quarta-feira, 21 de março de 2012

Fico à espera mas...sentado!

Que engraçado... por que será que agora já não lhes apetece falar em foras-de-jogo? 
Há duas semanas atrás, a propósito do 3º golo do FC Porto na Luz, reconheci aqui a ilegalidade do lance por claro adiantamento de Maicon no momento da marcação do livre. Fico agora à espera para ver se algum dos adeptos do Benfica que, após o jogo de ontem, me escreveram uma série de mensagens com impropérios e acusações de falta de isenção, terá agora a verticalidade e a nobreza de carácter para reconhecer também que este fora-de-jogo, assinalado ao ataque do FC Porto aos 87 minutos, constituiu um erro do árbitro com influência directa no resultado. Fico à espera mas sentado, pois algo me diz que vou ter de esperar muito...

Aproveito ainda para partilhar as imagens do 2º golo do Benfica com os comentários de Jorge Coroado que me parecem esclarecedores quanto à ilegalidade deste lance específico. Atente-se à táctica de bloqueio dos defesas, ao estilo do futebol americano, que tem sido prática implementada por Jorge Jesus nas equipas por onde passa:
Repare-se ainda que, ao contrário do que Jorge Coroado afirma, o árbitro já está a olhar para trás no momento em que o livre é marcado, pelo que tinha todas as condições para ver o puxão de Luisão a Sapunaru. Isto já para não falar do juiz-de-linha, que devia ter assinalado a infracção e não o fez, talvez porque... não quis.

1 comentário:

  1. Desta vez demorou a seguir o rebanho. Tarda mas nao falha! E depois os benfiquistas é que são as ovelhas...Desta vez até o Vitor Pereira demorou a perceber para que lado tinha que andar. Na flash interview do jogo notava-se-lhe a azia: que a Taca da Liga nao vale nada, que a prioridade é outra, mas nao falou na arbitragem. Entretanto o pastor deu-lhe um berro em publico e o rapaz lá emendou o rumo na conferencia de imprensa.

    Quanto ao fora de jogo a Hulk, parece ser de facto mal assinalado. Se teve influencia directa no resultado? É possível, se bem que como o Hulk estava a jogar também é possível que fizesse uma das suas habilidades e aquilo nao desse em nada. Já agora, igual a este houve pelo menos dois no jogo que ganharam ao Feirense no Dragão, mas desses já nem se deve lembrar (apesar da tempestade tropical que sucedeu o jogo do Benfica na Feira, mas isso sao outros quinhentinhos). Quanto ao jogo do campeonato, que ainda nao comentei aqui: o Benfica comeca a perder esse jogo quando perde em Guimaraes e empata em Coimbra. No proprio jogo, o que mais me irritou foi a forma como sofreu o segundo golo, num contra-contra-ataque, que nao se admite em equipas de alto nível, a ganhar 2-1 e com algum ascendente no jogo. Irrita-me que o Benfica não saiba fazer gestão com bola, e tudo seja ou virado para a baliza ou a defender com 11. Irrita-me que Jorge Jesus não saiba mais. Mas o golo do 3-2 é de facto fora de jogo, e muito sinceramente, é de muito mais facil analise do que este lance do Hulk. É um lance de bola parada e estao dois jogadores do Porto em fora de jogo, e nao apenas o Maicon como se estabeleceu dizer. Se acho que o auxiliar fez de proposito? Quero acreditar que nao. Quero acreditar que os arbitros portugueses sao acima de tudo muito incompetentes para todos os lados, e nao necessariamente corruptos. Entre Benfica e Porto, deve estar ela por ela. Depois cada qual chora quando perde e esquece quando ganha. Ou em casos crónicos de certos adeptos, chora sempre, porque isso já é um modo de estar mais do que um estado de alma.

    Jorge Coroado, como já lhe disse, é do mais básico anti-benfiquismo. Repetiu esta análise no Tribunal d'O Jogo, que já vi aqui várias vezes citado quando interessa. Ainda assim, a sua opinião é válida. Como são as dos restantes membros do painel... Esses curiosamente não foram para aqui chamados. Coerência e a imparcialidade, imagem de marca aqui do estaminé...

    Podia ter falado de como o Porto só existiu durante 20 minutos neste jogo. Que nao soube matar o jogo quando o podia fazer. Que o meio campo estourou completamente a meio da segunda parte. Que o Vitor Pereira nao teve a sorte descomunal (e a ajuda de Jorge Jesus) com as substituicoes suicidas como teve no jogo do campeonato. Que o Porto nao tem um avancado de jeito. Que Hulk nao joga metade do que jogou o ano passado. Que as exibicoes da equipa sao sofríveis (no maximo). Mas não. Aqui trata-se da arte de antagonizar. De vez em quando lá vem um rasgo de autocrítica, mas logo se volta à cartilha.

    O espaco é seu, e escreve o que quiser. Mas já descia uns degraus dessa plataforma de elevada moral e rectidão, onde insistentemente se coloca para julgar o Benfica e os benfiquistas.

    ResponderEliminar