domingo, 14 de março de 2010

Não há túnel, mas há Paulo Baptista

Ao longo desta edição da Liga, os portugueses foram assistindo a uma série de tristes episódios ocorridos nos túneis de vários estádios do país que acabaram por ter influência directa no normal desenrolar do campeonato graças à actuação inqualificável de uma Comissão Disciplinar que, beneficiando de uma total impunidade, foi impondo os seus critérios absurdos na aplicação dos castigos aos jogadores, escudando-se numa despudorada manipulação dos regulamentos desportivos. Mais do que a intervenção das autoridades, tal situação deveria merecer o repúdio e a condenação por parte de todos aqueles que se dizem defensores da verdade desportiva e da transparência no futebol, independentemente da sua afiliação clubística. Infelizmente, para além da massa adepta encarnada que, tolhida no seu bom-senso e na razão por um clubismo obcecado, apoia qualquer iniciativa que vise levar o clube da Luz ao título (por mais atentatória que esta seja aos princípios e valores de que se diz defensora), existe em Portugal uma mentalidade enraizada de subserviência patética ao poder instalado da capital que leva a que uma grande parte da população portuguesa actue de forma tolerante, ou até mesmo pactuante, com esta obscenidade. No entanto, por muito que a máquina propagandista lisboeta se desdobre em esforços para branquear esta situação vergonhosa em nome de interesses mesquinhos, muitos são os que, um pouco por todo o lado, vão manifestando a sua indignação e revolta, e mantêm viva a luta pela verdade e transparência do futebol português. É o caso de Manuel Machado, que tem ainda bem presentes na memória as incidências vividas nas duas últimas deslocações à Luz e que, na antevisão do confronto com o Benfica, proferiu uma série de afirmações que merecem reflexão:

«Desejo que não se repitam os erros de arbitragem registados nos dois jogos anteriores perante este mesmo adversário, no Estádio da Luz, e que acabaram por desequilibrar ainda mais o desenrolar do jogo»

«O Benfica é favorito, mas não há equipas imbatíveis. Perante o nosso público, na nossa casa, sem anormalidades, acredito que será possível ganhar»

«Não há túnel, não haverá dedos na cara do Ruben Micael, até porque ele já cá não está, nem palmadas nos braços do Cléber. As coisas estão menos desniveladas»

Recorde-se que, na última deslocação do Nacional à Luz, Manuel Machado e o actual jogador do FC Porto Rúben Micael (então ao serviço dos insulares) denunciaram a existência de incidentes graves no túnel do estádio, alegadamente protagonizados por Rui Costa e Jorge Jesus, incidentes esses que, não obstante a existência de imagens de vídeo-vigilância e relatórios da PSP que os confirmam, não mereceram da CD a abertura de qualquer processo de investigação (uma atitude semelhante à que já antes o órgão presidido por Ricardo Costa havia assumido relativamente aos incidentes ocorridos no final do Benfica-Porto da época passada, em que as imagens divulgadas no YouTube comprovam a agressão de um funcionário do Benfica a um elemento da comitiva azul-e-branca). Foi também na Luz, mas no jogo a contar para a Taça da Liga, que Luisão agrediu a pontapé um jogador do Nacional que se encontrava no chão, tendo o árbitro Olegário Benquerença punido o defesa encarnado com um simples cartão amarelo, poupando-o assim à expulsão e consequente suspensão.
Estejamos portanto atentos ao que agora se irá passar na Choupana, neste jogo arbitrado por Paulo Baptista.

23 comentários:

  1. Não obstante o apontar do dedo o benfica faz a sua época rumo ao título num campeonato disputado até ao fim pelo que se antevê. É estranho que haja tanto a apontar ao Benfica e que o campeonato assim esteja. Em anos anteriores quando o FCP ganhou "sem mácula" nesta altura já estava a muitos pontos do 2º. Claro era sempre o melhor, já me esquecia. É incrível como é facil atirar pedras sem termos sequer a vergonha, bom senso, sei lá que mais, para também olharmos um pouco para nós próprios.
    Começou pelos tuneis, sem sequer repararem que todos os problemas do Benfica nesse aspecto forma com clubes "muito ligados ao FCP" para além do FCP. Que coincidência. Em 23 jornadas houeram problemas em 4, todas, reitero com clubes com ligações ao FCP.
    Depois vem a análise aos jogos, com várias jogadas anteriores aos golos do Benfica, para dizer que se tivesse sido marcada uma penalização umas jogadas atrás a situação de golo nunca ocorreria. Como se o FCP, tal como o Benfica, não tivesse sido já beneficiado e prejudicado este campeonato, e os outros.
    Depois vieram as manifestações, porque o CD da Liga foi mais uma vez injusto com o FCP, até porque eles portaram-se muito bem, enão se pode dizer nada aos meninos que a agrssão logo aparece. Só não sei porque o Sporting prudentemente aguardou que os anjinhos do FCP fossem em 1º para os balnearios. Se calhar foi o Benfica que mandou.
    No desespero noticiaram factos com mais de um ano de atraso, porque se calhar na ltura dos mesmos não era conveniente. Espalharam este fenomeno a jogadores recem chegados e a clubes conectados, sabe-se lá como.
    Mas depois perdem-se totalmente na idiotice das acções que cometem.
    Hoje foram as palavras do Manuel Machado, eram contra o Benfica, vamos lá comprá-las.
    Então e as palavras do Manuel Machado quando o FCP visitou o Nacional, que até citou alguém a quem chamou cretino. Parece que não ficou muito contente com o amiguinho FCP que foi muito bafejado, não foi?
    Então e sobre o Arsenal, não se fala? Não se acusa o Benfica de ter comprado o Arsenal, a equipa de arbitragem e Londres inteira?
    Ah carago, só se vê o que convém. E depois apregoa-se justiça, imparcialidade, bom senso, etc.
    Afinal que credibilidade têm este blogue e o seu autor?

    ResponderEliminar
  2. E a cruzada continua...
    Não vale pena insistir..., quem tem consciência para aceitar a superioridade dos outros, já viu que este Benfica é a melhor equipa do campeonato, e se o mérito acompanhar o vencedor, ele está encontrado.
    Aqueles que venceram nos anos anteriores, convencidos da sua superioridade, são os mesmo que agora não aceitam a derrota ou, melhor dito, que possa ser o Benfica o vencedor. Porque será? Que efeito causa o Benfica naqueles que não são benfiquistas? Porquê tanto ódio? Deve ser caso único no mundo... Já sei, não precisa de dizer, que é por o Benfica ser o culpado do atraso do país e não sei que mais, como de costume nos seus considerandos; pois, por aí, também eu podia dizer (não digo) que é por causa da mesquinhez dos portugueses que sendo invejosos, por natureza, não aceitam que possa haver um clube em Portugal com grandiosidade do Benfica. Pronto lá acabei por o dizer, mas fique certo que não é este o meu pensamento.
    O que fico, é sempre com a ideia que os portistas e os sportinguistas se realizam mais com as derrotas do Benfica do que com as vitórias do seu clube!
    Talvez Freud e a sua psicanálise conseguisse dar uma boa resposta.

    Mais moinhos de vento:

    «No entanto, por muito que a máquina propagandista lisboeta se desdobre em esforços para branquear esta situação vergonhosa em nome de interesses mesquinhos, muitos são os que, um pouco por todo o lado, vão manifestando a sua indignação e revolta, e mantêm viva a luta pela verdade e transparência do futebol português»

    Para escrever tal coisa: - Ou está ao serviço de algum interesse mais obscuro, ou o seu poder de discernimento está toldado pelo ódio nele acoplado. Se há clube que nada tem feito pela transparência do futebol, nos últimos 30 anos, é o seu. Se há personalidade no futebol que mais poder tem tido nesse período, é o presidente desse seu clube. Portanto está à espera de quê? Se quer transparência é por aí que tem de começar a sua cruzada!!!

    Desculpe que lhe diga, mas essa coisa de acusar Lisboa de tudo e mais alguma é de uma estupidez sem limites. E não lhe estou a chamar estúpido, pois estou convencido que isso é apenas uma estratégia que usa para servir os seus interesses, coisa, aliás, que o presidente do seu clube faz desde sempre e que tem funcionado, porque, para além do pouco discernimento dos portugueses há também o facto das vitórias que ele que vai conseguindo obter.
    Este ano a coisa está feia porque o Benfica ameaça ganhar. E o pior de tudo é os portistas terem-se convencido que isso nunca mais vai acontecer!!!

    Só de gente de muito pouco discernimento!

    OC

    ResponderEliminar
  3. "Não obstante o apontar do dedo o benfica faz a sua época rumo ao título num campeonato disputado até ao fim pelo que se antevê."

    Há que saber separar as águas. Uma coisa é reconhecer o mérito desportivo a quem o tem, outra coisa é garantir que as entidades responsáveis pelo futebol português funcionem com transparência, seriedade e respeito pelos regulamentos desportivos.
    Tal como eu afirmei em resposta a um comentário ao texto anterior, tenho suficiente verticalidade moral para assumir que, nas circunstâncias em que o campeonato se desenrolou, o Benfica foi efectivamente a melhor equipa e merece inteiramente o lugar que ocupa. Esta postura de desportivismo não implica, no entanto, que as pessoas sejam obrigadas a aceitar de forma subserviente certas decisões da CD da Liga que, como qualquer pessoa séria e isenta reconhecerá, tiveram influência directa no normal desenrolar da competição. Nesta perspectiva, é perfeitamente legítimo que se questionem as verdadeiras intenções que estão por trás dos absurdos castigos aplicados aos jogadores do Braga e do FC Porto, originados por uma interpretação viciada dos regulamentos.
    Repare que ninguém pretende que o Benfica perca o direito ao título que eventualmente venha a conquistar, mas sim que as autoridades competentes investiguem os contornos em que tal aconteceu, agindo em função das leis caso se verifique a existência de motivos para tal. Costuma-se dizer que quem não deve não teme, logo, se o campeonato decorreu de forma limpa, o Benfica, não só não terá nada a temer, como verá afastada qualquer suspeita.

    "É incrível como é facil atirar pedras sem termos sequer a vergonha, bom senso, sei lá que mais, para também olharmos um pouco para nós próprios."

    Não lhe reconheço autoridade absolutamente nenhuma para me vir dar lições de moral. Aliás, aconselho-o mesmo a reflectir mais sobre as suas próprias palavras, em vez de perder o seu tempo e o dos outros nesta espécie de discurso moralista barato que, como facilmente se constata, não é assumido como um valor acima de qualquer interesse mas sim com o propósito de atingir um alvo específico, neste caso os adeptos do FC Porto, o que denuncia a hipocrisia do seu autor. Da mesma forma que eu, desportivamente, reconheço aqui o mérito do Benfica e o excelente campeonato que tem vindo a realizar, gostaria de vê-lo, a si e aos benfiquistas, demonstrarem a mesma força de carácter, assumindo que as vitórias do FC Porto foram justas e meritórias, algo que NUNCA vimos acontecer. Quando isso acontecer, eu atribuirei maior credibilidade aos seus comentários.

    "Que coincidência. Em 23 jornadas houeram problemas em 4, todas, reitero com clubes com ligações ao FCP."

    Você começa por vir dar lições de moral aos outros dizendo que é uma vergonha não sermos capazes de olhar para nós próprios, para depois se perder neste tipo de argumentações que não passam de uma tentativa patética de dar a volta ao contexto da situação.
    Com que então, o seu problema não é o facto do Benfica estar directamente envolvido em todos os casos de incidentes que ocorreram nos estádios, mas sim a "coincidência" dos clubes envolvidos terem todos, de alguma forma, uma alegada ligação ao FC Porto. E essas alegadas ligações consistem em quê, afinal? No caso do Braga e do Olhanense, no facto dos treinadores terem sido jogadores portistas? Acha mesmo que os treinadores têm, por si só, o poder de voltar os jogadores e o clube contra o Benfica? Nem sequer tem a inteligência de questionar se os próprios adeptos benfiquistas que provocaram desacatos nas bancadas de Olhão não terão contribuído para o incendiar dos ânimos? Ou será que, também aqui, irá insinuar que foi o Jorge Costa que desencadeou os incidentes?

    ResponderEliminar
  4. "Depois vieram as manifestações"

    Quem não se sente, não é filho de boa gente. Lamento muito se não pertencemos ao rebanho de carneiros que comem qualquer porcaria que lhes impinjam em nome dos interesses de Lisboa. Quando alguém, armado em paladino da justiça, nos vem tentar convencer de que os Stewards passaram a ser intervenientes no jogo para assim justificarem a aplicação de castigos absurdos a dois jogadores, temos toda a legitimidade para manifestarmos a nossa revolta e indignação.

    “Só não sei porque o Sporting prudentemente aguardou que os anjinhos do FCP fossem em 1º para os balnearios. Se calhar foi o Benfica que mandou.”

    Recorde-se que os incidentes no estádio não aconteceram entre os jogadores de ambas as equpas, mas sim entre funcionários do clube da Luz e os jogadores portistas. Se você for um bocadinho inteligente, pense nesta questão: se não existiam antecedentes que fizessem prever a existência de risco de confrontação entre as equipas, por que motivo os responsáveis encarnados terão mandado os seus jogadores esperarem no relvado? Não lhe parece que esta atitude indicia que os responsáveis já tinham conhecimento de que se iria passar algo grave no túnel, ou seja, que houve premeditação? Se juntarmos a isto o facto das imagens da época passada, recentemente divulgadas no YouTube, denunciarem a preocupação dos funcionários da Luz de desviar as câmaras de vídeo-vigilância para o tecto, estamos conversados.
    O Benfica criou no futebol português um clima de guerra nos túneis e é natural que, a partir de agora, as equipas hajam com alguma precaução. No entanto, o FC Porto já defrontou o Sporting três vezes nesta época e não ocorreram quaisquer incidentes.

    “No desespero noticiaram factos com mais de um ano de atraso, porque se calhar na ltura dos mesmos não era conveniente.”

    Mais uma vez, você está a inverter a situação. O argumento do atraso na denúncia é uma falácia porque não era necessária a existência de uma denúncia por parte do FC Porto para que a CD abrisse um processo de averiguação, visto que existiam imagens vídeo e um relatório da PSP que comprovavam os incidentes. Na sua opinião, porque motivo é que a CD nada fez, nem na altura dos incidentes, nem agora que os mesmos foram denunciados publicamente pelo FC Porto?

    Então e sobre o Arsenal, não se fala? Não se acusa o Benfica de ter comprado o Arsenal, a equipa de arbitragem e Londres inteira?”

    Os portistas são os primeiros a assumir que a sua equipa não está a praticar um bom futebol e eu mesmo, num texto intitulado "Ainda não acabou!", tive a dignidade de o reconhecer, portanto, perdeu mais uma boa oportunidade para ficar calado.
    Quanto às acusações ao Benfica, não misturo alhos com bugalhos. No final desta época, saberei dar os parabéns ao Benfica pela eventual conquista do campeonato, mas nem por isso deixarei de protestar e exigir que as autoridades investiguem a actuação de uma CD que teve, claramente e indiscutivelmente, influência directa no normal desenrolar da competição, através a aplicação de castigos baseados numa interpretação falaciosa dos regulamentos.
    Para tudo na vida há que saber estar com dignidade. Se, por um lado, me é exigido que saiba reconhecer o devido valor a quem ganha, também os que ganham têm de saber reconhecer que aconteceram coisas muito estranhas neste campeonato que facilitaram a sua caminhada até ao título. Veremos pois quem é que, no final, qual de nós saberá estar à altura dos pergaminhos do seu clube.

    ResponderEliminar
  5. "Não vale pena insistir..., quem tem consciência para aceitar a superioridade dos outros"

    E você? Tem a consciência para aceitar a superioridade do FC Porto nas três últimas décadas?

    "Aqueles que venceram nos anos anteriores, convencidos da sua superioridade, são os mesmo que agora não aceitam a derrota"

    E você, que apoia um clube que venceu no passado e que, por causa disso, se convenceram da sua superioridade, aceita as derrotas dos últimos trinta anos?

    "Porquê tanto ódio?"

    A resposta está à vista de todos e não é preciso Freud para a explicar. Se você, em vez de se perder nessa banalidade de chamar invejosos a todos os que procuram denunciar a podridão que vai acontecendo em torno do clube da Luz com total impunidade graças às ligações promiscuas com o poder político, se preocupar em agir como um cidadão digno e exigir que as autoridades actuem com igual peso e medida para todos, com certeza perceberá.

    "Se quer transparência é por aí que tem de começar a sua cruzada!!!"

    Infelizmente, a cruzada pela transparência não está nas minhas mãos, mas sim nas mãos das autoridades.
    No caso do FC Porto, as autoridades abriram um processo de investigação que resultou na absolvição do arguido a quem você tanto critica. Quer concorde quer não, a justiça actuou! Pelo contrário, no caso do Benfica não existe nenhuma investigação, simplesmente porque as autoridades insistem em fazer vista grossa às evidências e a desvalorizar as denúncias.
    Se você não estivesse com a cabeça recheada de ideias pré-concebidas que lhe foram incutidas ao longo de muitos anos de propaganda pró-lisboeta, com certeza perceberia que a corrupção verdadeiramente preocupante não é a que se verifica ao nível do indivíduo, mas sim aquela que atinge as mais altas estruturas de um país. Por outras palavras, não se preocupe tanto se vir um empreiteiro ou um fiscal aceitar "luvas" para beneficiar este ou aquele. Preocupe-se, isso sim, quando as autoridades assistirem a esses crimes e agirem de forma diferenciada em nome de interesses obscuros.

    "Desculpe que lhe diga, mas essa coisa de acusar Lisboa de tudo e mais alguma é de uma estupidez sem limites."

    Estupidez é assistir ao que se está a passar com o país e fechar os olhos, numa atitude passiva e suserviente, em nome de uma clubite cega, absurda e despropositada.

    ResponderEliminar
  6. Relativamente a lições de moral, a boa educação manda retribuir, só quis retribuir as que do alto da sua arrogância e pretensa superioridade quer dar aos outros.
    Use tanbém o seu bocadinho dce inteligência para perceber que desde o jogo com o Braga em Outubro o Benfica mandou sempre os jogadores serem os ultimos a irem para os balnearios, não foi no jogo com o FCo que tal começou. Não tente inverter as situações. Aliás sabe perfeitamente, as imagens mostraram que se os vosso anjinhos tivessem ido para os balnearios ordeiramente nada tinha acontecido. Não venha agora dizer que os jogadores do benfica ficaram no relvado porque sabiam que algo se ia passar. A parvoíce é tanta no que diz que nem repara que o se passou aconteceu já quando o os jogadores do benfica já estavam no balneario, já tinham passado, não é?
    Quanto às ligações, enfim são coincidências, muito oportunas!
    Quanto ao mérito do FCP em anos passados, não está em questão, a questão é que ninguém sabe o que é que se deve a mérito, porque o houve indiscutivelmente, e o que é que se deve a algo mais, que também houve.
    Reconhece a superioridade e o lugar do Banfica esta ano, mas também já falou em impugnação do campeonato.
    Deu crédito às palavras do Machado contra o Benfica mas esqueceu-se das palavras do Machado contra o FCP.
    E finalmente, afinal o Benfica venceu bem o Nacional, ou dez jogadas antes do golo houve uma falta que ficou por marcar?

    ResponderEliminar
  7. "desde o jogo com o Braga em Outubro o Benfica mandou sempre os jogadores serem os ultimos a irem para os balnearios, não foi no jogo com o FCo que tal começou."

    Mesmo sendo verdade que não foi com o FC Porto que tal procedimento começou, tal não anula o facto das imagens de vídeo-vigilância comprovarem a preocupação dos funcionários do clube da Luz de desviarem as câmaras para o tecto, o que denuncia a premeditação dos actos ocorridos no túnel.
    De resto, o argumento que apresenta é pouco consistente e denota uma tentativa desesperada de inventar argumentos que branqueiem a ligação directa do Benfica aos casos dos túneis. Senão, eu pergunto: se na próxima deslocação do Benfica ao Dragão a equipa da casa proceder da mesma forma, ou seja, se aguardar que os visitantes entrem primeiro no túnel, você será coerente ao ponto de concluir que o FC Porto estará a tentar evitar o contacto com os "anjinhos" do Benfica ou, nesse caso, mudará hipocritamente de opinião sobre as conclusões a retirar desse procedimento?

    "Aliás sabe perfeitamente, as imagens mostraram que se os vosso anjinhos tivessem ido para os balnearios ordeiramente nada tinha acontecido"

    As imagens não mostram apenas aquilo que lhe convém. Se por um lado é verdade que nada teria acontecido se os jogadores recolhessem imediatamente ao balneário, não é menos verdade que nada teria acontecido se os dirigentes do seu clube não tivessem colocado um grupo de jagunços contratados num local onde não deveriam estar e que agiram de forma "exagerada e desproporcionada", criando um "quadro de provocação" aos jogadores portistas. Tudo isto consta no acórdão da CD e só não vê quem não quer. Agora, ponha a cabeça a funcionar e pense: você acha que os elementos de uma empresa de segurança privada agiriam dessa forma se não tivessem instruções para tal? E quem é que você acha que lhes deu as instruções?

    "Quanto às ligações, enfim são coincidências, muito oportunas!"

    O que você diz não passa de especulação. De facto, é muito pouco credível que o simples facto de um treinador ser um antigo jogador do FC Porto consiga motivar, por si só, a antipatia de toda uma equipa contra o Benfica. Aquilo que constitui verdadeiramente um facto é que o Benfica esteve directamente ligado a todos os casos ocorridos nos túneis esta época e isso, por muito que você tente branquear, está bem presente na mente dos portugueses.

    "Quanto ao mérito do FCP em anos passados, não está em questão, a questão é que ninguém sabe o que é que se deve a mérito, porque o houve indiscutivelmente, e o que é que se deve a algo mais, que também houve"

    É exactamente isso que se passa com o Benfica. Não se pode retirar-lhe o mérito desportivo, mas ninguém que seja sério pode deixar de reconhecer que aconteceram coisas muito estranhas que condicionaram directamente o desenrolar do campeonato. O problema é que, no caso do FC Porto, as autoridades de Lisboa investigaram e deram origem a processos judiciais. No caso do Benfica, não se passa nada, as autoridades fingem que não vêem nada e os responsáveis assobiam para o ar. Haverá algum cidadão que se preze que, independentemente da sua paixão clubística, não conseguirá perceber a gravidade desta situação quando são as próprias autoridades do país a agirem de forma diferenciada em função de interesses particulares?

    ResponderEliminar
  8. "Reconhece a superioridade e o lugar do Banfica esta ano, mas também já falou em impugnação do campeonato."

    Obviamente! Não se pode misturar alhos com bugalhos!
    Tudo depende da decisão do Conselho de Justiça da FPF sobre o recurso apresentado pelo FC Porto. No caso do CJ confirmar aquilo que toda a gente sabe, ou seja, que os Stewards não são intervenientes no jogo, então fica provado que os jogadores portistas foram alvo de um critério falacioso que os afastou indevidamente dos campos de futebol por um período muito superior ao que dita o regulamento desportivo, com os consequentes prejuízos desportivos e financeiros que isso acarretou para o clube. Assim sendo, é óbvio que a verdade desportiva deste campeonato ficou ferida de morte, o que garante aos portistas toda a legitimidade para avançar com um processo de impugnação.
    Mas não se preocupe porque eu não acredito que a FPF opte por esse caminho, por duas razões: primeiro porque tal situação viria criar uma fractura entre a LPFP e FPF, o que não lhes interessa nada que aconteça por questões políticas; segundo porque todos sabemos que, sempre que estão em causa interesses do Benfica, existem muitas movimentações nos bastidores com o objectivo de branquear as situações.

    ResponderEliminar
  9. Para este último anónimo queria só fazer um ponto da situação (na medida em que foi ele, e não o autor do blog, quem invocou a questão da entrada dos jogadores no balneário):
    1º Diz que os jogadores do Benfica só saem do campo quando os adversários estiverem no balneário. Concordo, tem toda a razão é o que eles andam a fazer.
    2º Diz que os jogadores do Porto saíram primeiro do campo e dirigiram-se primeiro ao balneário. Concordo, tem toda a razão.

    Mas agora, vejamos o seguinte: concluímos que os jogadores do porto estavam todos no balneário, quando os jogadores do Benfica saíram do campo. Foi o que vimos em cima, penso que concordará.

    Mas por outro lado diz:

    1º "se os vossos anjinhos tivessem ido para os balneários ordeiramente nada tinha acontecido"
    2º "o que se passou aconteceu já quando os jogadores do benfica estavam no balneário"

    Bem, agora fiquei confuso... Então os jogadores do Porto foram para o balneário e estavam já lá para os do benfica saíram de campo, isto já tinhamos visto... O que aconteceu depois é que foi estranho, se calhar para sustentar a sua argumentação temos que recorrer à ficção científica, pois só posso concluir que, provavelmente, os jogadores do porto devem ter-se teletransportado outra vez para dentro do campo, saíram outra vez, desta vez desordeiramente e, já com os jogadores do benfica no balneário, fizeram uma confusão tal, que tiveram que vir os coitadinhos dos stewarts do benfica defender a moral e os bons costumes dentro daquele túnel...

    Ou isso, ou os jogadores do porto já estavam dentro do balneário (o que seria comprovado pelo facto de os jogadores do benfica também já estarem dentro do seu - lembram-se? eles só saem do campo quando os adversários já estão no balneário!) e foram provocados e atraídos para fora, pelos tais pobres stewarts que só estavam ali para garantir que se cumpriam as regras da moral e dos bons costumes...

    É, esta última hipótese é um bocado recambolesca, inverosímil mesmo, realmente, deve ser correcta a teoria da teleportação.

    Os meus melhores cumprimentos para o autor do blog. Gabo-lhe a paciência.

    Rui Amaro

    ResponderEliminar
  10. Sr. Rui Amaro,

    Não vou discutir se fui que me expressei mal ou se foi o Sr. que se entendeu mal.

    O que se viu nas imagens, é que nem todos os jogadores do FCP foram para o balneario quando deviam, foi visto o Hulk ficar no tunel para pedir explicações ao árbitro.
    Quando a equipa de arbitragem entrou no tunel, o Hulk ainda lá estava, apesar de um responsável do FCP o estar a incitar a ir para os balneários, passando nesse momento a equipa do Benfica para os balnearios.
    E enquanto o Hulk pedia explicações ao arbitro com o responsavel do FCP a tentar demovê-lo a equipa do Benfica recolheu aos balnearios sem problemas. Os incidentes vieram depois.
    Deixe lá a ficção cientifica, o que eu descrevi, foi transmitido por um canal de televisão em sinal aberto.
    Em conclusão, se os jogadores do FCP tivessem recolhido ao balneario, todos, quando a equipa de arbitragem e posteriormente a do Benfica entraram no tunel já lá não estaria nenhum jogador do FCP, que era o objectivo da espera do Benfica.

    Sr. Autor do Blogue,

    As palavras do Machado para com o FCP ficaram ... para um dia.
    E afinal o Benfica sempre ganhou ... com ou sem casos!
    Não estou preocupado com qualquer impugnação, embora concorde consigo que tal não acontece, embora por razões diferentes das que aponta.
    Só lhe lembrei que os seus posts já referiram tal hipotese!

    ResponderEliminar
  11. "As palavras do Machado para com o FCP ficaram ... para um dia."

    Se bem se recorda, as palavras de Manuel Machado proferidas no final do jogo com o FC Porto referiam-se a erros de arbitragem que, na opinião do treinador do Nacional, teriam prejudicado a sua equipa. Não existiu absolutamente nada nessas declarações que se relacionasse com túneis ou com incidentes ocorridos entre os jogadores.

    "E afinal o Benfica sempre ganhou ... com ou sem casos!"

    Ganhar, ganhou. Mas, como se esperava, Paulo Baptista lá deu um ar da sua graça ao assinalar um penalti favorável aos encarnados que o comentário de Jorge Coroado descreve na perfeição:

    «Não se vislumbra qualquer infracção. O que prevalece é a passagem de David Luiz pelo adversário, tocando-lhe e projectando-se para o interior da área. Na eventualidade de existir falta, a mesma seria fora da área.»

    É claro que, como o Cardozo tratou de falhar o penalti, o lance não teve influência no resultado, o que permite à comunicação social lisboeta "esquecer" convenientemente a tendência que este árbitro tem demonstrado para desnivelar os campos a favor dos da Luz.
    Curioso também é o facto de Manuel Machado, que no jogo com o FC Porto não se coibiu de dizer o que pensava sobre a arbitragem, nada ter dito no final do jogo com o Benfica acerca deste belo penalti.

    "embora concorde consigo que tal não acontece, embora por razões diferentes das que aponta."

    Já o esperava. Você é daqueles que se deixaram convencer de que os Stewards são de facto intervenientes no jogo.
    Enfim, tal como eu disse anteriormente, tudo depende agora da decisão do CJ, portanto, esperemos calmamente para ver o que irá acontecer.

    ResponderEliminar
  12. "Você é daqueles que se deixaram convencer de que os Stewards são de facto intervenientes no jogo."

    Não estou, nem deixarei de estar, é uma questão de definição mal definida, obviamente, porque dá azo a diferentes e pertinentes interpretações.

    Pode efectuar uma pré-análise ao árbitro do final da taça da Liga. Já sei que vai dizer que é favorável ao Benfica. Será não existe nenhum favorável ao FCP?

    Deve ser clarificada, preto no branco, classificando sem margem para duvidas todos os intervenientes num jogo de futebol, ao nível do evento e não propriamente só de jogo.

    ResponderEliminar
  13. No comentário anterior considere trocada a ordem dos dois ultimos paragrafos.

    ResponderEliminar
  14. "Não estou, nem deixarei de estar, é uma questão de definição mal definida"

    Nullum crimen, nulla poena sine praevia lege poenali. Esta frase em latim expressa um dos princípios básicos da justiça: ninguém pode ser sentenciado por um crime que não está legalmente previsto, nem pode ser aplicada nenhuma pena que igualmente não esteja prevista. Assim sendo, a interpretação do regulamento desportivo não pode dar azo a diferentes interpretações, simplesmente porque, se não está definido que os Stewards são agentes desportivos, não pode ser assumido tal pressuposto.

    ResponderEliminar
  15. Bom dia!
    Eu gostaria de colocar uma série de perguntas ao autor deste blogue (e demais portistas), que muito me encantaria ver respondidas:
    - lembra-se do "guarda Abel" e do famoso túnel das Antas? Que pensa sobre isso?
    - qual a sua opinião sobre o caso "quinhentinhos"?
    - o que lhe parece o facto do FCP ter pago as férias a um árbitro e sua família?
    - o que acha das escutas publicadas e amplamente difundidas no Youtube, onde o presidente do seu clube é o protagonista?
    - vê os jornais O Jogo e JN como ferramentas ao serviço do FCP?
    Estas são apenas algumas questões das inúmeras que muitos de nós, não adeptos do FCP, gostaríamos de ver respondidas pelos dragões...
    Se for tão amável, queira dar-me o gosto da sua reflexão!
    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  16. "Se for tão amável, queira dar-me o gosto da sua reflexão!"

    Eu agradecia que tivesse a amabilidade de procurar neste mesmo blogue as respostas a algumas das suas questões, uma vez que as mesmas já foram aqui anteriormente abordadas. O caso das escutas, por exemplo, já foi aqui amplamente discutido. Obrigado.

    ResponderEliminar
  17. Caro anónimo (tenho pena de não saber o seu nome),

    Vou então dar-lhe uma resposta às suas questões, só para ver o que pensa… Mas para cada uma das perguntas que lhe responder, faço-lhe de volta outra questão, peço-lhe que responda também, com a mesma honestidade com que lhe vou responder às suas questões:

    Sua Pergunta (SP): “- lembra-se do "guarda Abel" e do famoso túnel das Antas? Que pensa sobre isso?”

    Minha Reposta (MR): Sou algo novo para saber o que é isso do “guarda Abel”, algo anterior ao despertar do meu interesse pelo futebol. Mas se, como leio, houvesse alguém no túnel das antes que agredia árbitros e adversários, penso que tal era extremamente reprovável, que deveria ter sido oportunamente punido, nomeadamente através da interdição do estádio.

    Agora considero ainda mais deplorável alguém que critique a actuação desse “guarda Abel” considerar que os stewarts que provocaram os jogadores do porto (como está provado) não fizeram nada de mal.

    Minha Pergunta (MP): Aqui tem a minha resposta, agora vai a minha pergunta: O que acha da actuação dos stewarts no último Benfica-Porto, e (esquecendo o fabuloso argumento dos regulamentos que tanta gente gosta de invocar), num mundo em o senhor fosse juiz e legislador, em que tipo de penalidade (se é que alguma) deveria incorrer o Benfica?

    SP: “- qual a sua opinião sobre o caso "quinhentinhos"?”

    MR: A minha opinião sobre o caso dos “quinhentinhos” é que foi um caso julgado num tribunal de primeira instância e num tribunal de recurso, sendo que a pena de ambos os casos foi a absolvição do presidente do Porto.

    Os julgamentos na praça pública têm muito que se lhe diga na minha opinião, pois baseiam-se em factos conhecidos pela comunicação social, que não tem acesso a todos os meios de prova, e que apenas publicam uma parte dos factos. Ora, como qualquer pessoa inteligente percebe alguns meios de prova podem ser circunstanciais e indiciarem uma conclusão errada, só pela análise global dos factos se pode tirar uma conclusão.

    Neste sentido, nem eu nem o senhor temos acesso a toda a informação, quem teve acesso a essa informação considerou que o presidente do Futebol Clube do Porto estava inocente e não praticou qualquer crime.

    MP: O que acha do facto de a câmara de Lisboa ter adquirido terrenos ao SLB (e ao Sporting) que não tinham grande valor por somas superiores a 65 milhões de euros (do dinheiros dos contribuintes), para depois ceder gratuitamente esses terrenos novamente ao SLB e ao SCP?

    SP: “- o que lhe parece o facto do FCP ter pago as férias a um árbitro e sua família?”

    MR: Parece-me que, a ter acontecido, foi um facto de grande gravidade, próprio de um futebol em que a corrupção domina. No entanto, tal facto não é exclusivo ao FCP, existindo também muitos casos semelhantes em outros clubes do futebol nacional…

    MP: “Como se sente pelo facto de o seu presidente que antes de ser presidente do Benfica, apesar de ter fortuna não ser das pessoas mais ricas do país, ser actualmente o 7º português mais rico, isto quando, oficialmente, não recebe nada do Benfica?

    (continua)

    ResponderEliminar
  18. (Continuação)

    SP: “- o que acha das escutas publicadas e amplamente difundidas no Youtube, onde o presidente do seu clube é o protagonista?”

    MR: Mais uma vês, e como disse acima, essas escutas foram utilizadas como meios de prova nos tribunais civis, e provavelmente serão também meios de prova circunstanciais visto que quer na primeira instância, quer no recurso, não foi concretizada qualquer condenação.

    MP: “Aproveitando o tema, o que pensa da acção do ministério público que formulou uma acusação contra o porto baseada, exclusivamente, nestas escutas, não tendo pelo contrário formulado uma acusação contra o presidente do SLB também apanhado nas escutas? (Duas notas: 1º não estou a dizer que a acusação seria necessariamente de corrupção desportiva, mas porque não de tráfego de influências? 2º Só para que fique claro, não estou a falar em condenações, apenas em formular uma acusação por parte do ministério público, depois em tribunal é que é julgado o caso, aqui o ministério público eliminou a hipótese de fazer um julgamento… não percebo porquê…)

    SP: “- vê os jornais O Jogo e JN como ferramentas ao serviço do FCP?”

    MR: Não, honestamente não vejo, pelo contrário, vejo esses jornais como elementos isentos, necessidade no seu negócio, pois o mercado é dominado por Benfiquistas (são muitos mais) e nenhum jornal parcial contra o benfica sobreviveria por muito templ.

    MP: Já agora, como classifica o jornalismo d’A Bola?

    Fico então à espera das suas respostas, espero apenas que consiga responder com a honestidade que lhe respondi a si.

    Com os meus melhores cumprimentos,

    Rui Amaro

    ResponderEliminar
  19. Então perderam o pio?

    Já não há mais insultos e comentários deprimentes a Lisboa e ao Benfica?

    Estão em reflexão? Acho muito bem, espero que voltem com respeito e humildade. O FCP merece essas atitudes por parte de todos a começar pelos seus adeptos e simpatizantes.

    ResponderEliminar
  20. Olá!
    Agradeço a sua resposta, ou respostas! Aqui vão as minhas:
    1 - apesar de ser novo, não tem de desconhecer os factos. Investigue só um bocadinho e logo vê do que estou a falar. Não lho digo não por prepotência, acredite, apenas porque não ia acreditar em mim. Segundo ponto, eu não critiquei nem deixei de criticar quem quer que fosse. Em relação aos stweards, a minha opinião é que pura e simplesmente não deviam existir. A polícia existe para alguma coisa, creio. Se os stweards realmente provocaram os jogadores, estando ao serviço do Benfica, devia o SLB pagar uma multa. De quanto? Não sei!
    2 - Por ser novo, mais uma vez não sabe do que falo. O caso "quinhentinhos" não envolveu directamente o FCP ou o seu presidente. O "testa de ferro" foi o Leça FC. Em relação à sua pergunta, não percebo a relação, mas respondo-lhe: acho mal! Muito mal mesmo! Assim como acho muito mal o que o Nuno Cardoso fez a mim e aos outros portuenses todos.
    3 - Exacto... parece-lhe normal e próprio... Mas não é! O clube devia, mais uma vez, ter sido exemplarmente punido. A isto chama-se corrupção! A sua pergunta é estranha... não penso nada em relação a isso! Que me interessa quanto dinheiro tem o presidente do SLB?
    4 - As escutas não foram usadas como meio de prova, foram excluídas do processo. Além de que não quero que me atire areia para os olhos com linguajar processual... quero saber de que argamassa é feito! Chega de blá blá, falemos de moral!
    5 - Isentos? Claro... tanto como A Bola! Acho que já lhe respondi a esta!
    Não me interprete mal, não quero, de forma alguma, faltar ao respeito, apenas julgo que lhe falta alguma informação. Primeiro documente-se, depois reflicta.
    Cumprimentos! ;)

    ResponderEliminar
  21. Já agora, aproveito para dizer mais uma coisa: que lindo foram os 3 secos de ontem! :)

    ResponderEliminar
  22. Caro anónimo (como eu gostava de saber o nome da pessoa com quem falo)

    Dois pontos prévios:

    Em primeiro lugar, e de uma forma transversal aos seus comentários, queria apenas dizer que sou absoluta e completamente contra a corrupção, como talvez já tenha compreendido, se não fica aqui a declaração.

    Em segundo lugar, julgo poder concluir que é adepto do Benfica, se assim for queria felicitá-lo pela vitória de Domingo, foram justíssimos vencedores, e têm uma equipa claramente superior ao FCP este ano. Gostaria de lhe dizer que, pese embora algumas questões paralelas, o campeonato, a ser conquistado por vocês, terá um vencedor justíssimo e indiscutível. Eu sou um grande adepto de futebol, e adoro ver um bom jogo, sou capaz de estar num dia mau, e sentar-me em frente da TV e ver um jogo, por exemplo da liga inglesa, e quando acaba parece que o dia até está melhor, e nesse aspecto devo dizer que o futebol do Benfica está, actualmente, a esse nível (embora ao nível do campeonato nacional isso não proporcione bom jogos de futebol face à normal falta de qualidade dos seus adversários), no entanto os jogos com o Marselha foram grandes exemplos sobre o que são belos espectáculos de futebol, com competitividade e qualidade. Agora, queria só dizer que, da mesma forma que lhe disse tudo isto agora sem qualquer tipo de sentimento de inferioridade ou mágoa, também gostaria de, um dia, receber um comentário sentido de um benfiquista face ao passado recente do FCP e ao bom futebol que praticou, por exemplo em 2003 e 2004, sem constantes subterfúgios e acusações vazias.

    Agora relativamente às questões em apreço:

    1 – Considera então, pela sua própria afirmação, que se stewarts ao serviço do Benfica que provocam jogadores do porto deveriam dar uma multa para o Benfica, não sabe de quanto. Ok. Então suponho que também deve defender uma multa, que não sabe de quanto, face ao caso que designa por “Guarda Abel”… é, efectivamente, uma pena inferior à que eu tinha sugerido, até nem percebo o porquê de tanta celeuma face a uma situação para a qual queria apenas uma multa (que segundo os regulamentos existentes poderia no máximo ser de 2.500 Euros – sim, eu sei que lhe pedi para não falar de regulamentos e agora eu puxo o tema, mas é só para ver a pena máxima que o caso que fala pode ter à luz da legislação existente, não quer dizer que concorde com ela, como deve ter visto pelo meu comentário anterior).

    2 – Efectivamente confundi o caso que se referiu por “quinhentinhos” por um caso mais recente, relativo à alegada visita de um árbitro a casa do presidente Pinto da Costa, peço desculpa pelo engano.

    Então sobre o caso em apreço, queria só questioná-lo no sentido de perceber em que evidência é que, quando afirma que o Leça FC foi um “testa de ferro”, se baseia para fazer essa afirmação? Porque ou possui conhecimento de algum facto irrefutável, ou apenas decidiu dizer qualquer coisa e levantar uma suspeição sem qualquer suporte, apenas porque ouviu dizer algo a alguém, ou outra coisa do género… Meu caro, como pessoa mais experiente que eu deveria saber que cada um tem o dever de pensar pela sua cabeça e analisar os factos, e não precisa de acreditar em tudo o que “ouviu dizer”, apresente-me algum facto, e eu dar-lhe-ei razão, caso contrário, fico forçado a desacreditar esse caso como algo real.

    3 – Concordamos, apenas tenho uma opinião diferente da sua em dois aspectos: (1) no caso de corrupção desportiva, na minha opinião, nunca se deveria punir uma instituição, mas sim as pessoas, um clube nunca faz nada, as pessoas nele sim; (2) eu usei a forma condicional, “se tiver acontecido”, mais uma vez não me parece que esteja provado nada, e sem o suporte factual, toda a conversa sobre esse monstro da “corrupção do FCP” soa a desculpa de mau pagador (digo-lhe novamente, apresente factos, e dou-lhe toda a razão);

    (Continua)

    ResponderEliminar
  23. (continuação)

    4 – Lamento desapontá-lo, mas nos processos da justiça civil foram usadas as escutas (efectivamente, estas apenas não podem ser usadas em processos disciplinares), informe-se! (e tal como me disse a mim, não estou a dizer esta afirmação com nenhum desrespeito, apenas está equivocado, talvez por alguma desinformação que um sector da comunicação social promoveu, da qual você não tem qualquer culpa).

    Quanto ao resto, concordo com o que disse, o que importa não é a linguagem processual é sim “a argamassa de que é feito”, mas a argamassa não são apenas alguns meios de prova, são TODOS e, neste caso, a utilização de TODOS OS MEIOS DE PROVA RESULTOU NUMA ABSOLVIÇÃO POR PARTE DO TRIBUNAL, perceba isto por favor, ninguém pode esperar substituir-se a um juiz e julgar alguém sumariamente sem conhecer a sua defesa e todos os argumentos apresentados, nós não temos acesso a isso, quem teve decidiu da forma que é conhecida, porquê continuar a questionar isso? Acredite que não pode formar uma opinião sobre nenhum caso apenas com o que lê na comunicação social, a versão dos factos é sempre parcial…

    Neste ponto só queria ainda acrescentar que fiquei desapontado por não ter respondido à minha questão, embora o seu silêncio possa na verdade ser esclarecedor sobre uma eventual falta de argumentos da sua parte, mas dou-lhe o benefício da dúvida e repito a minha questão, que julgo que não deve ter visto, a ver se desta vez tenho sorte: “o que pensa da acção do ministério público que formulou uma acusação contra o porto baseada, exclusivamente, nestas escutas, não tendo pelo contrário formulado uma acusação contra o presidente do SLB também apanhado nas escutas?”

    5 – Aqui é uma matéria de opinião em que temos de acordar em discordar, não penso que O JOGO e o JN estejam sequer perto da parcialidade expressa pel’A BOLA, no entanto como disse é uma matéria de opinião (e não de facto como as anteriores), por isso não vou conseguir convence-lo a si do contrário e você não me irá convencer a mim, por isso fico-me por aqui sobre esta questão.

    Os meus melhores cumprimentos,

    Rui Amaro

    ResponderEliminar