domingo, 2 de maio de 2010

Jorge Coroado: ameaçado de morte com uma pistola na cabeça

O site i online publicou uma entrevista a Jorge Coroado em que o antigo árbitro recorda um dos piores momentos por si vividos ao longo da sua carreira de arbitragem quando foi ameaçado de morte com uma pistola na cabeça e uma faca por adeptos do Benfica. Dessa entrevista, transcrevo aqui alguns excertos que vale a pena ler e meditar:

«Foi há 15 anos. Pronto, pronto, já passou. Mas Jorge Coroado ainda não sabe se há-de rir ou chorar. "Porque tudo isto é kafkiano", justifica o árbitro desse jogo, que sofreu o inimaginável. Das mãos de desconhecidos, adeptos do Benfica. Mas antes disso vamos contextualizar: no dia 30 de Abril de 1995, o Sporting ganhava 2-1 ao Benfica, na Luz, no 10 x 10 (Veloso e Naybet foram expulsos aos 73' e 75', respectivamente), à passagem do 80.º minuto. Foi aí que houve uma falta duríssima de Sá Pinto sobre Tavares, perto da área do Sporting. Jorge Coroado assinala falta mas gera-se o enésimo sururu, com empurrões vários. Às tantas, Caniggia mete-se com Sá Pinto e é aí que Coroado intervém. "A ideia é dar um amarelo a cada, mas o Caniggia insulta-me. Chama-me 'filho da puta' e manda-me para a 'puta que te pariu'. Dei-lhe o amarelo. Depois ouvi isso e dei-lhe vermelho directo. O que as pessoas pensaram foi que eu me tinha enganado. Que eu julgava que ele já tinha amarelo e que portanto foi segundo amarelo. Nada disso. Foi amarelo, o primeiro dele naquele jogo, e depois o vermelho directo, porque não aceito insultos de ninguém. Nem em português nem em castelhano."

E depois? "Na cabina do árbitro, o sr. Gaspar Ramos [dirigente do Benfica] estava muito nervoso e descontrolado. Pedi-lhe que se retirasse. É verdade que aquela casa [Estádio da Luz] era dele, e ele até era delegado ao jogo, pelo que podia estar ali, mas não naquele estado, que aquele espaço era meu." A FPF reagiu e instaurou um processo ao árbitro, aos jogadores, ao jogo. A expulsão de Caniggia não ficou por ali. O avançado argentino garantiu nada ter dito e as imagens televisivas confirmavam-no, embora Caniggia aparecesse tapado pela cabeça de Isaías por uns segundos. O processo avançou e quem foi o relator? Sampaio Nora, do Conselho de Justiça da FPF, que esteve, anos depois, na lista de Vale e Azevedo para as presidenciais do Benfica. "Mal entrei na sala para depor, ele disse-me que estivesse tranquilo porque não gostava de mim." Entrada a pés juntos? "É como lhe digo: já se passaram tantos anos e ainda nem sei se hei-de rir se hei-de chorar. Foi um processo kafkiano."

E os jogadores, colaboraram? "Os do Benfica defenderam a sua dama. Do Sporting só houve um que me defendeu e disse o que tinha ouvido. Foi o Sá Pinto. Os outros encolheram-se. Como o Marco Aurélio, aquele central." E Jorge Coroado começa a falar com sotaque brasileiro. "Ele disse-me: 'Eu até ajudava você, Coroado, mas não sei o dia de amanhã, né?" Resumindo: "Eles tinham medo de dizer o quer que fosse porque isso hipotecava o futuro deles." Concluindo: "A FPF anulou esse jogo e promoveu um outro, de repetição, no Restelo, que a FIFA desvalorizou. Nas contas finais desse campeonato 1994-95, o jogo que conta é o meu. Que isso fique claro."

Só mais uma pergunta: sofreu muito com esse episódio? "Nada de especial. Fui ameaçado de morte com uma pistola na cabeça e depois com uma faca, à porta do meu emprego [de bancário na Rua José Malhoa], de manhãzinha, antes da 8h30. Foram pequenos-almoços diferentes. Eram adeptos de cabeça perdida que queriam fazer justiça com as próprias mãos. O da pistola apontou-me a arma à cabeça mas não me assustou. O da faca falhou o alvo mas estragou-me o casaco. A sorte dele foi que conseguiu fugir. O azar foi que lhe fiquei com a faca."»

3 comentários:

  1. Porque é que não publicas os depoimentos de arbitros que foram ameaçados pelo FCP?

    Tens a idiota, estupida e ridicula ideia de que tal não aconteceu?

    Se calhar tens, os adjectivos assentam-te que nem uma luva!

    ResponderEliminar
  2. "Porque é que não publicas os depoimentos de arbitros que foram ameaçados pelo FCP?"

    Publique-os aqui você. Quero lê-los.

    ResponderEliminar
  3. Estes tipos são doentes,ou não vivem neste planeta á pelo menos três décadas.Quanto árbitro agredido,jornalista(um em directo na RTP 1),tadinhos,como eles são inocentes.Vão tratar-se,procurem um psiquiatra com urgência.

    ResponderEliminar