quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Se tanto gostam de sonhar...

... por que não sonham em grande?


9 comentários:

  1. Sonhar não faz mal a ninguém. Aliás o fcp sonha ser uma equipa ao nível de algumas outras equipas europeias. Claro que são só sonhos enquanto o fcp for detido por portugueses. O mesmo se passa com qualquer clube português detido por portugueses. O dinheiro não sendo tudo no futebol, fala mais alto na maioria das vezes. Mas não deixa de ser coincidência ... não foi em 1943 o celebre 12 a 2 a favor do Benfica?
    Isso nada vale, mas pelo menos o Benfica esteve a 1 golo da ironia postada.

    ResponderEliminar
  2. Em 1943 o mundo estava em guerra e Portugal vivia sob o jugo de uma ditadura fascista. Eram outros tempos, outras realidades. Apesar da crise que agora atravessa, também Portugal evoluiu muito desde então, para bem de todos nós. Infelizmente, ainda há gente saudosista que continua a viver do passado e que se recusa a perceber que há coisas que já não fazem nenhum sentido. Por exemplo, não se compreende que um país que se quer desenvolvido continue a ter 6 milhões de carneirinhos que, em vez de trabalharem e se esforçarem pelo crescimento das suas próprias cidades e regiões, continuem a torcer por um clubezeco de Lisboa, iludidos pela propaganda difundida por uma imprensa intelectualmente corrupta, vendida aos interesses da capital.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pilar fundamental de qualquer campanha propagandista é a generalizacão e simplificacão grosseira, algo que aqui no estabelecimento é prática corrente. A constante colagem do benfiquismo aos problemas do país é um conceito extraordinário. Em que é que um alentejano benfiquista trabalha menos para o seu país e para a sua região do que um alentejano do Lusitano de Évora? E se o alentejano for portista, já não há problema? Quanto muito prejudica o interesse e a competitividade da liga de futebol, mas certamente não prejudica o país. É só futebol, não é o fim do mundo. E nessa massa de 6 milhões (agora já somos 6 milhões) não há espaco a diversidade, não há benfiquistas capazes, benfiquistas honestos, benfiquistas isentos, benfiquistas que fizeram mais pelo país numa vida do que você faria em 10? Você usa quase constantemente este espaco para caracterizar o benfiquismo como o cancro nacional. Não se apercebe no entanto que este blog (como vários outros) funciona ele próprio como uma caixa de reverberacão da propaganda que emana da Torre das Antas, como os ultimos posts são de resto exemplo cabal. Dizem todos o mesmo, seguem a cartilha estabelecida sem um pingo de originalidade. Um rebanho na blogosfera, conduzido habilmente e sem grandes dificuldades pelo Pinto da Costa, um mestre com muitos anos de pastorícia. Um pouco menos de soberba e um bocadinho mais de auto-crítica se calhar não faziam mal. Saia lá do seu alvo pedestal de vez em quando...

      Eliminar
    2. não gostas, não lês.
      simples. prático. directo. salutar.

      (vocês é que são um poço de virtudes, não é? pois está claro...)

      Eliminar
    3. Tenho a certeza que não me viu escrever que os benfiquistas são uma referência em termos de virtudes. Esse é precisamente o meu ponto. Nem benfiquistas, nem portistas, nem sportinguistas nem nenhuma outra massa adepta conquistou, por via das suas atitudes e comportamentos, o direito a essa arrogância. Pelo simples facto que bons e maus há me todo o lado. E as direccões dos clubes defendem os seus interesses seja de que forma for, sem olhar a princípios de ordem moral. Ter a ilusão do contrário é enfiar a cabeca na areia.

      A rivalidade entre clubes leva a que existam sempre tricas, rixas, palavreado pouco abonatório e uma certa dose de irracionalidade que no final de contas caracteriza a paixão por qualquer desporto (ou a paixão, seja la qual for). O que foi escrito no post acima faz parte de um padrão repetido de comportamento (por este adepto e muitos outros) que vai para além disso. É uma pseudo-teoria, perigosa porque se insinua como baseada em factos, que reduz de forma grosseira e ofensiva o todo a apenas uma das partes. É falacioso, uma perversão iniciada há muitos anos por Pinto da Costa, que confunde propositadamente o combate ao centralismo (que eu próprio, não-Lisboeta, defendo) com o combate ao benfiquismo. Torna-se ainda mais irónico quando o propósito do comentário era precisavemente rotular os benfiquistas de "carneiros".

      Quanto ao princípio do "não gostas, não lês" percebo o que quer dizer. Estou a entrar na casa de alguém para comentar, não fui obrigado a ler, não me entrou pelos olhos dentro. Mas eu tinha a impressão que o contraditório era algo salutar, e não o amiguismo, as palmadinhas nas costas ou, uma expressão em voga ultimamente, os "circle-jerks". Julgo de resto que a falta de contraditório é um dos ingredientes para o "carneirismo". Apesar da potencial dureza das palavras, julgo não ter sido ofensivo para com o autor do blog. Ele fará o que entender das minhas palavras: usar, ignorar ou deitar fora.

      Eliminar
    4. conversar sobre futebol com um lampião é tão salutar como andar a dar com a cabeça na parede para que a dor na dita atenue.

      com benfiquistas, o único a que me dou a esse prazer (porque o é) é com Júlio Machado Vaz. é o único. um Senhor. deveria ser um exemplo para muito boa gente, a começar pelo lampião de Paredes que está na rtp e protegeu o gordo gobern de uma forma que... enfim...
      os restantes cinco milhões, novecentos e noventa e nove mil, novecentos e noventa e nove bem podem espernear. tenho-lhes desprezo
      (não me leve a mal, pois não o conheço, mas é o que penso. e basta insultar o meu clube do coração para me sentir insultado. exemplo: «Um rebanho na blogosfera, conduzido habilmente e sem grandes dificuldades pelo Pinto da Costa, um mestre com muitos anos de pastorícia»)

      méééé
      (i.e., "disse")

      Eliminar
  3. «mas pelo menos o 5lb esteve a 1 golo da ironia postada»

    este é um dos (muitos) problemas dos lampiões: vivem num mundo à parte, demasiadas vezes fantasioso, quase sempre identificado com o mundo plausível dos "ses" (se isto, se aquilo, se aqueloutro).

    pois no "caso" em apreço, esteve perto mas não o conseguiu.
    temos pena. fica para a próxima.
    (e continue a mandar postais)

    ResponderEliminar
  4. Não é por mero acaso que o sr. Bacalhau com belgas tem por hábito comentar neste blogue afecto ao FC Porto. Fá-lo porque sabe que este autor aceita a sua participação e lhe reconhece o direito de opinião. Fá-lo porque sabe que este autor se rege por valores de civismo e que nunca lhe responderá com insultos, confundindo aquilo que deve ser uma discussão meramente do âmbito futebolístico com ataques de índole pessoal. Fá-lo porque sabe que goza aqui de uma posição privilegiada de que o próprio autor não usufrui nos blogues encarnados, onde o simples facto do seu nickname ser afecto ao FC Porto é motivo suficiente para que os seus comentários sejam apagados e a sua presença segregada. Mas, apesar de saber tudo isso, o sr. Bacalhau com belgas não se coibe de forjar argumentos para comparar a minha postura com aqueles que, a coberto de uma visão fanática e doentia do futebol, aqui vêm permanentemente insultar e ameaçar a integridade física, minha e dos meus familiares.
    Acusa-me de generalizar em demasia o comportamento destes pobres de espírito, confundindo-o com a filosofia do próprio clube lisboeta em nome do qual alegam actuar, mas, para além de se demarcar desse comportamento, o que faz o sr. Bacalhau com belgas? Condena esse comportamento com a mesma frontalidade com que condena a minha mensagem? Critica os seus blogues com a mesma veemência com que critica o meu? Claro que não. Para tal seria precisa uma coragem que o sr. Bacalhau com belgas não possui, já que ele próprio bem sabe que, aos olhos desses energúmenos, qualquer pessoa que ouse afrontar os seus interesses e contrariar a sua visão distorcida dos factos torna-se automaticamente um inimigo a soldo do Pinto da Costa. Afinal, será sempre mais fácil vestir o papel de pseudo-moralista num blogue rival onde é respeitado, do que arriscar a pele junto dos seus próprios correlegionários, não é mesmo?

    ResponderEliminar
  5. Blog muito bom!!
    http://dragaocomrazao.blogspot.pt/

    Aqui fica o meu se pretender fazer troca de links! SOMOS PORTO!!

    ResponderEliminar