quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Ensaio sobre a cegueira

Ficamos hoje a saber que o árbitro Bruno Esteves não viu os incidentes entre Jorge Jesus e a polícia no final do jogo entre o Benfica e Vitória de Guimarães, omitindo-os do relatório do jogo. Os seus dois auxiliares e o quarto árbitro também não viram nada. Paulino Carvalho e Carlos Santos, os dois delegados da Liga presentes no estádio, também não viram nada. E como se tudo isto não fosse suficientemente estranho, Emídio Fidalgo, responsável da Liga pela nomeação dos delegados que, como as imagens televisivas demonstram, estava bem no epicentro da confusão, também nada viu.
Com tanta cegueira junta, começo a ficar preocupado. É que, se o jogo tivesse sido transmitido pela BenficaTV, o mais provável é que a doença se tivesse alastrado a Portugal inteiro, já que é pouco provável que as imagens dos incidentes chegassem aos nossos olhos.

P.S. - Na sequência do castigo que lhe foi aplicado por ter agredido um "steward" no túnel da Luz, o Hulk ficou impossibilitado de jogar em DEZOITO jogos oficiais! Veremos quantos jogos de suspensão levará Jorge Jesus por ter agredido um agente da PSP em pleno relvado.

Sem comentários:

Enviar um comentário