sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Sport Lisboa e Batota I

Ainda está para nascer o dia em que o Sport Lisboa e Batota conseguirá vencer um jogo de forma limpa. Hoje, em jogo a contar para a Taça de Portugal, a equipa lisboeta beneficiou de um penalty ridículo graças a uma simulação grosseira de Nolito e à preciosa colaboração do árbitro Paulo Baptista que não quis ficar de fora do lamentável espectáculo teatral. A "piscinada" é de tal forma evidente que não seriam sequer necessárias as repetições televisivas para detectar a batota do espanhol, mas nem assim será de prever qualquer sanção, quer para o jogador, quer para o árbitro, ou não estivessem em causa os interesses do sempre protegido Benfica.
Num país de brincadeira como o nosso, em que as autoridades fazem flutuar os seus critérios em função dos interesses postos em jogo, é de esperar que os encarnados prossigam impunemente com os seus "mergulhos" nas áreas dos adversários, já que os jogadores do FC Porto são os únicos que podem ser castigados por simulação de penalties em Portugal. Cada vez mais se comprova que o castigo de Lisandro Lopez foi encomendado.
Quis o destino que o Marítimo repusesse a verdade desportiva, lançando, com toda a justiça, o Benfica (e o Paulo Baptista) pela borda do Caldeirão. No entanto, nem sempre os deuses do futebol são tão justos nas suas intervenções, tal como aconteceu, por exemplo, quando João Capela fez vista grossa à placagem de Jardel sobre Onyewo no clássico disputado na Luz há poucos dias atrás. Apesar de já aqui ter manifestado a minha discordância com a adopção de meios audiovisuais na apreciação dos lances duvidosos, tenho de reconhecer que tal medida pode ser mesmo imprescindível para garantir a transparência no futebol. Isto, obviamente, perante a incapacidade (ou desinteresse) demonstrada pelas entidades competentes para acabar com a fantochada a que se vai assistindo sistematicamente nos jogos do SLB.

P.S. - Veremos se, desta vez, Jorge Jesus conseguirá ver a simulação do seu jogador "no online".

5 comentários:

  1. Mantive-me em silencio meses a fio, tal como de resto o autor deste blog, passando a travessia no deserto do FCP sem praticamente esbocar qualquer comentário, com (pelos vistos) uma ou duas críticas destrutivas ao seu treinador e sem aproveitar este espaco para uma discussão ponderada sobre os porquês da baixa de forma da sua equipa. De resto, este espaco encontra-se já moribundo, sobrevivendo à custa de espasmos esporádicos de quem aqui escreve, mas com pouca (quase nula) discussão ou comentários dos seus companheiros portistas. Está votado ao esquecimento, e ainda bem. O meu ultimo post aqui serve precisamente para me congratular por este facto, uma vez que estes dois ultimos posts só confirmam a razao de existir deste espaco: o alimentar de um ódio irracional, faccioso e radical em relacão a uma Instituicão e equipa adversária. Toca o religioso esta obsessão, de tal forma que só uma derrota da equipa de Jesus conseguiu o milagre de ressuscitar este espaco, morto que estava. Que Nolito simula o penalty, não restam quaisquer dúvidas. Que outros iguais ou muito parecidos florescem pelos campos deste país e do mundo, também não. Quanto ao fair-play da treta de Jorge Jesus, ele próprio já o admitiu. Pode ter muitos defeitos (e tem) mas aqui não enganou ninguém. Não é bonito e enquanto benfiquista não me agrada, mas aquilo que ali se vê é tão velho como o próprio futebol, e é praticado por todos sem excepcão. Tenho muito menos paciência para virgens ofendidas do que para treinadores broncos. Tão de rastos andava este espaco que lhe bastaram estes dois pseudo-eventos para inflamar os espíritos, ultimamente em gelo, cortesia do vosso Vitor Pereira. De resto toda a blogosfera portista tratou de espalhar esta mensagem desde ontem, movendo-se como uma massa amebóide e acéfala, como quem recita de cor o texto papal pelos Facebooks deste mundo. Para quem tanto acusa os benfiquistas de carneirada, estão muito bem servidos.

    Já agora, veja bem o lance do jogo com o Sporting, e perceba que é o defesa norte-americano que com a sua mão esquerda prende o braco de Jardel e se atira para o chão. Eu sei que pedir-lhe isencão e racionalidade é o mesmo que pedir a uma crianca de 2 anos que faca cálculo integral, mas pelo menos reveja mais uma vez aqui, sff: http://www.youtube.com/watch?v=rs9XiNnWeJA

    Publique se quiser, a mim tanto me faz.

    ResponderEliminar
  2. 1) Antes mais, agradeço o seu comentário. Apraz-me verificar que, apesar da reduzida actividade, o blogue continua a receber a visita diária de dezenas de pessoas em busca de novidades. Essa é a melhor prova de que as minhas mensagens continuam a chegar aos destinatários.

    2) Nesta altura de crise que o nosso país atravessa, é natural que as pessoas se vejam obrigadas a estabelecer prioridades, dando primazia à família e ao trabalho em detrimento do lazer. Por esse motivo, sendo este blogue um passatempo, tive de o remeter para segundo plano, ainda que não me passe sequer pela cabeça acabar com ele.

    3) Antes de escrever os meus dois últimos posts, os três textos anteriores, intitulados "Ok, chega!", "Terminou a novela Mangala" e "Nojo!", foram estritamente direccionados para o FC Porto. Ora, pela sua ordem de ideias e atendendo às duras críticas que fiz nesses mesmos posts, poderíamos então concluir que este blogue tem por objectivo alimentar ódios contra o FC Porto e seu treinador, o que não passaria de um disparate, como facilmente se pode perceber.

    4) Eu próprio, como autor deste blogue, sou o primeiro a lamentar a reduzida participação das pessoas que diariamente aqui passam, mas eu diria que esse é um problema extensível a todos os blogues, salvo raríssimas excepções. No caso da blogosfera portista temos o feliz exemplo do Reflexão Portista. Já na blogosfera encarnada, temos o caso do Antitripa, esse sim, verdadeiramente fanático e doentio, criado expressamente para insultar, difamar e inflamar os ânimos contra o Porto (clube e cidade), que goza da participação diária de dezenas de benfiquistas, ávidos de aí alimentarem os seus ódios. Se o Jota fosse uma pessoa séria, talvez devesse preocupar-se em condenar esse tipo de antros onde se junta toda a escumalha afecta ao seu clube, antes de vir criticar os blogues portistas cujo civismo não é, nem de perto nem de longe, comparável.

    5) Não deixa de ser curioso que o Jota, perante a evidência das imagens que sustentam os meus últimos textos, se tenha preocupado mais em criticar o simples facto de eu os ter publicado aqui, do que com os conteúdos dos mesmos. Por outras palavras, por muito que assuma a simulação do Nolito e a atitude antidesportiva de Jesus, prefere condenar o simples acto da denúncia de tais actos do que em condenar quem os praticou, o que, só por si, diz tudo da sua honestidade. E depois mostra-se muito ofendido quando lhe dizem frontalmente que pertence a um imenso rebanho...

    6) Todos sabemos que jogadores que simulam há muitos e em todos os clubes, sem excepção. Mas sabendo que em Portugal a única simulação que deu azo a uma suspensão foi a do Lisandro Lopez, fruto da pressão inadmissível do Benfica e da preciosa colaboração da máfia que se movimenta nos corredores da Liga, teremos sempre total legitimidade para denunciar a impunidade de que goza o clube da Luz.

    Passe bem.

    ResponderEliminar
  3. O ângulo da TV não mostra se de facto o jogador foi tocado ou não. Mas o árbitro, que nem é benfiquista, estava mesmo por detrás. Não acho que tenha inventado. Temos de dar o benefício ao árbitro até haver um câmara que tenha filmado o lance por detrás. Se quisermos ser honestos, claro está.

    ResponderEliminar
  4. "O ângulo da TV não mostra se de facto o jogador foi tocado ou não."

    Falso. As imagens disponíveis mostram o lance em dois ângulos e em nenhum dos casos se vê qualquer toque. Há que admitir que o Nolito simulou o penalty e o árbitro deixou-se enganar pelo teatro do jogador espanhol. Se quisermos ser honestos, claro está.

    ResponderEliminar
  5. O Porto é o maior, admiro a tua paciencia pá. Se fosse eu já tinha posto esse lampião no olho da rua. Então o gajo está fodido por causa do pessoal falar sobre a simulação do nolito e das táticas de queimar tempo do jesus. Esse fascista deve achar que ainda estamos no tempo do salazar em que havia censura e ninguém podia falar dos podres do benfica sem ter a pide a morder-lhe nas pernas.
    Continua o bom trabalho, eu gosto muito deste blogue e passo aqui praticamente todos os dias para ver se há novidades. Grande abbraço.

    ResponderEliminar