sábado, 13 de novembro de 2010

Desejo um bom Natal para todos vós :)))

Há quem só vá ao YouTube para ouvir escutas telefónicas. Nós vamos para recordar momentos de festa como este:

10 comentários:

  1. Por falar em Youtube, talvez tenham interesse em ver estas imagens:
    http://www.youtube.com/watch?v=yrdWjJ6zHvY&feature=player_embedded

    ResponderEliminar
  2. Agradecemos imenso a sua atenção, ficamos muito sensibilizados. E como se preocupa tanto pela análise de casos, deixamos-lhe aqui também um resumo de imagens que podem ser do seu interesse, para que veja e dê a sua opinião:

    http://oportoeomaiorcarago.blogspot.com/2010/10/cuidado-com-instituicao.html

    ResponderEliminar
  3. Muito agradecido pela informação, apesar de o meu intuito ser apenas o de debruçar-me sobre o último jogo. Porque se "rebobinarmos" os vídeos então surgem novos panoramas e o SLB não sai de certo a ganhar:
    http://www.youtube.com/watch?v=F4PQESCiXf8&feature=related
    http://www.youtube.com/watch?v=uypC4JwO8vg

    ResponderEliminar
  4. O 1º link deixado por um benfiquista está incompleto. Não tenho o vídeo nem o vou procurar mas sei bem o porquê daquela agrssão e tenho a certeza do que vou afirmar. Maicon dá aquela cotovelada no kardec porque o kardec tinha dado uma cotovelada, e bem visível quer nas televisões quer para o arbitro, na 1ª parte do jogo em... Maicon, à qual o Proença fez vista grossa.
    Ora o Maicon não é daqueles que come e cala e quando teve oportunidade "retribuiu o gesto".
    E sabem que mais, para mim fez ele muito bem, não sou politicamente correcto e não condeno a violência deste caso, ainda para mais sendo contra a equipa mais protegida do futebol português, no que a agressões(mal) dissimuladas, e arbitragens no geral, diz respeito.
    Só falta aos benfas virem dizer que o Porto não devia ter Maicon a jogar por causa daquela(suposta, está na moda esta palavra no jornaleirismo português) agressão mas esquecem-se que o benfica devia ter ficado sem 4 jogadores na 1ª jornada da Liga porém a arbitragem do jogo da Supertaça foi, mais uma vez, extremamente tendenciosa, para o lado do costume.

    PS: e o penalti do salvio também não era penalti pois não?

    ResponderEliminar
  5. "Muito agradecido pela informação, apesar de o meu intuito ser apenas o de debruçar-me sobre o último jogo."

    1) Eu até compreendo que, depois do banho de bola que o Benfica levou do FC Porto, os adeptos benfiquistas sintam a necessidade de procurar bodes expiatórios que, se não servirem para pagar a paupérrima imagem deixada no Dragão, sirvam, pelo menos, para amenizar a sua vergonha. Mas parece-me, sinceramente, que é má política enveredarem por este caminho da pretensa luta contra a violência (ou seja lá o que for que pretendem ao vir à baila com estes casos...) tendo em conta que o Benfica é precisamente o clube português com maior historial de violência, dentro e fora dos campos de futebol. E não é preciso recuarmos até épocas passadas para encontrarmos provas disso. Basta recordar o jogo da Supertaça, em que os jogadores encarnados se deram ao luxo de distribuir pancadaria com total impunidade graças à conivência do árbitro.

    2) Se fossemos a entender a carga de Maicon nas costas de Kardec como uma agressão, pergunto se haveria algum jogo em que David Luiz conseguiria chegar ao fim sem ser expulso, já que o defesa encarnado é useiro e vezeiro neste tipo de lances, algo que não parece importar minimamente os adeptos benfiquistas. Aliás, conhecendo como conheço a mentalidade encarnada, não tenho dúvidas de que, se o lance em que o David Luiz atingiu a face de Hulk com a mão tivesse sido ao contrário, os benfiquistas estariam agora aos gritos, exigindo um sumaríssimo para o jogador do Porto.

    ResponderEliminar
  6. Você tenta ser habilidoso nas respostas, mas querer comparar Bruno com David, é uma piada de muito mau gosto.
    Terei que lhe recordar a final do Algarve, 3-0 e a prestação de Bruno Alves. Assemelhou-se ao momento de "bravura" de Pepe em Espanha. A escola é a mesma, tal como a de Fernando Couto e Jorge Costa.

    "O Benfica é precisamente o clube português com maior historial de violência, dentro e fora dos campos de futebol.". Não sei onde pesquisou esses dados, mas a sua revelação é um acto ridículo, de quem ostensivamente faz a defesa da mentira numa linha seguidora da ideologia papista.

    Tenho alguns anos de idade e muitos de futebol. E uso óculos. Afirmar que a entrada de Maicon não é agressão, e ter o desplante de a comparar ao toque na cara a Hulk, é sinónimo de uma de duas coisas, ou não percebe nada de futebol ou é adepto da cacetada. Vou pela segunda.
    Tal como outros portistas, quase todos, você é um odioso compulsivo em relação ao SLB e o que faz aqui, amiúde, é a apologia da violência gratuita, da perseguição.
    Ninguém inveja os fracos!

    Não se canse na tentativa de encontrar adjectivos para qualificar os "outros", (tais como faccioso), tenha a coragem de se olhar ao espelho.

    ResponderEliminar
  7. 1) Eu tive a seriedade de reconhecer, na devida altura, que a atitude de Bruno Alves foi incorrecta e que o jogador deveria ter sido castigado. Já você, mostra-se incapaz de reconhecer a brutalidade que os jogadores do SLB protagonizaram na Supertaça com total conivência do árbitro da partida.

    2)No caso do Bruno Alves, tratou-se apenas de UM jogador que teve um comportamento incorrecto e que deveria ter sido punido. No caso da Supertaça, foram QUATRO jogadores do Benfica que deveriam ter sido expulsos. Comparar as duas situações não será também uma piada de mau gosto?

    3) A aplicação de um castigo a Bruno Alves não teria qualquer consequência no campeonato nacional. Já a aplicação de suspensões aos QUATRO jogadores do Benfica implicaria a sua indisponibilidade para a 1ª jornada da liga 2009/2010, algo que não aconteceu graças à preciosa colaboração de João Ferreira. Por outras palavras, o campeonato ainda nem tinha começado e o SLB já estava a ser beneficiado...

    4) Os dados em que me baseio para afirmar que o Benfica é, indiscutivelmente e indubitavelmente, o clube com maior historial de violência do futebol português são, tão simplesmente, aqueles que qualquer pessoa com um par de olhos na cara pode confirmar.
    O rol de actos violentos em que o SLB se viu envolvido é enorme e de extrema gravidade: homicídio de um adepto em pleno estádio nacional, emboscada a um autocarro de uma equipa adversária, agressão a um jogador com lesão grave (afundamento craniano), invasão de campo e agressão a um árbitro, interrupção de um jogo de júniores e apedrejamento do público, fogo-posto num autocarro de uma claque adversária, armas brancas e pistolas de calibre de guerra escondidas nas instalações do estádio da Luz, tráfico de estupefacientes no interior do estádio, ameaças de morte por telemóvel a árbitros, agressão a um indivíduo no aeroporto de Lisboa, agressão a um elemento da comitiva do Porto em pleno túnel do estádio da Luz, etc, etc, etc. Além disso, vários elementos da claque benfiquista No Name Boys encontram-se presentemente em tribunal, acusados pelo DIAP de Lisboa de um vasto rol de crimes, entre os quais atentado à vida humana.

    5) A atitude de Pepe é muito mais comparável à atitude de Luisão que, no decorrer de um jogo com o Nacional da Madeira, agrediu a pontapés um jogador adversário que se encontrava no chão. Apesar da violência do lance, o árbitro, Olegário Benquerença, decidiu punir o defesa encarnado com um mero cartão amarelo, anulando assim a possibilidade de aplicação de um processo sumaríssimo e possibilitando que o jogador passasse impune. O mesmo aconteceu semanas mais tarde, no Dragão, quando o mesmo árbitro puniu o mesmo jogador também com um simples amarelo, depois deste ter agredido Fucile com um soco.

    ResponderEliminar
  8. 6) Eu não comparei o lance de Maicon com o lance de David Luiz. Comparei, isso sim, a disparidade de critérios dos adeptos benfiquistas que se vestem constantemente de vítimas, mas se desdobram em constantes actos de branqueamento de todos os actos de violência que, ano após ano, os seus adeptos e jogadores protagonizam nos estádios de futebol.

    7) É mentira que este blogue faça apologia da violência. Aliás, a violência no desporto já foi aqui várias vezes condenada.

    8) Aquilo que se faz neste blogue é, tão somente, a análise do futebol português. Se o nome do Benfica é aqui muitas vezes referido, tal deve-se apenas ao facto do clube da Luz se ver envolvido demasiadas vezes em situações de violência ou suspeição que merecem a devida condenação por todos aqueles que gostam e acompanham o futebol.

    9) Chamo-lhe a atenção para o facto do canal BenficaTV fazer referências constantes ao FC Porto e seu presidente, sem que tal mereça, da parte dos adeptos encarnados, a mais pequena crítica. Pela sua ordem de ideias, podemos então concluir que o o clube da Luz, através do seu canal oficial, faz também a apologia da violência e da perseguição.

    10) Recordo-lhe também que a BenficaTV permitiu que um dos seus habituais comentadores fizesse apelos directos ao levantamento armado contra os adeptos portistas, o que constitui um crime. Não será também altura para se olharem ao espelho?

    ResponderEliminar
  9. @ o FCP é o maior

    meu caro,

    gasta o seu Latim com gentinha que... enfim.

    é também por motivos como este que eu considero que os cinco no bucho souberam a pouco. é que não conseguem reconhecer qualquer mérito na vitória do adversário - que lhes foi superior em todos os aspectos.

    no fundamental: gentinha com uma azia do caraças. ;)

    saudações PENTAcampeãs!

    Tomo I

    ResponderEliminar
  10. E os outros que comentam aqui, os da cor azul, não serão também gentinha que enfim? Ou serão os donos da verdade em que tudo o que dizem é lei e não pode ser contestado?

    ResponderEliminar