segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O galo e o abutre

Numa quinta, havia um galo que era tido como um macho de grande capacidade procriadora, não havendo, no galinheiro, galinha que lhe escapasse. E como as galinhas não chegavam para satisfazer o seu apetite sexual voraz, o galo aviava também os outros animais da quinta, incluindo as coelhas, as porcas e até as vacas. Desde que fosse fêmea, tudo lhe servia. Um dia, o dono da quinta encontrou o galo deitado no chão, aparentemente inanimado, e sobre ele voavam já, em círculos, vários abutres. Então comentou: "Pobre galo, levava uma vida sexual tão activa que acabou por rebentar". Foi então que o galo abriu um olho, olhou para o homem e disse: "Ssssshhhh! Deixa-os pousar..."

No final do jogo Guimarães-Porto, André Villas-Boas cometeu o erro de reclamar da arbitragem de Carlos Xistra com base em vários erros cometidos pelo juiz da partida, entre os quais uma alegada grande-penalidade que as imagens acabariam por demonstrar que não existiu. Consequentemente, a intelectualmente corrupta imprensa lisboeta tratou de branquear os lances em que o treinador portista teria razão (designadamente as faltas sobre jogadores portistas merecedoras de acção disciplinar que o árbitro, simplesmente, ignorou, e os fora de jogo mal tirados aos avançados azuis-e-brancos) para se debruçar apenas sobre o penalty inexistente, deixando assim Villas-Boas numa posição fragilizada aos olhos do público. Ora, qual abutre voando em círculos sobre o moribundo esperando o seu último suspiro para lhe cravar as garras, logo o presidente do Benfica se aproveitou do mote lançado pelos seus apaniguados para criticar o jovem treinador, chamando-lhe ridículo. No entanto, demonstrando uma força de carácter e uma clarividência pouco vista no nosso futebol, Villas-Boas soube esperar o momento certo para reconhecer o seu erro conforme tinha prometido e respondeu ao presidente encarnado com elevação, aconselhando-o a olhar mais para os seus próprios botões, algo que o presidente encarnado, efectivamente, dá mostras de não saber ou querer fazer.

6 comentários:

  1. Então e o penalty que o fucile fez com o edgar?

    Esqueceste esse?

    Não aprendes mesmo!

    ResponderEliminar
  2. Que anedota de mau gosto!

    De certeza que é de um frustado!

    Vamos ver quem está no chão e quem pousa!

    Ainda te sobram muitas energias para voar?

    Vê lá, hem?

    ResponderEliminar
  3. Eu gostaria muitíssimo q Pinto da Costa deixasse de utilizar expressões como Taliban. N é por nada, é q comparar futebol a algo tão desgraçadamente importante no sec. XXI, cai-me francamente mal. Mais a mais, era uma expressão de Octávio Machado. O q n augura nada de bom.

    Quanto a Baía, felizmente o João Saraiva (bem-haja) puxou o filme atrás e reavivou a memória às pessoas, levadas e influenciadas pelos media.

    Baía, mesmo na versão descontextualizada, tem toda a razão naquilo que disse.

    1) Alguém duvida q se ele tivesse conquistado aquilo que conquistou no slb/scp teria tido uma projecção estratosférica?

    2) SIM, o fcp n trata os seus antigos jogadores com amplificação. Vai buscar alguns e dá-lhes trabalho. Não os glorifica nem os redimensiona. Queiramos ou não,temos 1 clube centrado na figura do Presidente. O resto é, infelizmente, paisagem. Se quiserem, a título de exemplo, tenho aprendido mais sobre as ex-glórias do fcp mais aqui neste blog do que por alguma iniciativa do clube;

    3) SIM, faz parte do DNA do clube ser fechado sobre si mesmo, e tb aqui a crítica - mesmo a descontextualizada - tem razão de ser. Eu própria já falei nisso, alertando que os sistemas fechados caminham inexoravelmente para a entropia.


    Ao q parece, Baía fez 1 comunicado a esclarecer. Eu n precisava de comunicado nenhum para perceber o q quis dizer. E como n sou nenhuma fora de série, só posso deduzir q quem acreditou na polémica só podem ser 1) pessoas distraídas e facilmente manipuladas e 2) pessoas com memória curta.

    cumps

    ResponderEliminar
  4. Cara Ana Martins,

    o FCP renascerá quando o PC desaparecer!

    O futebol terá paz!

    Todas as euquipas ganharão e perderão pelo valor que tiverem e não pela corrupção de um criminoso lunático que tudo adultera.

    Aliás, conforme Vitor Baía revelou, nem os seus PC reconhece! Claro que emendou, mas a espontanea declaração lá está!

    Que o PC desapereça rapidamente..............., pela honestidade, integridade, pela sinceridade no futebol!

    Pergunto porque estou a falar no futebol, quando o individuo em questão até a familia enganou nas heranças!

    É um VERME CRIMINOSO!

    ResponderEliminar
  5. @ anónimo

    tens provas do que afirmas - e em maiúsculas? (deve ter sido para teres a certeza de que a alarvidade que escreveste estava correcta porque deverás ter esquecido os óculos em casa ou coisa que o valha)

    é que se não tens provas - e quando refiro «provas», são daquelas que podem ser sustentadas em tribunal - o que escreveste mais não é do que pura difamação - um acto punível no Código de Processo Civil.

    não te preocupes que não irei atrás de ti; tenho mais do que fazer e quem queira melhor do que a ti. para além de que abomino cobardolas que, como tu, se refugiam no anonimato. mas é que o teu último parágrafo diz muito da tua pessoa. com certeza que só poderás ter escrito aquelas linhas a olhar para o espelho.
    já agora e a propósito de «enganos», recomendo-te a leitura deste artigo de opinião/investigação.

    saudações PENTAcampeãs!

    Tomo I

    ResponderEliminar
  6. "Ainda te sobram muitas energias para voar?"

    Eu poderia perder mais tempo a responder-lhe, mas acho que o FC Porto já lhe deu a devida resposta dentro das quatro linhas. 5-0!

    ResponderEliminar