quarta-feira, 5 de junho de 2013

O garoto amuou

O Sporting, em comunicado oficial divulgado hoje, fez saber que cortou relações institucionais com o FC Porto, alegadamente por causa de uma discussão que aconteceu entre o presidente Bruno de Carvalho e o administrador da SAD portista Adelino Caldeira momentos antes da final da Taça de Portugal de andebol.
Antes de mais, condeno a atitude de Adelino Caldeira que, encontrando-se em representação do FC Porto, não deveria ter abordado o presidente leonino da forma como fez. Mesmo que  tivesse motivos para tal, a atitude, o momento e o local foram totalmente inadequados. No entanto, lamento muito que os leões tenham tomado uma posição tão radical por motivos tão fúteis. Afinal, compreende-se que um dos maiores clubes portugueses, uma instituição centenária com enorme responsabilidade no panorama desportivo nacional, corte relações com um dos seus pares só por causa de um arrufo entre dois dirigentes? Será que Bruno de Carvalho se julga tão superior ao clube a que preside que coloque os seus próprios amuos acima dos interesses institucionais? Será que amanhã também irá cortar relações com a RTP devido às caricaturas que lhe foram feitas no programa humorístico "Anticrise"? Enfim, ridículo e lamentável, é o mínimo que se pode dizer.

Sem comentários:

Enviar um comentário