sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A equipa da moda

Na sequência da vitória do FC Porto em Sevilha, fiquei curioso por saber a opinião da imprensa espanhola sobre o jogo e principalmente sobre a nossa equipa. Por conhecer bem a mentalidade dos "nuestros hermanos" e a sua típica arrogância de quem só sabe olhar para o seu próprio umbigo, já esperava encontrar comentários extremamente cáusticos, principalmente sobre o árbitro escocês a quem os sevilhanos não pararam de contestar durante os 90 minutos. No entanto, os comentários que li sobre o Porto surpreenderam-me pela positiva. A título de exemplo, destaco aqui alguns excertos de A MARCA, um dos maiores jornais desportivos de Espanha:

«A equipa de Manzano ofereceu um golo, o do 1-2, que se prevê decisivo para o desfecho da eliminatória, porque, concordarão comigo, marcar dois golos a este Porto no seu reduto será pouco menos do que tentar escalar o Evereste sem oxigénio. Pode-se fazê-lo, mas o mais provável é fracassar.»

«O Sevilha jogou cara a cara com um Porto que demonstrou por que motivo é uma das equipas da moda na Europa. Perfeitos na defesa e letais no ataque, os portugueses sacaram petróleo das sua escassas ocasiões de golo e construíram um muro diante de Helton que só Kanouté conseguiu derrubar.»

«Há que seguir o autor do primeiro golo, Rolando, e o argentino Otamendi, que frustraram numerosas jogadas vermelho-e-brancas. Dois centrais que estarão brevemente na agenda de muitos clubes grandes.»

Para além dos artigos jornalísticos, é interessante ler também alguns dos comentários dos adeptos. Muitos relembram o polémico anúncio publicitário que o Sevilha publicou antes do jogo com o Real Madrid em que, em perfeito português, diziam que iam deixar José Mourinho sem o título.

«Agora percebemos por que motivo escreveram em português», afirma um adepto em tom irónico.

1 comentário:

  1. Bom dia,

    Ontem fomos felizes no resultado, mas fizemos por merecer.
    Lutamos imenso e defendemos bem a nossa baliza.
    Helton e Rolando foram imperiais. Otamendi, Sapunaru e Fucile fizeram um excelente jogo.

    Fernando, Belluschi e Moutinho lutaram bastante. James demonstrou alguma falta de experiência, e Varela e Hulk tentaram sempre desequilibrar.

    O Porto entrou bem em cada uma das partes do jogo, e criou oportunidades de golo, marcando numa de bola parada por Rolando.
    Após o golo do empate do Sevilha, que deveria ter sido invalidado por falta de Kanouté sobre Otamendi, o Sevilha encostou-nos às cordas e tivemos de saber defender, e conseguimo-lo e bem.

    Com a entrada de Guarin reequilibramos o jogo, e com o Sevilha todo balanceado para o ataque, num contra-ataque marcamos o golo da vitória.

    Foi um excelente resultado, mas na segunda mão temos de estar atentos, pois o Sevilha nada tem a perder, e conta com excelentes jogadores.

    Abraço

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar