domingo, 2 de abril de 2017

E assim se condiciona um jogo


O clubezeco dos vouchers, a jogar na Luz perante 60 mil apoiantes, lá conseguiu um empate que lhe permite manter-se no 1º lugar, beneficiando, como se previa, da preciosa colaboração do árbitro. O penalty forjado logo aos 5 minutos, numa pretensa falta cometida por Felipe sobre Jonas que as imagens televisivas demonstram não ter existido, constitui o seu erro mais grave pela influência directa que teve no resultado final, mas foi no capítulo disciplinar que Carlos Xistra demonstrou toda a sua falta de isenção. Apesar dos jogadores encarnados, em diversas situações, terem protagonizado lances claramente merecedores de acção disciplinar, o juiz conseguiu a proeza de terminar a partida sem mostrar um único cartão à equipa da casa, numa postura de incompreensível complacência que não estendeu aos visitantes a quem mostrou a cartolina por cinco vezes. E assim se condiciona um jogo de futebol....

Sem comentários:

Enviar um comentário