quinta-feira, 6 de setembro de 2012

A gloriosa verdade desportiva

Eu dava o cu e dez tostões para poder ouvir as escutas telefónicas dos cinco elementos que constituem o Conselho de Disciplina da FPF nos últimos sete meses. Nem imagino o tráfico de influências, o jogo de interesses e as pressões exercidas sobre este órgão durante este período e que estarão na origem desta farsa a que alguns, hipocritamente, ainda têm a lata de chamar de "castigo" imposto a Jorge Jesus.
O mais chocante nesta decisão é o facto dela denunciar uma táctica fraudulenta recorrente, uma manipulação óbvia da verdade desportiva feita às claras mas que já não constitui novidade. Também no caso da agressão a Luís Alberto, "Jor'Jasus" foi punido com uma suspensão de apenas 11 dias, convenientemente aplicada de forma a garantir a disponibilidade do técnico encarnado no jogo com o FC Porto (uma situação ainda mais grave se atendermos ao facto do relatório da juíza de instrução, que havia dado como provada a agressão ao jogador do Nacional, ter sido ignorado, no sentido de reduzir drasticamente a pena aplicada).
Não se espere, ainda assim, que este novo escândalo motive qualquer reacção por parte das autoridades de Lisboa. Há muito tempo que, em Portugal, a Justiça só actua a Norte do Mondego e a imprensa da capital não tardará a abafar o caso. Felizmente, um dos homens que mais prejuízo causou ao país pela sua deplorável actuação enquanto Procurador Geral da República está prestes a deixar o cargo, o que constitui uma boa notícia para todos os portugueses. Todos, excepto os benfiquistas, obviamente. Rezemos para que, depois dele, não venha outro ainda pior, a exemplo do que acontece com este Conselho de Disciplina que quase (quase!) nos faz sentir saudades desse ignóbil figurão chamado Ricardo Costa.

P.S. - Tal como o FC Porto salientou no seu comunicado, espero que esta farsa não seja o prelúdio de mais um escândalo, desta vez com o caso Luisão. No entanto, como eu já disse aqui antes, estamos perante o "campeonato das proezas", pelo que não nos admiremos com o que daqui poderá advir.

1 comentário:

  1. E por falar do PGR e do seu "cão de ataque" ao FC Porto, aqui fica mais uma que eles levam para acrescentar ao seu maravilhástico currículo.
    Procurador Geral da República e a sua extremosa equipa de ataque liderada por Maria José Morgado = 0 - Pinto da Costa e FC Porto =(?!) 7 ou 8, já nem sei em quanto vai o resultado.

    É isso e a treta deles que começou aquando das queixas à UEFA e ao xôr platini, querendo eles afastar o FC Porto de uma prova a que estava destinado por direito, encetando desde esse momento um discurso de verdade desportiva (à lá carte) que devia, incentivavam eles, ser propagado não só internamente como no estrangeiro contra as irregularidades evidentes que se passam no futebol português e que favorecem sempre o FC Porto.
    Então e estes recentes acontecimentos relatados neste post mais os castigos errados aplicados a jogadores do FC Porto e SC Braga que (possivelmente) valeram um campeonato ganho (à tangente) por esse clube dos arautos da verdade, e as dividas ao fisco pagas com acções sem cotação, e o seu jogador admoestado com cartão amarelo depois de em frente ao arbitro agredirem com dois pontapés um adversário que está no chão e sem que existe sequer disputa de bola, e uma taça da cerveja ganha com um penalti de todo em todo inexistente?
    Isto, e muitas outras coisas, não seria interessante que toda a Europa e todo o Mundo do futebol soubessem?

    Bem, como isto se passa em Portugal e Portugal é lisboa, o resto é paisagem...
    Até a merda da Casa do futebol a inaugurar em 2015 vai ser construída numa zona do país que está a precisar de visibilidade e investimento... lisboa. Grande Fernando Gomes.

    ResponderEliminar