar ainda mais ignorância, pelo seu bem, peço-lhe que não o faça) Com efeito, apenas não poderiam ser utilizadas em processos disciplicares, os tais que são julgados na comissão disciplinar da liga pelo Ricardo Costa, o grande amigo do seu presidente, o tal que foi o único que condenou o Pinto da Costa e o FCP (com que provas? Ainda resta saber... mas você com isso não se preocupa. Não lhe chateia nada que se condene alguém sem qualquer tipo de prova visível... isto é, desde que seja o Pinto da Costa, porque se lhe fossem a casa e o prendem-se sem provas, se calhar ficava chateado...talvés, se calhar não, pois podia ir para uma prisão viver à custa do dinheiro do estado, e todos sabemos como os benfiquista adoram viver à custa do dinheiro do estado).
    Faça um favor a si próprio meu caro, não insulte e tente humilhar quem sabe mais que você, poupa algumas vergonhas...

    Ass: Rui Amaro

    ResponderEliminar
  24. Viva, caro Américo.
    Se reparar bem, aquilo que este anónimo fez não foi propriamente "desconstruir" as minhas ideias, uma vez que ele se limitou a rejeitá-las liminarmente sem qualquer fundamento argumentativo, refugiando-se logo de seguida no insulto básico que desmascara a sua incoerência.
    Eu sei que você tem manifestado algum desagrado pela forma pacífica, digamos assim, com que lido com estas situações, mas eu queria que você entendesse que, na minha opinião, estas pessoas são efectivamente vítimas de uma lavagem cerebral que lhes é incutida diariamente por uma máquina propagandista corrupta. Os portugueses são um povo muito ingénuo e democraticamente imaturo, propenso a deixar-se manipular facilmente por interesses comerciais e políticos que agem a coberto de ilusões e falsos valores. É isso que justifica a facilidade com que se deixam levar pelo “benfiquismo”, iludidos por uma imagem de grandeza utópica e abstracta criada em torno do clube lisboeta, que mais não é do que uma gigantesca operação de marqueting. A forma correcta de os fazer perceber que estão a ser manipulados não é responder aos seus insultos com mais insultos, nem tão pouco ignorá-los, mas sim apresentar-lhes factos que provem que as ideias que lhes foram induzidas são falsas.
    Muitos dos participantes deste blogue que me tentam contrariar com os seus insultos demonstram possuir uma completa ignorância sobre os assuntos aqui abordados, mas a culpa disso não é só deles. Por exemplo, eu acredito que este anónimo que agora me chamou de "avestruz mentirosa" (até achei piada ao insulto porque reflecte alguma ingenuidade, fazendo lembrar os contos infantis do género do Romance da Raposa) esteja realmente convencido de que as escutas telefónicas não foram utilizadas nos processos que decorreram nos tribunais contra Pinto da Costa. Essa ideia foi induzida pela máquina propagandista lisboeta com o objectivo de desvirtuar e desacreditar as decisões dos tribunais, levando as pessoas a acreditarem que o presidente portista foi ilibado, não por ser inocente, mas sim porque os tribunais foram impedidos de utilizar o principal meio de prova. Para contrariar o efeito nefasto destas campanhas de desinformação, é necessário contra-atacar, não com as mesmas armas sujas, mas com a verdade. É nisso que eu acredito.
    Um abraço e obrigado pelo seu apoio.

    ResponderEliminar
  25. Na minha opinião há uma tentativa de desconstrução das suas ideias pois eles pegam no que diz e desconstroem para construir com a mesma base do seu pensamento mas com significados diferentes. Pois é óbvio que eles sabem que o Pinto da Costa foi ilibado de tudo o que foi acusado em todos os processos e onde realmente há poder de condenar alguém, porém fazem de conta que a "justiça" feita pelo Justiceiro Vermelho da CD é algo de grande valor e com reconhecimento mundial. Quanto ao que você diz deles serem vitimas da máquina lisboeta vermelha, isso é tão óbvio que bastava eles fazerem um exercício simples. Tentarem saber se existem (supondo que eles não sabem) adeptos, em número significativo, do Manchester em Londres ou em Dorset, ou adeptos do Arsenal em Manchester ou em Devon. Não há, assim como não há muitos adeptos do Barcelona em Madrid e vice-versa, e até conheço pessoas espanholas, de Vigo que são mesmo do Celta, não são do Barça ou do Real e depois são do Celta, são só de um clube, ao contrário do que acontece por exemplo em Braga onde muitos parolos dizem ser do Braga mas que primeiro são do benfica. Só em Portugal (e penso que só mesmo em Portugal, pois não conheço outro caso como este) é que um clube é impingido de tal forma pela comunicação social que faz com que tenha adeptos por todo o país em numero significativo em todas as regiões. Qualquer pessoa depois de reconhecer este fenómeno devia de perceber que foi levado pelas ideias dos outros e anda a apoiar um clube que está lá longe e raramente o vê ao vivo e devia apoiar outro que estivesse ali mais perto, como aliás fazem com os clubes dos campeonatos distritais. Ninguém apoia o clube da freguesia A sendo morador na freguesia B. Infelizmente Portugal continua a ser um país atrasado culturalmente e com algumas pessoas com menor acessibilidade à informação e educação, o que parecendo que não faz muita diferença em relação ao uso da mente e da vontade própria, pois estão ao sabor de quem lhes dá a informação e a possibilidade de ter mais conhecimentos. Pior ainda quando cresceram com esses conhecimentos estruturados à vontade de quem lhes fez as ideias. O que vale é que hoje em dia os jovens têm mais acesso à informação e têm mais independência dos pais em relação às escolhas e pensamento e por isso cada vez mais se vê Portistas no Norte e Centro de Portugal. Se bem que até em Lisboa, ultimamente, tenho conhecido muitos Portistas, que sendo jovens, são de uma geração que pensei que não fossem escolher o Porto nunca, pois afinal de contas são naturais de Lisboa, mas as vitórias internacionais, pelo que me apercebi, foram o factor que as fez escolher o FC Porto como seu clube de coração.
    Quanto aos insultos de que é vitima só tenho a dizer que há uma frase (não sei de quem) que representa a maneira como lhes tem respondido.
    "Sê senhor de ti mesmo, especialmente quando te iram com a ofensa."
    Continuação de um bom blogue e de boa escrita são os votos que lhe deixo mais uma vez.

    FC PORTO SEMPRE E PARA SEMPRE

    PS: Não sei se ficou um texto confuso. Não gosto de escrever muito pois estou constantemente a ser interrompido e às vezes distraio-me e até para reler fico na dúvida se está um texto escorreito ou não.

    ResponderEliminar
  26. Eu vivi em Espanha cerca de dois anos e aprendi muito sobre o modo de vida dos "nuestros hermanos". Não considero a sociedade espanhola um exemplo a seguir em muitos aspectos, mas se há coisa que eles têm de bom é exactamente o seu carácter combativo e o seu espírito competitivo. Apesar do Real Madrid e do Barcelona dominarem o panorama desportivo espanhol, é inconcebível para a esmagadora maioria dos espanhóis torcerem por outra equipa que não a da sua cidade, mesmo que esta seja de segundo plano. É por esse motivo que, onde quer que vamos, encontramos os estádios espanhóis repletos de adeptos a apoiarem o clube da casa, o que gera receitas importantes que permitem aos clubes crescer, desenvolverem-se e tornarem-se mais competitivos. É óbvio que esta competitividade gera, muitas vezes, rivalidades que ultrapassam o aceitável. Eu próprio assisti a cenas lamentáveis na Corunha quando o Real Madrid jogou lá com o Deportivo. Todos os carros que se encontravam estacionados na rua com a matrícula da capital espanhola foram vandalizados indiscriminadamente, quer fossem de adeptos do Real ou não. Em Sevilha, assisti ao vivo a uma verdadeira batalha campal numa estação de camionagem quando os adeptos do Barça sofreram na pele o ódio dos adeptos locais. Estas situações são obviamente condenáveis, mas demonstram bem a forma de pensar espanhola: cada um luta pelo que é seu, não há subserviência!
    Em Portugal, todos temos consciência de que o nosso campeonato nunca atingirá os níveis de competitividade do espanhol ou do inglês enquanto os portugueses forem subservientes aos interesses mesquinhos da capital. Esta situação é uma herança do Estado Novo que procurava fidelizar os portugueses em torno dos seus falsos valores políticos e morais através de tácticas propagandistas agressivas com as quais impingiam ao povo determinados “produtos”: o Benfica de Eusébio, o fado de Amália, os milagres de Fátima.
    É um facto comprovado que as novas gerações estão a inverter esta situação, não só porque o FC Porto tem vindo a cativar os mais jovens com as suas conquistas internacionais, mas também porque o distanciamento temporal do fascismo começa a desvanecer as suas ideologias. No entanto, enquanto as gerações mais velhas existirem, permanecerão resquícios da sua mentalidade que irão, inevitavelmente, passar para os mais novos. Por esse motivo, apesar de encontrarmos já muitos jovens portistas um pouco por todo o país (incluindo Lisboa) ainda existem muitos que, por imposição dos seus progenitores, continuarão a dar seguimento à sua atitude subserviente. Além disso, todos sabemos que a melhor arma de qualquer governo totalitário é a imprensa, capaz de manipular a vontade do povo. Nesse aspecto, o Porto nunca conseguirá derrotar os seus adversários desportivos e políticos enquanto permitir que a comunicação social, vendida aos interesses da capital, prossiga a sua campanha pró-lisboeta, em sucessivos atropelos dos mais básicos princípios da Democracia. Tal como afirmou Hitler, «A arte da liderança consiste em consolidar a atenção das pessoas contra um único adversário e cuidar para que nada divida essa atenção». Ninguém duvida, hoje em dia, que o único adversário de Lisboa é o Porto e o lobby lisboeta não permitirá que as pessoas dividam essa atenção.

    ResponderEliminar
  27. Lobby, mas qual lobby?

    Para um portuense vir com esta lenga, lenga..., é de uma lata...

    Então Madrid, Barcelona, Roma, Turim, Milão, Manchester, Liverpool, só para dar alguns exemplos, não têm mais que um clube com muitos adeptos? E Lisboa não tem 2 grandes clubes?

    Pois..., mas a cidade do Porto não, aliás, viu-os desaparecer... claro por causa do lobby lisboeta... Agora tem um espécie de clube ditador: ou se é a favor ou se faz parte do tal lobby e se é estúpido?

    O meu pai foi um grande benfiquista e um homem que lutou contra Salazar e a sua ditadura!

    Não venhas com teorias de subserviência absurdas...
    A maior parte da comunicação social está nas mãos do "Oliveirinha"; Sabes quem é?!!!

    E quanto à tal arte da liderança do famoso Hitler, o teu clube adoptou-a na plenitude.

    O Benfica tem muitos adversários em Lisboa, já quanto ao teu clube não se pode dizer o mesmo: todos os portuenses têm de ser portistas se não, numa espécie de americanismo, são anti-patriótico.

    Cada um luta pelo o que quer, mas lutar contra moinhos de vento...

    ResponderEliminar
  28. Correcção: Lisboa não tem adversário pois em Lisboa vivem pessoas de toda a parte do país e a cidade acolheu-as com o que de bom e de mau.
    O adversário que Lisboa tem eo mesmo de toda a humanidade: a vossa estupidez, até aqui era o autor do blogue, agora já apareceu outro palerma diplomado em estupidez.
    Felizmente a maior parte dos Portuenses são pessoas ao contrário destes especimens que deviam viver numa jaula chamada Porto.

    ResponderEliminar
  29. Afinal o titulo deste artigo depois da virgula serve mesmo para catalogar certas pessoas e fica mesmo bem ao intelectual do comentário anterior a este meu.

    ResponderEliminar
  30. "Então Madrid, Barcelona, Roma, Turim, Milão, Manchester, Liverpool, só para dar alguns exemplos, não têm mais que um clube com muitos adeptos?"

    Este parágrafo vai exactamente de encontro àquilo que eu defendo. Os exemplos de cidades e clubes espanhóis, italianos e ingleses que apontou comprovam que é impossível um país ter um campeonato competitivo se não possuir vários clubes de grande dimensão. Ora, os clubes só conseguem ganhar poder económico e desportivo que lhes permita desenvolverem-se se tiverem o apoio de grandes massas associativas.
    Todos os portugueses têm a consciência de que o campeonato português é fraco, pouco competitivo e que não suscita interesse dos estrangeiros, mas estão demasiadamente subservientes aos interesses de Lisboa para perceberem que eles próprios são os culpados dessa situação. A partir do momento em que a maioria das pessoas se deixa manipular como carneiros pela máquina propagandista da capital, assumindo como seu um clube lisboeta com o qual não possuem qualquer ligação social ou cultural, estão automaticamente a contribuir para a destruição da competitividade do campeonato nacional e a condenar os clubes das suas próprias cidades à extinção por falta de interesse e sustentação financeira.

    "Pois..., mas a cidade do Porto não, aliás, viu-os desaparecer... claro por causa do lobby lisboeta..."

    O Porto tinha três clubes: Salgueiros, Boavista e FC Porto. Dos três, apenas o último subsiste. Porquê? O Salgueiros foi condenado à descida de divisão por dívidas fiscais, entrou em declínio e desapareceu. Em contrapartida, o Benfica andou dois anos a roubar o país graças a uma gigantesca fraude fiscal que ascendeu os dois milhões de contos mas, não só viu o Governo poupar-lhe as multas e os juros de mora, como ainda foi autorizado a entregar acções sem valor como garantia de pagamento. O Boavista foi também condenado à descida de divisão por crimes de corrupção de um seu ex-presidente, entrou em declínio e está em vias de desaparecer. Em contrapartida, o Benfica tem um ex-presidente que foi condenado à prisão por treze crimes, alguns deles de âmbito desportivo cometidos durante a presidência, mas o clube nunca sofreu qualquer consequência disso. O FC Porto foi condenado à perda de 6 pontos devido a uma tentativa de corrupção alegadamente cometida pelo seu presidente, uma condenação que contradiz frontalmente as decisões dos tribunais civis que, estando na posse de todos os meios de prova, arquivaram os processos por falta de fundamento. Já o Benfica viu o seu presidente ser apanhado nas escutas telefónicas a encomendar árbitros ao Major Valentim Loureiro e deu-se ao luxo de ir jogar para o Algarve com uma equipa satélite comprada através de empresas off-shore, mas nem sequer foi alvo de uma investigação para apuramento da verdade.
    E agora eu pergunto: perante estes factos que demonstram a dualidade de pesos e medidas com que a justiça desportiva actua em Portugal, quem é que, sendo sério, poderá deixar de admitir a existência de um lobby lisboeta?

    ResponderEliminar
  31. "a vossa estupidez, até aqui era o autor do blogue, agora já apareceu outro palerma diplomado em estupidez."

    «Tomar a decisão de não dar ouvidos mesmo aos melhores argumentos é sinal de carácter forte. É também uma ocasional vontade de se ser estúpido.» - Friedrich Nietzsche

    ResponderEliminar