quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Sporting: tentativa de coacção sobre os órgãos de decisão

«Caso o Sporting Clube de Portugal fique impedido de disputar as meias-finais da Taça da Liga, a partir da próxima época e não sendo possível a não participação na prova, serão incluídos na ficha de jogo somente os jogadores afectos à equipa principal exigíveis regulamentarmente, sendo os restantes oriundos dos seus escalões de juniores e juvenis.» 

In Sporting.pt

Há um excerto do comunicado do Sporting que até agora ninguém comentou (ou melhor, há quem o tenha referido, mas parece que ninguém quer atribuir grande importância...) e que se prende com o seguinte: o Sporting pretende forçar a Liga (ou a FPF, dependendo de quem irá ficar responsável pela análise do caso do atraso do início do jogo entre o FC Porto e o Marítimo) a tomar uma decisão favorável às suas pretensões, ameaçando de que, se tal não acontecer, passará a jogar com júniores e juvenis. Por muito que esta chantagem possa parecer ridícula (na verdade, não me parece que ninguém perca o sono com estas infantilidades provenientes da mente imatura de Bruno de Carvalho), estamos ainda assim na presença de uma clara tentativa de coacção, punível pelos regulamentos.

Sem comentários:

Enviar um comentário