sábado, 9 de outubro de 2010

Um critério sem critério

A primeira vinda a público de Vítor Pereira para proceder à análise dos casos de arbitragem quando estavam decorridas apenas cinco jornadas, constituiu uma inesperada rotura com aquela que foi a política da CA nos últimos anos. Tal facto gerou mal-estar e suspeição, dada a coincidência desta súbita mudança ter acontecido apenas dois dias depois do SLB ter publicado um lamentável comunicado onde lançou duras críticas e graves acusações à arbitragem. O presidente da CA insistiu, no entanto, que tal não passou de mera casualidade, já que esta mudança de política estaria já prevista desde o início da presente época. Ficamos pois na expectativa de ver se Vítor Pereira iria fazer uma nova análise das arbitragens no final das jornadas 10, 15, 20, etc, mantendo assim um critério coerente.
Ora, não foi preciso esperar tanto tempo para percebermos que, afinal, a nova política não passava de uma treta inventada à pressa para disfarçar aquilo que todos suspeitavam. De facto, o próprio Vítor Pereira tratou de vir agora afirmar que esta nova "estratégia comunicacional" não implica que seja feita uma nova intervenção à 10º jornada, tanto podendo ser na 10ª como na 15ª". Ou no dia de São Nunca à tarde, acrescentaria eu...
Fica assim demonstrado que a patética análise da 5ª jornada não obedeceu a nenhum critério previamente concebido, sendo antes causada pela forte pressão exercida pelo Benfica. Curiosamente, Vítor Pereira tem ainda o descaramento de acrescentar que não anda a reboque de ninguém, algo que, depois desta inqualificável demonstração de cobardia e subserviência para com o clube encarnado, já ninguém poderá acreditar.

3 comentários:

  1. Ó amigo, ainda és de bom tempo. É óbvio que o tipinho anda a reboque do clube do regime e só reagiu para fazer o jeito ao clube do Vieira.
    Ele diz que não? Só nos deve dar vontade de rir...

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Bem, o regime já mudou! Afinal é sempre do regime!

    Pelo caminho que Portugal leva, já falta pouco para que vocês sejam o clube do regime!

    Tal acontecerá quando desaparecerem os que não são corruptos! Já falta pouco! Está quase!

    A justiça é um claro exemplo disso! Quando Portugal for TOTALMENTE corrupto, então o fcp será o clube do regime! Até já arranjou presidente!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  3. Vai apagando que a tua audiência vai desaparecendo!

    Ainda acreditas que és alguém?

    ResponderEliminar