sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Porto de guerra

Ontem, ao final da tarde, saí de casa para ir ao café ver o jogo do FC Porto (na verdade, não tenho SporTV em casa e recuso-me a pagar a exorbitância que me é exigida para a ter. Ainda mais quando se trata de jogos de equipas portuguesas nas competições internacionais que deveriam ser encarados como de interesse nacional e, como tal, transmitidos em canal aberto). Levava o meu sobretudo, cachecol e luvas pois, apesar de serem ainda 18h, a temperatura rondava já uns 5ºC. Estava frio, mas, ainda assim, muito menos frio do que aquele que se fazia sentir em Viena àquela mesma hora.
Não consigo sequer imaginar o sacrifício que os jogadores fazem quando jogam 90 minutos naquelas condições climatéricas, debaixo de um nevão e com os pés mergulhados em água gélida. Muitos dirão, no conforto dos seus lares, que eles não fazem mais do que a sua obrigação tendo em conta os chorudos salários que auferem, mas há limites para aquilo que o ser humano consegue suportar, limites esses que só com muito esforço, vontade e dedicação a uma causa se consegue ultrapassar.
A forma como os jogadores do FC Porto se entregaram à luta naquele terreno impraticável e naquelas difíceis condições, dando a volta a um resultado desfavorável, demonstra, acima de tudo, que esta equipa possui níveis físicos e anímicos muito elevados, que a tornam num osso muito duro de roer para qualquer adversário e em qualquer estádio. Se a isto juntarmos o facto deste jogo nem ser de extrema importância dada a posição privilegiada que o Porto ocupava no grupo de apuramento, maior ênfase terá de ser dado ao trabalho da equipa técnica que, obviamente, será o maior responsável pela motivação dos jogadores e, consequentemente, pelos excelentes resultados que, até ao momento, têm sido conquistados por este grupo de trabalho.
Ontem escreveu-se mais uma página no já longo livro de glória dos Dragões. Esta, obviamente, sem a importância daquela inesquecível vitória sobre o Bayern de Munique, mas ainda assim saborosa para todos os portistas (e, por que não dizer, para todos os portugueses) que não deixaram de sentir uma emoção especial ao reviver momentos de indescritível alegria vividos neste mesmo estádio, que para nós será sempre do Prater independentemente do que lhe queiram chamar. E para que o quadro estivesse ainda mais completo, não faltaram lá os campeões europeus de 1987, heróis de tantas e tantas pessoas da minha geração, reunidos pela mão de um presidente inigualável. Obrigado, Pinto da Costa.

P.S.- Como já se adivinhava, a intelectualmente corrupta imprensa lisboeta mostrou-se incapaz de atribuir a esta vitória do FC Porto a devida atenção e destaque, preferindo persistir na sua habitual campanha de propaganda sobre o Benfica a quem insistem em colocar no topo não obstante a mediocridade das suas exibições que tanta vergonha nos tem feito passar aos olhos da Europa. E, na falta de melhores notícias, lá voltaram eles ao folclore da contratação de paletes de jogadores que, supostamente, interessam ao clube da Luz. Pois é como vos digo: Portugal nunca será um país verdadeiramente livre e democrático, nem terá uma sociedade justa e equilibrada, enquanto não se der um 25 de Abril na comunicação social. Haja a coragem de o fazer, em nome do futuro do país.

16 comentários:

  1. Porto de guerra?
    Não!

    Porto de falta de vergonha, de corrupção e do campeonato dos penaltys!

    Apesar de continuarem a atirar ao Benfica os tuneis, esquecem-se que já vão seis pontos escandalosamente roubados à custa de penaltys que o focinho de rato (AVB) não consegue explicar!

    A juntar aos penaltys, há a "pitadinha" de corrupção que prejudica os adversários e os favorece. Está na altura do Apito dourado II, mesmo que o criminoso pague avultuosos honorários a advogados para branquearem o que todos vêm, uma coisa é certa, qual selvagem acossado, o crimisoso PC anda mais recolhido!

    Enquanto não morre, que venha outro apito dourado!

    Hoje foi o Setubal prejudicado, tal como a Naval, e claro, no Benfica nem é preciso falar, porque apesar de estar longe da época passada, nunca existiriam os oito pontos.

    Claro que se a verdade vigorasse o AVB já tinha sido expulso mais vezes, porque teria empatado mais vezes e até perdido. Hoje seria um desses dias, teria perdido e não sido expulso, porque já estava expulso.

    É à Porto! Pensam que podem fazer o que querem, quando querem, ondem querem e como querem!

    A chatice é que há leis!

    ResponderEliminar
  2. "Porto de falta de vergonha, de corrupção e do campeonato dos penaltys!"

    Tenho de lhe dar razão neste ponto. De facto, é uma falta de vergonha assinalar um penalty, no mínimo discutível, contra o FC Porto, a um minuto do final da partida, quando o resultado estava apenas em 1-0. Provavelmente, o árbitro não estaria à espera que o jogador sadino falhasse o remate, mas Deus escreveu direito por linhas tortas e a verdade desportiva prevaleceu.

    "penaltys que o focinho de rato (AVB) não consegue explicar!"

    Tenho a certeza que o Jorge Jesus também não conseguirá explicar por que motivo o árbitro não assinalou o penalty escandaloso cometido pelo Saviola no Dragão quando defendeu a bola com os dois braços. Talvez fosse por ter achado que 5-0 já era humilhação suficiente.

    "A juntar aos penaltys, há a "pitadinha" de corrupção que prejudica os adversários e os favorece."

    Quando fala em "pitadinha de corrupção" deve estar, com certeza, a referir-se ao facto de não haver jornada nenhuma em que um jogador do SLB não agrida um adversário e os árbitros façam vista grossa. Ainda esta semana houve mais uma agressão, desta vez de Javi Garcia sobre Ismaily. Aliás, leia-se a opinião de Jorge Coroado sobre esse lance:

    «Javi García justificava acção disciplinar. Além de travar o movimento do adversário, armou e puxou a culatra atrás, atingindo o adversário em gesto para cartão vermelho.»

    Mais palavras para que? Ficamos à espera para ver se vai haver sumaríssimo.

    "Claro que se a verdade vigorasse o AVB já tinha sido expulso mais vezes"

    Se a verdade vigorasse, o Jorge Jesus teria lugar cativo na bancada, já que passa os jogos todos a insultar os árbitros. Mas como todos nós sabemos, em Portugal nunca acontecerá nada ao treinador do clube do regime, que beneficia de protecção especial por parte do poder político. Pode ser que um dia destes haja alguém com tomates para impor a lei com igualdade para todos e aí veremos o que vai acontecer ao SLB...

    "Hoje foi o Setubal prejudicado"

    Na semana passada, o Porto também foi escandalosamente roubado em Alvalade graças a uma arbitragem vergonhosa que condicionou o resultado final, mas é óbvio que aí os adeptos do SLB calaram-se. Chama-se a isso hipocrisia, sabia? É por esse motivo que já ninguém acredita na pretensa honestidade e boa-fé do clube da Luz. Na verdade, já toda a gente percebeu que não passa de gente hipócrita, desonesta e sem carácter, cujo único objectivo é manipular o futebol em favor dos seus interesses mesquinhos. Gente dessa não faz falta ao futebol e muito menos ao país.

    "A chatice é que há leis!"

    Infelizmente, não há. Se as houvesse, o presidente do SLB já estaria na cadeia há muito tempo. Iria fazer companhia ao Vale e Azevedo, outro exemplar dirigente da máfia lisboeta.

    P.S. - Eu espero que o Benfica seja muitas vezes beneficiado como o FC Porto foi hoje: com penalties assinalados contra si no último minuto. Veremos o que você e os seus correlegionários dirão acerca desse tipo de "benefícios"...

    ResponderEliminar
  3. Que filha da putice é esta, e perdoem-me as palavras, que nunca são capazes de se defenderem sem falarem do Benfica. Afinal este blogue é portista ou contra o SLB?
    Ricardo Costa, ex-jogador portista, a propósito do Porto vs Benfica disse: "para o Porto, o clássico da Luz é mais do que um jogo de futebol. É uma luta do Norte contra o Sul, luta essa que o Porto quer ganhar porque o Porto detesta o Benfica.". Não era necessário dizer, porque já todos o sabem.
    Habilidosamente meu caro, como é seu apanágio, fala da penalidade e favor do Setúbal, que existe, mas não refere a penalidade a favor do FCP que é uma farsa. Ou as penalidades não se marcam porque faltam 2 minutos para o final da partida?Mais dois pontos oferecidos. E falem de túneis que vos fica bem.

    Também podem falar de Vale Azevedo porque dessa forma esquecem o PC. E se houvesse justiça... nunca o vosso presidente tinha fugido para Espanha, informado que foi, antecipadamente, da rusga policial. Mas isso são contas de outro rosário.

    ResponderEliminar
  4. "Que filha da putice é esta"

    Tenha tento na língua.

    "Afinal este blogue é portista ou contra o SLB?"

    Este blogue é sobre futebol. Ponto final.

    "Habilidosamente meu caro, como é seu apanágio, fala da penalidade e favor do Setúbal, que existe"

    De acordo com as opiniões dos analistas de arbitragem, essa grande penalidade não existe. Atente, por exemplo, ao que diz Jorge Coroado sobre o lance:

    «A haver falta, aconteceu fora da área e cometida por Fucile, não por Otamendi, pelo que o amarelo não se justificou. Se é que foi exibido pela falta.»

    Como vê, a existir aqui um "habilidoso", não serei eu mas sim você, que quer transformar um erro do árbitro em prejuízo do FC Porto num penalty indiscutível.

    "Ou as penalidades não se marcam porque faltam 2 minutos para o final da partida?"

    Os penalties marcam-se em qualquer altura, mas parece-me que até uma criança percebe que, se o árbitro tivesse intenção de beneficiar o FC Porto, nunca assinalaria um penalty no último minuto do jogo, e muito menos num lance que, na melhor das hipóteses, acontece fora da área.

    "Mais dois pontos oferecidos. E falem de túneis que vos fica bem."

    Os dois pontos não foram oferecidos mas sim conquistados frente a uma equipa que deu muito mais luta no Dragão do que o Benfica deu. De qualquer forma, o máximo que estes dois pontos nos possibilitaram foi a reposição da vantagem de 8 pontos sobre o 2º lugar, justamente conquistada ao longo deste campeonato. Já os "túneis" ofereceram ao Benfica a conquista do seu 31º título e a possibilidade de participar na Liga dos Campeões na qual deixou mais uma triste imagem do futebol português aos olhos da Europa. Coisas bem diferentes em importância e dimensão, não lhe parece?

    P.S. - Agradeça ao Lyon o favor que fez ao Benfica. Não fossem os franceses empatarem com o Hapoel e o "mais grande do mundo" nem à Liga Europa iria, tal o descalabro da sua participação na Liga dos Campeões. Como sempre, anda o FC Porto a conquistar pontos para Portugal e o Benfica a desbaratá-los de forma infantil.

    ResponderEliminar
  5. E que tem você a ver com o Lyon seu obcecado pelo Benfica?
    Veja, reveja, como o seu clube tem ganho títulos em Portugal que lhe permitem ir à Champions e sinta vergonha.

    ResponderEliminar
  6. "E que tem você a ver com o Lyon seu obcecado pelo Benfica?"

    Como cidadão português, tenho todo o direito de me sentir enxovalhado pela triste imagem que o Benfica deu do meu país nas competições europeias. Infelizmente, este é o resultado que se podia prever quando o clube da Luz ganhou o campeonato da época passada graças a todo um conjunto de estratagemas mafiosos que visaram condicionar a competição e viciar a verdade desportiva em favor do SLB. Mas a verdade é como o azeite, vem sempre ao de cima, e agora se vê a diferença de valor entre o FC Porto, que dignifica a imagem do país no estrangeiro, e o Benfica, que só nos faz passar vergonhas.

    ResponderEliminar
  7. Ah, e já agora, ontem vi no programa Trio d'Ataque o penalty cometido pelo David Luiz e até me deu vontade de rir. Como é possível o árbitro deixar passar em claro um penalty daqueles??? E os benfiquistas ainda têm o descaramento de se fazerem de vítimas das arbitragens??? Que falta de vergonha!!!

    ResponderEliminar
  8. Continua a sua doença meu caro.
    Você desfaz-se em desculpas esfarrapadas de que este blogue é sobre futebol e pela constatação daquilo que escreve é, claramente visto que este é um blogue anti-benfica.
    Mas fica-lhe bem defender as suas cores. Não venha é insinuar que o Benfica a época passada ganhou algo com os túneis. Essa é uma mentira descarada para quem tem, não para si, um certo distanciamento em relação aos factos. Em Braga o esquema foi provocado pelos jogadores bracarenses à entrada do túnel e não houve até hoje nenhuma imagem que comprove o contrário. Cardozo foi castigo porque razão?
    Benfica vs Porto, ninguém provocou Fernando, nem Hulk, nem Sapunaru. Isso foram apenas balelas postas a circular pelo seu clube para se armarem em vítimas. E mesmo que houvesse provocações, esses jogadores mostraram exactamente de que massa são feita.
    Vocês gostam de lançar a mentira, vocês gostam de provocar, de hostilizar, de rebaixar e defendem um clube que, todos sabem, tem ganho a maioria dos campeonatos à sombra de benefícios dos árbitros.

    Jorge Coroado que você aponta, não foi um dos que testemunhou que um seu colega, árbitro, não teve coragem de expulsar jogador do Porto nos minutos iniciais de um jogo para que saísse vivo do estádio?

    Meu caro, de regras de futebol já deu para entender que você não percebe. O pénalti a favor do Setúbal, contra o Porto, existe. Inicialmente a falta do Fucille é fora da área, agarrou e largou. O árbitro deu a lei da vantagem porque o jogador setubalense continuou, francamente na posse da bola. Fucille, dentro da área, voltou a segurar o adversário pelo ombro. Logo, existe falta e o árbitro não vai marcar fora, pois tinha dado a lei da vantagem.
    "...se o árbitro tivesse intenção de beneficiar o FC Porto...", porque não ousa falar do pénalti assinalado a favor do Porto?

    Por último ria-se, genuinamente, com o pénalti não assinalado ao David Luis, pois também nós, os outros, nos temos vindo a rir desde o início da época com as arbitragens em favor do Porto.

    Já que se orgulha de ser português, o que duvido, (tem mais inclinação para o portoguês incendiário), em jeito de conclusão lembro-lhe que a primeira vez que o Porto passou à fase de grupos da Liga dos Campeões foi em 1993/94.

    ResponderEliminar
  9. «Vocês gostam de lançar a mentira, vocês gostam de provocar, de hostilizar, de rebaixar e defendem um clube que, todos sabem, tem ganho a maioria dos campeonatos à sombra de benefícios dos árbitros»

    nem mais, anónimo das 20:23, de 08 de Dezembro. nem mais.

    essas palavras foram na mouche
    acredito que as tenhas escrito com um cachecol do slb ao pescoço e o pensamento na história recente do teu clube.

    ps: meu caro "O FCP é o maior, car@go!"
    persiste em dar voz a quem o fel que exala tolda o pensamento.
    e o caríssimo ainda se dá ao luxo de lhes responder, e com a cortesia, simpatia e boa educação do costume.
    acredite que eu - que já me dei a esse trabalho - esgotei a minha paciência. é que não adianta. tenho para mim que se nem todos os benfiquistas são estúpidos, todos os estúpidos são benfiquistas.
    e se dúvidas houver basta ler as anónimas (logo cobardes) alarvidades que os «gloriosos» teimam em colocar neste espaço que se quer (e deseja) azul-e-branco para perceber que não estou errado.

    desculpe este meu desabafo.
    abraço

    ResponderEliminar
  10. Não posso deixar de responder a uma afirmação do penta1975 que é, no mínimo, despropositada e hilariante. "(logo cobardes)", pois seja. E se for, é exactamente a mesma arma que os senhores usam, a cobardia, porque estamos em idênticas circunstâncias. Ou penta é nome de gente?!
    E sobre o fel que exala o pensamento, o que tenho a dizer é tão simples, mas evidente, que decerto não deixa dúvidas a ninguém:
    - Já o SLB era gente quando o FCP gatinhava. Ou seja, já o Benfica tinha disputado algumas finais da Taça do Campeões. Campeões, sim senhor! Já o Benfica tinha ganho imensos títulos. Logo, não percebo quem invejava quem.

    Por último meu caro, relembro-lhe a entrevista de Ricardo Costa onde ele diz que o Porto odeia o Benfica.

    P.S. Faça o favor de dizer, quando e onde ofendi.

    ResponderEliminar
  11. "pela constatação daquilo que escreve é, claramente visto que este é um blogue anti-benfica."

    Você diz-se adepto de um clube que tem um canal oficial no qual são feitas constantes alusões ao FC Porto, na sua maioria críticas, insultuosas ou jocosas, sem que tal mereça, da parte dos seus sócios e adeptos, qualquer comentário. Por esse motivo, e enquanto o Benfica permitir que a BenficaTV prossiga nessa linha editorial anti-desportiva e provocatória, parece-me ridículo que um adepto benfiquista possa pensar que tem autoridade moral para vir tecer qualquer tipo de acusação ou crítica ao meu blogue.

    "Não venha é insinuar que o Benfica a época passada ganhou algo com os túneis."

    Tal como eu afirmei aqui na devida altura, é evidente que qualquer clube que termina o campeonato no primeiro lugar merece sempre ver reconhecido o seu mérito desportivo e o Benfica não será excepção. No entanto, tal como é exigido a todos os adeptos, portistas e não só, o desportivismo de reconhecer o mérito do Benfica, também se exige que os adeptos benfiquistas demonstrem a lucidez de reconhecer que ocorreram, ao longo da época passada, todo um conjunto de situações altamente atentatórias para a verdade desportiva que mereciam, não apenas o simples repúdio e condenação da parte de todos os que se preocupam com a transparência no futebol, mas também a intervenção das autoridades no sentido de ver apuradas as verdadeiras intenções de quem foi responsável por tais situações.
    Você começou por chamar-me doente, mas então eu pergunto: não serão os verdadeiros doentes aqueles que, mesmo perante as evidências que apontam para o viciamento da verdade desportiva, se mostram incapazes de reconhecer que o Benfica teve o seu percurso altamente facilitado por factores externos às quatro linhas?

    ResponderEliminar
  12. "Benfica vs Porto, ninguém provocou Fernando, nem Hulk, nem Sapunaru."

    Basta uma leitura atenta do próprio acórdão da CD, no qual é referida a existência de "um quadro de provocação aos jogadores do FC Porto montado pelos stewards" para perceber que, se há aqui alguém que se desdobra em desculpas esfarrapadas, é você mesmo.

    E mesmo que houvesse provocações, esses jogadores mostraram exactamente de que massa são feita.

    Todas as semanas nós vemos de que massa são feitos os jogadores do SLB, os quais não conseguem passar um único jogo sem agredirem um adversário com pontapés, socos ou cotovelas, e não consta que algum tenha sido suspenso por 3 meses, tal como aconteceu ao Hulk. Tal facto põe a nu a intenção de Ricardo Costa de aplicar um castigo que, de uma forma ostensiva, interferisse directamente com o normal desenrolar do campeonato, obviamente com beneficio directo para o SLB. E eu já nem falo do Vandinho, suspenso por 3 meses por uma mera "tentativa de agressão", porque então a situação atinge contornos de ridículo...

    "Vocês gostam de lançar a mentira, vocês gostam de provocar, de hostilizar, de rebaixar"

    Você está claramente a olhar-se ao espelho, já , se há clube em Portugal que vive da mentira e da provocação é precisamente o Benfica. Aliás, é você quem dá um tiro no próprio pé ao vir, logo a seguir, acusar o FC Porto de só ganhar à custa dos árbitros. Que outro nome terá isso senão mentira e provocação?

    "e defendem um clube que, todos sabem, tem ganho a maioria dos campeonatos à sombra de benefícios dos árbitros."

    Dentro de dois anos, completar-se-á meio século desde que o Benfica ganhou um troféu internacional e este ano perfazem 20 anos desde a última vez que pôs os pés numa final europeia. Isto significa que a maioria dos adeptos benfiquistas nunca viram o seu clube ganhar nada de jeito e os mais jovens nem sequer se lembram de o ver numa final, o que destrói por completo a fachada de grandeza fictícia que se criou em torno do clube lisboeta. Perante este facto, é natural que os adeptos, que apoiam o Benfica apenas porque foram induzidos para tal pelos seus progenitores, sintam uma frustração galopante a cada ano que passa, principalmente quando vêem os seus principais rivais conquistarem tudo o que há para conquistar a nível nacional e internacional. Tal frustração traduz-se na perda de discernimento e de realismo, daí que o discurso das arbitragens não passe de um bode expiatório, ou seja, uma tentativa desesperada de disfarçar a incompetência de um clube que tem vergonha em assumir a sua própria realidade actual.

    ResponderEliminar
  13. Jorge Coroado que você aponta, não foi um dos que testemunhou que um seu colega, árbitro, não teve coragem de expulsar jogador do Porto nos minutos iniciais de um jogo para que saísse vivo do estádio?

    Sim, foi. Foi também aquele que denunciou publicamente um ataque perpetrado por adeptos benfiquistas que o ameaçaram com uma pistola apontada à sua cabeça. E é precisamente pela coragem de dizer aquilo que sabe, doa a quem doer, que eu, de uma forma geral, respeito a sua opinião.

    "O pénalti a favor do Setúbal, contra o Porto, existe."

    Tal como eu lhe disse, aquilo que eu transcrevi aqui foi a opinião do Jorge Coroado que, convenhamos, percebe mais de regras do que eu e você. Ou você julga que é dono da verdade e que sabe mais do que os outros todos???


    "...se o árbitro tivesse intenção de beneficiar o FC Porto...", porque não ousa falar do pénalti assinalado a favor do Porto?

    O penalty a favor do Porto não existe, foi efectivamente um erro do árbitro. Mas eu repito aquilo que escrevi: um árbitro que pretenda beneficiar uma equipa com certeza não irá assinalar um penalty a um minuto do final do jogo com o resultado em aberto. Até uma criança percebe isto, mas você dá mostras de não entender.


    "também nós, os outros, nos temos vindo a rir desde o início da época com as arbitragens em favor do Porto."

    Aposto que também se deve ter rido com a arbitragem do João Ferreira no jogo da Supertaça em que o árbitro poupou a expulsão a QUATRO jogadores do Benfica, permitindo assim que o clube lisboeta entrasse no campeonato com todos os seus jogadores disponíveis. Também se deve ter rido quando o árbitro fez vista grossa ao penalty do Saviola no Dragão, poupando-vos assim a humilhação de se verem goleados por meia-dúzia de golos. E mais ainda se devem ter rido com a arbitragem do Jorge Sousa em Alvalade, que fez tudo o que estava ao seu alcance para prejudicar os Dragões, permitindo assim ao SLB reduzir a distância para o 1º lugar. Sabe como se chama a isso na minha terra? Hipocrisia!

    ResponderEliminar
  14. "Que filha da putice é esta, e perdoem-me as palavras, que nunca são capazes de se defenderem sem falarem do Benfica."

    "Faça o favor de dizer, quando e onde ofendi."

    Pior do que a má educação é a hipocrisia de quem se mostra incapaz de se responsabilizar pelos seus próprios actos e palavras.

    ResponderEliminar
  15. Caro Penta, antes de mais, não precisa de pedir desculpa pelos seus desabafos porque, tal como lhe disse antes (e reitero), as suas participações serão sempre bem vindas neste blogue.
    Quanto ao assunto que aborda, lamento ter de lhe dizer que discordo da sua opinião e vou explicar-lhe porquê: a pior coisa que uma pessoa que sofra de cancro pode fazer é ficar sentada à espera que ele se cure por si só, pois isso será a sua condenação à morte. Da mesma forma, não será ficando calados perante os constantes ataques que o nosso clube sofre da escumalha que domina a comunicação social lisboeta que seremos capazes de acabar com a manipulação da informação e da verdade em função dos interesses mesquinhos da Capital. E é por esse motivo que, na medida do que a minha vida profissional e familiar me permite, terei sempre uma resposta a dar, principalmente àqueles que, como este anónimo, me tentam impingir o discurso bafiento do costume, querendo convencer-me de que o seu patético clube, que enxovalha constantemente o nome de Portugal com as suas miseráveis prestações desportivas e as suas deploráveis atitudes irresponsáveis e criminosas, só não é campeão graças à influência das arbitragens.
    Eu compreendo que os níveis de frustração da massa adepta do Benfica atinjam, ano após ano, níveis cada vez mais elevados, o que pode levar qualquer ser humano ao desespero, mas esta gente tem de compreender que essa é apenas a consequência lógica do caminho que decidiram seguir.
    Não admito nem permito que o meu clube sirva como bode expiatório para disfarçar a mediocridade e incompetência alheia e muito menos como saco de pancadas para descarregar a frustração de quem se mostra incapaz de lidar com as suas próprias fraquezas e limitações. Como tal, não só não me calarei, como apelo a você e a todos os portistas que visitam este blogue para que não deixem de se manifestar.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  16. @ meu caro "O FCP é o maior, car@go!"

    compreendo e respeito a sua posição. eu é que já me cansei. para mim, não adianta: eles é que se julgam os iluminados e todos os outros são tudo menos «gloriosos».
    com atitudes assim, fica difícil falar sobre Futebol - sendo a sua caixa de comentários o exemplo perfeito desse autêntico (porque real) diálogo de surdos.

    abraço

    @ anónimo das 13:34 de 11-12-2010

    1)
    para compreender a minha afirmação terá que, antes de tudo, perceber a diferença entre um registo de um perfil no Blogger e da publicação de um anónimo comentário - e não me refira que basta um e-mail, pois sabemos que podemos "comentar" colocando um e-mail fictício.
    só esta situação basta para apelidar - e reafirmar - que todos os comentários anónimos são cobardes e partem de cobardolas - nunca de Homens -, no sentido em que "lançam a pedra e escondem a mão".

    2)
    tem toda a razão: "penta1975" não é um «nome» mas um nickname ou alcunha. a diferença é que aquela identifica-me num sítio registado, responsabilizando-me por tudo o que escreva. já as suas alarvidades passam impunes.

    3)
    «Já o SLB era gente quando o FCP gatinhava. Ou seja, já o Benfica tinha disputado algumas finais da Taça do Campeões. Campeões, sim senhor! Já o Benfica tinha ganho imensos títulos. Logo, não percebo quem invejava quem»
    de facto, aos benfiquistas só resta o argumento do nr. total de títulos que possui no futebol profissional e das finais que disputou - principalmente num tempo eu que eu ainda não era nascido, pelo que não posso discorrer sobre tal assunto (dado que nasci em 1975) e apesar de reconhecer que existiu (dado que tenho a RTP Memória). já sobre o reconhecimento do passado glorioso do meu clube do coração por parte da esmagadora maioria dos adeptos benfiquistas - e num tempo em que já existiam televisores a cores em todo o território nacional - estamos conversados, não é?
    é efectivamente um caso para lhe reconhecer razão (mais uma vez: a terceira, veja lá!) quando escreve «não percebo quem inveja quem».


    4)
    sobre a entrevista do Ricardo Costa: sabe muito bem que o inverso também é verdade (que há benfiquistas que odeiam o FC Porto). onde está o seu "lamento" sobre tal situação? pois...

    5)
    por último: veja lá que já é a terceira vez que lhe dou razão em (apenas) dois comentários meus.
    já o sr. é incapaz de o fazer num só, o que não deixa de ser sintomático do que é actualmente o espírito desportivo do (se) ser benfiquista - na senda do que (também) consideram de «verdade desportiva».

    ResponderEliminar