domingo, 22 de fevereiro de 2015

Benfica: 36 jogos, 12 em superioridade numérica

Não é meu costume partilhar aqui textos de outros autores, mas este artigo do site Zerozero.pt é esclarecedor quanto aos benefícios verdadeiramente inadmissíveis de que o Benfica tem gozado ao longo desta época no capítulo disciplinar. Perante tais factos, só por manifesta desonestidade se pode insistir na ideia de que tudo o que se tem passado é normal:

«Vencedor da Supertaça Cândido de Oliveira, líder do campeonato e finalista da Taça da Liga, o Benfica versão 2014/2015 já participou também na Liga dos Campeões e Taça de Portugal, provas onde foi afastado. No total, são já 36 duelos oficiais realizados e segundo dados apurados pelo zerozero.pt,  em um terço desses duelos a turma orientada por Jorge Jesus jogou contra adversários em inferioridade numérica.
Olhando para os 36 duelos oficiais das águias (todas as competições), dá para notar que em 12 partidas os adversários dos encarnados viram jogadores seus serem expulsos. André Simões, este sábado, em Moreira de Cónegos, foi o último "castigado".
Adversários do Benfica, esta época, que terminaram as partidas reduzidos: Moreirense (dois jogos do campeonato), Vitória de Setúbal (Taça da Liga), Arouca (Taça da Liga), Penafiel (campeonato), Nacional (Taça da Liga), Gil Vicente (campeonato), Bayer Leverkusen (Liga dos Campeões), Académica (campeonato), SC Braga (campeonato), Estoril (campeonato) e Boavista (campeonato).»


Sem comentários:

Enviar um comentário