sábado, 15 de maio de 2010

Quão baixo se poderá ainda descer?

Ao longo do dia de hoje, alguns jornais, designadamente o Público e o Record, fizeram eco de uma notícia sobre a alegada morte de um adepto benfiquista que estaria internado, desde o passado domingo, em estado grave, na sequência de agressões bárbaras cometidas por adeptos do SC Braga.
Visto que não existiam na comunicação social quaisquer referências à existência de feridos graves originados pelos incidentes ocorridos em Braga e no Porto no passado fim de semana e tendo em conta que a notícia havia sido avançada em primeira mão pela BenficaTV (que não possui a mais pequena ponta de credibilidade e de isenção), mandavam os mais básicos princípios do jornalismo (e, por que não dizer, o simples bom senso) que os referidos jornais confirmassem a autenticidade da notícia antes de a publicarem. Não o fizeram.
Perante a gravidade do caso e o alvoroço social por ele causado, reflectido nas reacções intempestivas de inúmeras pessoas que, ludibriadas pela pretensa credibilidade dos ditos jornais e ávidas de argumentos que justifiquem uma escalada de violência, deram crédito à notícia , viu-se obrigada a PSP de Braga e os próprios Hospitais onde, supostamente, havia sido internada a "pobre vítima", a esclarecerem publicamente que tudo não passou de um lamentável boato.
Já sabíamos de antemão que o jornal Record segue a mesma linha editorial de outros pasquins da capital, intelectualmente corruptos e vendidos aos interesses do lobby lisboeta, não sendo portanto insólitos, nem tão pouco surpreendentes, a desonestidade e o despudor agora demonstrados. Exigia-se, no entanto, muito mais profissionalismo e rigor do jornal Público, que é tido com um dos mais competentes e credíveis órgãos de imprensa nacional, mas que vê a sua imagem manchada pela cobertura dada a esta ignóbil falácia.
A ideia de utilizar a morte fictícia de um adepto para incendiar os ânimos do público para a final da Taça de Portugal que se avizinha, só pode ter tido origem numa mente doentia, sem escrúpulos e sem consciência. A gravidade desta situação e das repercussões que dela poderão advir (uma preocupação que continua válida, visto que muitos adeptos, movidos pelo fanatismo clubístico, preferem atribuir maior credibilidade ao boato difundido pela BenficaTV do que aos esclarecimentos da PSP e dos Hospitais) justificava a intervenção das autoridades, no sentido de apurar as responsabilidades e as motivações daqueles que estarão por detrás deste inqualificável acto, assim como a condenação deste comportamento por parte da restante imprensa nacional, em nome da ética jornalística. Infelizmente, não é de esperar que tal venha a acontecer, mas ninguém duvida que, caso ocorram incidentes graves no próximo domingo, em parte motivados por este e outros lamentáveis incentivos à violência, com a mesma origem, que se foram sucedendo ao longo desta semana, aqueles que agora, com o seu autismo, se mostram cúmplices desta obscenidade serão os primeiros a assumir a postura de falso moralismo, cínico e hipócrita, a que já nos habituaram. Depois, não esperem ser respeitados.

12 comentários:

  1. "Não me diga que você faz parte do grupo dos imbecis que acha que a justiça portuguesa também foi corrompida em favor do Pinto da Costa. Ou fará parte dos burros que acreditaram na treta de que as escutas telefónicas foram retiradas dos processos judiciais?"
    Com a sua verborreia, confesso que por vezes tenho alguma dificuldade em entrever todas as piadas que conta. Mas esta, esta ainda me fez rir mais do que o presidente do SCP.
    Quer dizer que, para si, as escutas colocadas no youtube são falsas? Não são as que fizeram parte do processo? Foram os Gato Fedorento que as realizaram (aceito que o humor é de fina ironia, mas há mais artistas nesse campo...)?
    Ahahahaohohahah!! Então porquê as insistentes tentativas para as retirarem do ar? Ahahahah! Obrigado amigo!

    ResponderEliminar
  2. Meu caro amigo, eu vou lá estar e não tenho medo de nada!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. "Quer dizer que, para si, as escutas colocadas no youtube são falsas?"

    Era de esperar que você, sendo vítima de várias décadas de lavagem cerebral induzida pela máquina propagandista lisboeta, pertencesse a um dos dois grupos que eu mencionei. Restava saber a qual, mas a sua resposta foi esclarecedora.
    É óbvio que as escutas publicadas no Youtube são as mesmas que constituíram matéria de prova nos vários processos que decorreram na justiça civil e que já eram do conhecimento público através das suas transcrições que foram amplamente divulgadas em vários órgãos de imprensa. Essas escutas são também as mesmas que os diversos tribunais decidiram arquivar por terem sido consideradas inconclusivas. É óbvio que você e os seus amigos não concordam com a decisão dos tribunais, mas por algum motivo é que a justiça em Portugal é feita por juízes isentos e idóneos (que decidem com base em factos comprovados) e não por "calceteiros" cegos pelo fanatismo clubístico que agem por sentimentos mesquinhos de inveja e de vingança.
    Ainda a respeito das escutas a que se refere com tanta excitação, remeto-o para o despacho de não pronúncia do Tribunal de Instrução Criminal do Porto que afirma taxativamente o seguinte:

    «Não há nexo de causalidade entre os momentos de prazer ao trio de arbitragem, cujo pagamento é feito pelo António Araújo, e não se prova que qualquer dirigente do FC Porto tenha solicitado favores, e qualquer contrapartida de desvirtuamento da verdade desportiva»

    «Nada se sabe sobre as conversas entre o árbitro Jacinto Paixão e o empresário António Araújo. Assim sendo, mesmo que se saiba que o primeiro beneficiaria de prostitutas arranjadas pelo segundo, é impossível extrair daí que se destinavam a pagar uma arbitragem favorável ao Porto. Salvo o devido respeito, só ficcionando ou conjecturando se poderá retirar tal conclusão.»

    «Não há declaração de contrapartidas. A única conversa telefónica é entre o arguido António Araújo e Pinto da Costa e dela nada mais se extrai que não seja de arranjar prostitutas a gosto»


    Perante isto, nada mais resta aos imbecis senão lançar a suspeição gratuita sobre a isenção do próprio sistema jurídico no sentido de manter vivas as suas pretensões de ver condenado o presidente do FC Porto, se não na justiça civil, na praça pública. Infelizmente para esta gente, Portugal já não vive na Idade Média em que muitas pessoas foram condenadas à morte na fogueira, acusadas da prática de bruxaria por multidões histéricas que juravam a pés juntos tê-las visto a voar montadas em vassouras.

    ResponderEliminar
  4. Em Portugal este baile mandado não é nada que já nos espante,é uma país de espinha dobrada,de amigos e vis compadrios.É a Republica das bananas no seu melhor,não é um país,é um lugar mal frequentado,que exala um cheiro nauseabundo.Nunca nada se irá provar por mais provas que possam haver sobre desmandos de um qualquer clube,verde,vermelho ou azul,ou ás ricas brancas com bolinhas amarelas.Ninguém está para se chatear, a vida passa a correr e eles estão lá para tratar da deles e dos amigos.E a malta aqui toda entretida a trocar acusações,a discutirem o célebre sexo dos anjos.Ninguém é virgem nesta matéria,e perante escutas e outras coisas do género,uns são mais que outros.

    ResponderEliminar
  5. "De repente, parece que a BenficaTV virou culpada por um jovem de 16 anos ter sido AGREDIDO em Braga quando festejava o título do Benfica. A BenficaTV, recordo aos mais distraídos, não difundiu qualquer noticia sobre a morte deste jovem, ao contrário do que tentaram fazer passar. O que se passou foi que um dos participantes do forum telefónico forneceu essa informação.

    Em minutos, vários canais noticiosos online davam conta dessa situação e o Blog GeraçãoBenfica deixou aqui a mesma notícia com o respectivo link de origem da mesma, onde estava identificada a fonte noticiosa e o jornalista autor.

    Não sei se, por motivos de segurança ou não, a PSP e os hospitais apressaram-se a desmentir e dizer que nem sequer deram entrada quaisquer indivíduos vitimas de agressão com os festejos do SLBenfica em Braga. Devem ser muito fortes os adeptos do Benfica de Braga... levar porrada daquela forma e nem precisar de assistência.

    Os factos é que eles existiram e foram mesmo hospitalizados... se a PSP e os Hospitais se apressaram, em conjunto, a negar... os motivos de tal branqueamento só essas entidades saberão. Agora, algo que é inadmissível é virem acusar o GB ou a BenficaTV de estarem a difundir notícias falsas ou a inventar factos."

    in http://geracaobenfica.blogspot.com/2010/05/aviso-sobre-o-adepto-do-braga-nao.html

    ResponderEliminar
  6. Só mais uma coisita: como o caro autor do blogue me faz rir imenso com as suas piruetas(aqui entre nós, pagam-lhe para fazer isto, não? Deviam...) eu retribuo essa deferência lendo, pacientemente, quase tudo o que escreve. Mas olhe que transcrever coisas como as que transcreve acima e não apanhar uma úlcera é de homem.
    Escrever algo como - «Não há declaração de contrapartidas. A única conversa telefónica é entre o arguido António Araújo e Pinto da Costa e dela nada mais se extrai que não seja de arranjar prostitutas a gosto» - e chamar imbecis e mais não sei o quê a quem entende, face aos factos provados, que prostitutas são putas, e que arranjar putas a árbitros cheira a corrupção, é um verdadeiro salto mortal encarpado com 3 piruetas à retaguarda. Com tanto contorcionismo temo pela saúde da sua coluna vertebral. Estime-a melhor.

    ResponderEliminar
  7. "A BenficaTV, recordo aos mais distraídos, não difundiu qualquer noticia sobre a morte deste jovem, ao contrário do que tentaram fazer passar. O que se passou foi que um dos participantes do forum telefónico forneceu essa informação."

    A Benfica TV não foi autora do boato, mas é responsável por aquilo que difunde. Nesse sentido, deveria ter procurado apurar a veracidade da informação antes que a mesma pudesse desencadear reacções de violência por parte dos adeptos do Benfica, o que não fez.
    De qualquer forma, uma análise atenta ao meu texto permitirá compreender que o principal alvo da minha crítica não é a Benfica TV, mas sim os jornais Público e Recorde por terem dado cobertura ao boato sabendo que a origem da informação não possui o mínimo de credibilidade, assim como as autoridades que permitem que estas situações ocorram com total impunidade.

    "Não sei se, por motivos de segurança ou não, a PSP e os hospitais apressaram-se a desmentir e dizer que nem sequer deram entrada quaisquer indivíduos vitimas de agressão com os festejos do SLBenfica em Braga."

    É mentira. A fonte hospitalar afirmou que deu entrada no Hospital um jovem de 21 anos com um traumatismo ocular, que teve alta na última quarta-feira. A PSP, por seu turno, confirmou que tem registo de duas queixas apresentadas na sequência dos incidentes registados na cidade por causa da festa do título do Benfica, sendo que qualquer delas ter sido apresentada depois de as vítimas terem recebido tratamento.

    "os motivos de tal branqueamento só essas entidades saberão"

    E os motivos que o levam a si a mentir, só você saberá. Ou melhor, eu também sei. Necessita de argumentos para justificar a atitude vergonhosa da Benfica TV, não é?
    Tal como afirmei antes, a ideia de utilizar a morte fictícia de um adepto para incendiar os ânimos do público para a final da Taça de Portugal que se avizinha, só pode ter tido origem numa mente doentia, sem escrúpulos e sem consciência. O autor deste inqualificável acto deveria ser alvo das mais duras críticas, incluindo da parte dos benfiquistas, se não pela consciência da gravidade da situação e das repercussões que dela poderão ter advindo, pelo menos pelo simples facto de ter denegrido a imagem do canal do próprio clube. Infelizmente, em vez de uma condenação firme por parte dos adeptos que tantas vezes se outorgam defensores da moral, aquilo a que se assiste é uma lamentável tentativa de branqueamento, agravada por ser sustentada numa mentira óbvia.

    ResponderEliminar
  8. "e chamar imbecis e mais não sei o quê a quem entende, face aos factos provados, que prostitutas são putas, e que arranjar putas a árbitros cheira a corrupção, é um verdadeiro salto mortal encarpado com 3 piruetas à retaguarda."

    «Assim sendo, mesmo que se saiba que o primeiro beneficiaria de prostitutas arranjadas pelo segundo, é impossível extrair daí que se destinavam a pagar uma arbitragem favorável ao Porto. Salvo o devido respeito, só ficcionando ou conjecturando se poderá retirar tal conclusão.»
    Eu gostava que você me dissesse qual foi a parte desta frase que você ainda não conseguiu compreender.

    ResponderEliminar
  9. "Salvo o devido respeito", também gostava que me dissesse qual é a parte da História que você ainda não quer compreender.

    ResponderEliminar
  10. E como o Dupond e o Dupont, eu diria mais: quão baixo vocês ainda poderão descer?
    Ou, numa perspectiva mais mourinhiana: quanto custa a prostituição intelectual?

    ResponderEliminar
  11. "Salvo o devido respeito", também gostava que me dissesse qual é a parte da História que você ainda não quer compreender."

    A justiça não pode agir em função de histórias, mas sim com base em factos comprovados. Fingir que não se compreende este facto e levantar suspeições absurdas e gratuitas contra os juízes, isso sim, é prostituição intelectual.

    ResponderEliminar
  12. O título do Post em questão assenta que nem uma luva ao PC e aos seus seguidores, como o autor do Post.
    Independentemente das opções, opiniões e formas de estar na vida, correctas ou incorrectas, é no minimo indispensável ter vergonha, dignidade e caracter.
    Como é possivel não cumprimentar o Herminio Loureiro numa dada data e depois telefonar-lhe mais tarde.
    Além da criminalidade que lhe está associada, o PC continua a crescer no que que é desejável eliminar da sociedade.
    Que a natureza se lembre rapidamente da idade que tem, o mundo em geral e Portugal em particular ficará a ganhar.

    ResponderEliminar