sexta-feira, 9 de março de 2012

Árbitros metem o rabinho entre as pernas

Na última edição do programa Trio d'Ataque, Rui Oliveira e Costa pôs o dedo numa ferida que a imprensa, cobardemente, se recusa a denunciar. Sem papas na língua e sem permitir que o pivot do programa o interrompesse, o representante leonino comparou as recentes acusações do treinador benfiquista ao árbitro-auxiliar que ajuizou mal o lance do 3º golo do FC Porto na Luz, com o caso anterior que motivou a recusa dos árbitros em arbitrar jogos do Sporting. A diferença de postura dos juízes em ambos os casos é de facto gritante e Rui Oliveira e Costa não tem dúvidas em afirmar que os árbitros "armam-se em valentões" frente ao Sporting, mas "baixam a bolinha" e "metem o rabinho entre as pernas" quando são afrontados pelo Benfica. 


Infelizmente, não são apenas os árbitros a demonstrar subserviência ao clube da Luz. Também a Comissão Disciplinar fechou os olhos, não apenas às graves declarações de Vieira e de Jesus, mas também ao lamentável espectáculo protagonizado por Rui Costa no túnel da Luz, em que, como as imagens documentam, não faltaram os insultos e as ameaças dirigidas ao delegado da Liga. Por muito menos do que isto já foram outros dirigentes severamente punidos, incluindo Antero Henrique, recentemente suspenso por um mês na sequência de uma acesa troca de palavras no final do jogo do FC Porto com a União de Leiria. Estamos assim perante mais um caso de gritante dualidade de critérios da justiça desportiva, que persiste em actuar com dois pesos e duas medidas em função da cor clubística das pessoas envolvidas.

Sem comentários:

Enviar um comentário